Esportes CEO da Premier League diz que Black Lives Matter é uma causa moral, não política

21:18  30 junho  2020
21:18  30 junho  2020 Fonte:   reuters.com

Faixa "White Lives Matter" muito criticada na Inglaterra

  Faixa A faixa "White Lives Matter" (As vidas dos brancos importam), exibida na segunda-feira por um avião que sobrevoava a partida da Premier League entre Manchester City e Burnley (5-0), foi muito criticada nesta terça-feira na Inglaterra. O avião com a faixa "White Lives Matter Burnley" apareceu pouco depois que todos os jogadores da partida se ajoelharam no gramado para prestar homenagem ao movimento "Black Lives Matter", que luta contra o racismoA associação antirracista Kick It Out recordou que o movimento "Black Lives Matter" (As vidas dos negros importam) pede apenas a igualdade de direitos.

Jogadores e árbitro se ajoelham em apoio ao movimento Black Lives Matter antes de partida entre Manchester City e Arsenal pelo Campeonato Inglês © Reuters Jogadores e árbitro se ajoelham em apoio ao movimento Black Lives Matter antes de partida entre Manchester City e Arsenal pelo Campeonato Inglês

Por Simon Evans

(Reuters) - O presidente-executivo da Premier League, Richard Masters, defendeu a decisão coletiva de jogadores e clubes de apoiar o movimento Black Lives Matter nesta terça-feira, descrevendo-o como uma causa moral e não política.

Quando a liga recomeçou este mês após uma paralisação de três meses causada pela pandemia de coronavírus, todos os jogadores tinham "Black Lives Matter" nas camisas de seus uniformes em vez de seus nomes na rodada de abertura e continuaram a se ajoelhar antes do início das partidas em apoio ao movimento.

Burnley repudia faixa de torcedores antes da partida contra o City: “Não são bem-vindos”

  Burnley repudia faixa de torcedores antes da partida contra o City: “Não são bem-vindos” Mauro Cezar: Manchester City volta de forma avassaladora e 'destruindo' os rivais; te cuida, Real Madrid

"Os jogadores estão acostumados a ser portadores de mensagens de outras pessoas e nesta ocasião eles queriam fazer duas declarações muito claras como jogadores, apoiados pela Premier League e pelos clubes: Agradecendo ao NHS (Serviço Nacional de Saúde britânico) ... e também reconhecendo os problemas que estão acontecendo em todo o mundo, apoiando o sentimento do Black Lives Matter", afirmou Masters em uma audiência do Comitê Digital de Cultura, Mídia e Esportes do Parlamento britânico.

"Nós ouvimos e estamos felizes em apoiá-los", disse. "Não acho que isso estabeleça nenhum precedente em particular. Acho perfeitamente possível apoiar o sentimento do Black Lives Matter sem ser visto como apoiador de nenhuma organização política", afirmou.

"Somos uma organização apolítica - não apoiamos organizações políticas."

"Estamos traçando uma clara distinção entre uma causa moral e um movimento ou agenda política. Embora possa haver uma dificuldade em separar os dois, nossa posição é clara: política não, causas morais sim - quando acordadas", disse Masters.

Catedral reabre com Jesus negro em pintura de última ceia no Reino Unido .
Artista afirma que intenção é "fazer pessoas questionarem o mito ocidental de que Jesus tinha cabelo claro e olhos azuis".A igreja afirmou que tomou tal atitude em "apoio ao movimento Black Lives Matters" (vidas negras importam, em tradução livre), que registrou manifestações com cerca de 1000 pessoas na cidade. O trabalho original, pintado em 2010, já havia sido alvo de um tiro quando foi exibido em uma igreja de Gloucestershire.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!