Esportes Corinthians se manifesta contra o racismo: “Nós nos importamos com essas vidas”

17:57  01 junho  2020
17:57  01 junho  2020 Fonte:   gazetaesportiva.com

Felipe Neto provoca Neymar Jr. por falta de posicionamento contra racismo

  Felipe Neto provoca Neymar Jr. por falta de posicionamento contra racismo Na madrugada desta segunda-feira (1º), o youtuber Felipe Neto usou a sua conta no Twitter para cobrar um posicionamento do jogador de futebol Neymar Jr. sobre os atos contra o The post Felipe Neto provoca Neymar Jr. por falta de posicionamento contra racismo appeared first on Instafamosos.

Os protestos contra racismo tomaram conta do noticiário nos últimos dias depois dos assassinatos de João Vitor, jovem baleado Neste domingo, o volante Gabriel, do Corinthians , utilizou as redes sociais para se manifestar . 1 de 1 Gabriel Jesus posta contra o racismo — Foto: Reprodução.

Inscrevam-se no canal e visitem o nosso site www.simonlirico.com.

O Corinthians divulgou nesta segunda-feira um vídeo de conscientização contra o racismo. A publicação do clube integra o movimento “Vidas Negras Importam”, que tem repercutido nas ruas e redes sociais nos últimos dias, após diversos casos recentes de discriminação racial no Brasil e no exterior.

O vídeo mostra imagens de pessoas que foram mortas violentamente e também destaca os diversos jogadores negros que já vestiram as cores do Timão: “Não seríamos Corinthians se a gente se calasse e aceitasse o racismo e a injustiça. Não seríamos Corinthians se a gente não se indignasse com a violência e desigualdade. Mas somos Corinthians. Basta! Não aceite. Não se cale”.

São Paulo se manifesta contra o racismo relembrando vídeo de 2019

  São Paulo se manifesta contra o racismo relembrando vídeo de 2019 Nesta segunda-feira, o São Paulo publicou um vídeo se manifestando contra atitudes racistas. A ação, que resgatou uma mensagem postada no Dia da Consciência Negra de 2019, faz parte do movimento “Vidas Negras Importam”, que vem crescendo a cada dia nas redes sociais após a ocorrência de diversos casos de racismo no mundo. O vídeo […]O vídeo postado no dia 20 de novembro do último ano traz diversos jogadores relatando dados de desigualdade racial, além de nomes de atletas que foram vítimas de atos discriminatórios. Já o post desta segunda-feira apresenta os jovens Antony e Igor Gomes dizendo que “não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”.

Clube que combateu o racismo e o primeiro a utilizar negros dentre os grandes do Brasil, o Vasco subiu uma hashtag no início da tarde com palavras que deram nome a protesto realizado neste domingo " Vidas Negras Importam " no Rio de Janeiro.

Racismo , por sua vez, além de ser uma forma de preconceito, pode manifestar -se por meio de uma ação excludente, ou seja, discriminatória. Também é necessário entender que o racismo não se manifesta de maneira única. Temos vários tipos de situações em que podemos identificar, de um

A publicação também alerta para o efeito da desigualdade na vida das pessoas negras: “O racismo mata e destrói famílias no Brasil e no mundo. Não se cale. Nós nos importamos com essas vidas. Por isso somos Corinthians”.

O movimento “Vidas Negras Importam” tomou proporções mundiais após o assassinato de George Floyd nos Estados Unidos. O homem de 46 anos morreu asfixiado com um policial ajoelhado em seu pescoço. No Brasil, as manifestações também lembram de nomes como João Pedro, de 14 anos, e João Vitor, de 18, que perderam suas vidas durante operações policiais no Rio de Janeiro.

Morte de George Floyd gera reflexão sobre racismo em outras minorias dos EUA .
Cartazes de minorias nos Estados Unidos começaram a aparecer nos protestos antirracistas que agitam o país: hispânicos, árabes e asiáticos se uniram ao lema do "Black Lives Matter" (Vidas negras importam). "Em muitas das grandes cidades dos Estados Unidos, as lojas de bairro de propriedade de árabes estão localizadas em vizinhanças predominantemente negras de classe trabalhadora. Precisamos analisar como estamos mostrando apoio à comunidade negra e quais medidas estamos tomando que não impliquem depender das forças de ordem", diz uma petição intitulada "Árabes pelas Vidas Negras".

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 3
Isto é interessante!