Esportes Adesanya vai a protesto na Nova Zelândia e faz discurso apaixonado contra o racismo

05:27  02 junho  2020
05:27  02 junho  2020 Fonte:   espn.com.br

Oposição muda de líder na Nova Zelândia frente a uma popular premiê

  Oposição muda de líder na Nova Zelândia frente a uma popular premiê A oposição conservadora na Nova Zelândia mudou de líder nesta sexta-feira (22), na tentativa de lidar com a popularidade recorde da primeira-ministra Jacinda Ardern, vitoriosa em sua luta contra o coronavírus. De acordo com uma pesquisa da One News-Colmar Brunton divulgada na noite de quinta-feira, o apoio ao Partido Trabalhista de Jacinda Ardern aumentou 18 pontos, para 59%. Trata-se de um recorde para a centro esquerda, em grande parte devido ao forte apoio às medidas contra a COVID-19.Ardern, de 39 anos, impôs medidas bastante rígidas de confinamento por sete semanas.

De olho na defesa de cinturão contra Paulo Borrachinha, Israel Adesanya revela inspiração em Anderson Silva x Vitor Belfort no UFC 126 para bater brasileiro e "dar a volta por cima" após a polêmica vitória contra Yoel Romero. Qual o seu palpite para Adesanya x Borrachinha?

Você acredita na vitória do campeão Israel Adesanya contra o brasileiro Paulo Borrachinha? Quais seus motivos?

  Adesanya vai a protesto na Nova Zelândia e faz discurso apaixonado contra o racismo © Getty Images

O campeão dos médios do UFC, Israel Adesanya, foi às ruas em Auckland, na Nova Zelândia, fazer parte dos protestos contra o racismo.

Adesanya não só participou do protesto, como também pegou o microfone e discursou contra o racismo em um movimento que teve como origem a morte de George Floyd na última semana.

"Nas últimas duas semanas vocês podem ver, eu estou nervoso. Quantos de vocês têm que colocar as mãos para trás quando entram numa loja só para não acharem que você está roubando?", questionou o lutador.

"Quantos de vocês, ao andar na rua, avistam uma pessoa na sua frente que parece ter medo de você? Onde eu moro, três vezes eu vi as pessoas que já estão no elevador assustarem quando eu entro por causa do racismo. Agora eu sorrio para elas, vou para o lado e deixo elas passarem para não se assustarem comigo. Por quê? Por que sou negro. Só por isso", continuou Adesanya.

"Eu não tive escolha. Mas se eu tivesse escolha, eu ainda seria negro. Depois daqui nós vamos marchar. Mas nós estamos marchando há tanto tempo. Uma salva aos brancos que estão aqui, porque nós precisamos de vocês. Precisamos que vocês falem algo porque, como ele disse, eu estou cansado de ver essas pessoas morrerem porque eu me vejo nelas, o tempo todo, e é de cortar o coração. Eu estou p...", finalizou o campeão.

`_____________________________

+ As principais notícias sobre a pandemia de coronavírus + .
Número de casos de covid-19 passa de 8 milhões no mundo. Brasil é o segundo país mais atingido pela pandemia, após os EUA. Nova Zelândia volta a registrar casos de covid-19 após 24 dias sem infecções. © Reuters/P. Olivares Protesto da ONG Rio de Paz na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, em 11 de junho Resumo desta terça-feira (16/06): Mundo tem mais de 8 milhões de casos de covid-19 confirmados, 437 mil mortes e mais de 3,8 milhões de recuperados Brasil registra 88.271 casos confirmados, 43.959 óbitos e 412.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!