Esportes Defesa aberta: jogadores do São Paulo avaliam eliminação para o Mirassol

23:12  01 agosto  2020
23:12  01 agosto  2020 Fonte:   lance.com.br

Após 'vergonha' no Paulistão, São Paulo projeta redenção no Brasileirão

  Após 'vergonha' no Paulistão, São Paulo projeta redenção no Brasileirão Pablo, Bruno Alves e Reinaldo concederam entrevista para a TV oficial do clube e falaram da "vergonha" na eliminação para o Mirassol no estadual, mas já pensam no BrasileiroEm entrevista concedida para a SPFCTV, na última sexta-feira, Reinaldo não escondeu que está triste e nem a dor da eliminação.

Mirassol aplicou 3 a 2 em cima do São Paulo, no Morumbi (Fernando Roberto/Ag. Futpress/Mirassol) © Fornecido por LANCE! Mirassol aplicou 3 a 2 em cima do São Paulo, no Morumbi (Fernando Roberto/Ag. Futpress/Mirassol)

A derrota para o Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista ainda está engasgada aos jogadores do São Paulo. Alguns deles, como o atacante Pablo e o lateral-esquerdo Reinaldo, analisaram a partida, que aconteceu na última quarta-feira, e disseram o que poderiam ter feito diferente.

- Faltou tudo (no jogo contra o Mirassol). Quando você perde um jogo, ainda mais um jogo eliminatório, não tem muita desculpa. Eu acho que um fator grande é a concentração, tomamos gols que não é para tomar, que não pode acontecer. O primeiro gol foi algo que foi treinado, que foi falado – iniciou Pablo.

Pablo é quem mais participa dos gols do São Paulo em 2020, mas evita celebrar boa fase: 'O que adianta?'

  Pablo é quem mais participa dos gols do São Paulo em 2020, mas evita celebrar boa fase: 'O que adianta?' Atacante foi responsável direto por 10 dos 25 gols do Tricolor nesta temporada. Após a paralisação, ele participou de todos os quatro tentos marcados pela equipe titularA boa fase, porém, teve início antes mesmo da pandemia de coronavírus interromper as competições. No dia 14 de março, no clássico contra o Santos, pela fase de grupos do estadual, Pablo marcou os dois gols da virada sobre o rival. Era a quebra de um jejum que durava nove jogos, mas a continuidade do período goleador foi adiado, pois aquela foi a última partida antes da pausa.

O jogador foi responsável por seis gols do Tricolor durante a competição, sendo metade deles feita depois da parada (dois contra o Bragantino e um contra o Mirassol). O companheiro Reinaldo concordou com ele e explicou a eliminação.

- Faltou a gente se impor mais na partida e fazer o que o professor Diniz pede sempre, que é sempre buscar o gol, buscar o ataque, mas também com muito cuidado atrás. Sabemos que não foi só a defesa, mas que o time todo vacilou nos gols. Isso não podia acontecer, uma coisa que o Diniz pede sempre, que é proteger o nosso goleiro, para não chegar muita bola no nosso gol – disse o camisa 6.

Relembre como era o mundo na última conquista do Paulistão do São Paulo

  Relembre como era o mundo na última conquista do Paulistão do São Paulo Relembre como era o mundo na última conquista do Paulistão do São Paulo

De fato, depois da paralisação por conta do coronavírus, o São Paulo realizou três jogos, fez sete gols, mas acabou tomando também sete tentos (foram duas derrotas e uma vitória, sendo um dos reveses em jogo único, justamente nas quartas de final). Para Pablo, o sentimento dos jogadores é o mesmo pelo qual passa o torcedor neste momento.

- Meu sentimento é igual ao do torcedor. Tristeza, raiva. A gente gostaria e queria muito ser campeão. O objetivo era passar de fase, chegar na final e ser campeão. Esse era o nosso objetivo e quando você não alcança, fica muito frustrado. Vamos carregar essa tristeza por um bom tempo – finalizou.


Galeria: ATUAÇÕES: Flu não empolga, mas Marcos Paulo se destaca em empate contra o Macaé (LANCE!)

São Paulo tem retrospecto recente positivo em estreias no Brasileirão .
Depois da eliminação para o Mirassol em pleno Morumbi, pelas quartas de final do Paulista, o São Paulo tenta um bom início de Campeonato Brasileiro para retomar a confiança. O adversário será o Goiás, neste domingo, às 16h. Além da semana cheia de preparação, os tricolores podem apostar no retrospecto recente positivo em estreias na […]Desde 2010, o São Paulo tem bom desempenho na rodada inicial do Brasileirão. No total, foram sete vitórias, um empate e duas derrotas nos últimos dez anos. A maioria das estreias neste período aconteceu fora de casa, como será em 2020.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!