Esportes Jumper na WNBA: conheça o elenco do Chicago Sky

23:26  01 agosto  2020
23:26  01 agosto  2020 Fonte:   jumperbrasil.lance.com.br

ESPN divulga calendário de transmissões para a primeira metade da temporada da WNBA

  ESPN divulga calendário de transmissões para a primeira metade da temporada da WNBA Emissora da Disney vai transmitir dez partidas em um intervalo de 20 dias O post ESPN divulga calendário de transmissões para a primeira metade da temporada da WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

O Jumper Brasil iniciou uma série apresentando os elencos atuais de cada equipe da WNBA. Sabemos que há uma quantidade de pessoas que estão conhecendo a liga agora e nada melhor do que deixá-los por dentro do Roster 2020.

Dessa forma, optamos por fazer dois posts por semana, sendo um a cada quinta-feira e o outro no sábado. As equipes serão distribuídas por ordem alfabética, começando pelo Atlanta Dream.

O time de hoje é o Chicago Sky.

CHICAGO SKY

O Chicago Sky é uma equipe fundada em 2005, como uma forma de expansão da WNBA a pedido de David Stern. O processo de estruturação do time ocorreu antes do início da temporada de 2006 da liga, sendo liderado pelo ex-jogador da NBA, Dave Cowens. Por lá, ele foi o primeiro treinador e também General Manager. Em 15 anos, o Sky alcançou os playoffs em cinco ocasiões, sem nenhum título na liga. Em contraponto, foi o responsável por revelar as lendas Diana Taurasi e Sue Bird.

Courtney Vandersloot anota duplo-duplo e Sky derrota Wings na WNBA

  Courtney Vandersloot anota duplo-duplo e Sky derrota Wings na WNBA Nos outros jogos da rodada, o Mercury bate Dream e o Storm conta com grande atuação de Breanna Stewart para vencer o Sun O post Courtney Vandersloot anota duplo-duplo e Sky derrota Wings na WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

Chicago é conhecida por seus arranha-céus e o nome, então, surgiu daí. As cores azul claro e amarelo, de acordo com Margaret Stender, representam um dia bonito na cidade.

Atualmente, a equipe é comandada por James Wade, que também desempenha o papel de treinador e General Manager, situação comum na WNBA. O Chicago Sky é uma das apostas para incomodar na temporada 2020 da liga, pois tem peças versáteis e seu jogo se dá coletivamente. Os principais destaques são Kahleah Copper e Courtney Vandersloot.

ELENCO

Allie Quigley nasceu em 20 de junho de 1986 e jogou pela Universidade DePaul antes de atingir a WNBA. Por lá, a ala-armadora atuou em 129 jogos e teve médias de 16.1 pontos, 3.9 rebotes e 3.3 assistências. Ela foi draftada em 2008 pelo Seattle Storm, mas foi cortada antes do início da temporada 2008-09, indo parar no Phoenix Mercury. Atuando por cinco equipes na liga, ela foi três vezes All-Star (2017, 2018 e 2019) e 2x Sixth Woman of the Year (2014 e 2015).

Com segundo tempo perfeito, Sky domina Sparks e segue invicto na WNBA

  Com segundo tempo perfeito, Sky domina Sparks e segue invicto na WNBA Nos outros jogos da rodada, Mystics derrota Sun em reedição da final de 2019 e Storm vence Lynx com facilidade O post Com segundo tempo perfeito, Sky domina Sparks e segue invicto na WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

Allie Quigley © Fornecido por Jumper Brasil Allie Quigley

Azurá Stevens é uma ala-pivô nascida no dia 1º de fevereiro de 1996. Antes de atingir a liga profissional, ela defendeu as cores da Universidade de Duke e depois se transferiu para Connecticut. Por Duke, ela teve médias de 14.1 pontos, 8.2 rebotes, 1.7 assistências e 1.1 roubos de bola. Em dois anos por lá, a ala figurou no segundo time da All-Atlantic Coast Conference (2015) e no time de novatos da ACC All-Freshman (2015). Stevens chegou à liga em 2018 escolhida sexta posição pelo Dallas Wings.

A ala-pivô Cheyenne Parker nasceu em 22 de agosto de 1992. De 2010 a 2013, ela defendeu as cores da High Point University, onde teve médias de 12.9 pontos, 11.1 rebotes e 3.4 tocos. Ela ficou um ano sem atuar por alguma instituição, pois foi suspensa por uso de maconha em 2013. Mais tarde, em 2014, jogou uma temporada por Middle Tennessee. Por lá, ela teve médias de 18.6 pontos, 11 rebotes e quatro tocos. Parker foi draftada pelo Chicago Sky em 2015 na quinta posição.

Confira quem se destacou nesse sábado na WNBA

  Confira quem se destacou nesse sábado na WNBA Sylvia Fowles lidera Lynx em mais um triunfo, Sky bate último invicto da competição e Breanna Stewart leva Storm a uma vitória sem Sue Bird O post Confira quem se destacou nesse sábado na WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

Nascida em 08 de fevereiro de 1989, Courtney Vandersloot é uma armadora que jogou por Gonzaga antes de chegar à WNBA. Lá, ela atuou por quatro temporadas, sendo que seu melhor ano foi 2010-11, quando atingiu médias de 19.8 pontos, 10.2 assistências e 8.4 rebotes em 36 partidas. Dentre os diversos recordes e prêmios dela, se destaca o número de 2.000 pontos e 1.000 assistências, pois a tornou a primeira atleta (qualquer gênero) a conseguir o feito. Ela foi draftada pelo Chicago Sky em 2011 na terceira posição.

Courtney Vandersloot © Fornecido por Jumper Brasil Courtney Vandersloot

Diamond DeShields nasceu em 05 de março de 1995 e é mais uma a atuar na Universidade do Tennessee antes da profissionalização. Antes disso, porém, a ala-armadora jogou por um ano na Carolina do Norte. Lá, ela detém um recorde na Atlantic Coast Conference de pontos marcados por uma caloura com 648 (18 por jogo). Nas duas temporadas no Tennessee, teve médias de 15.7 pontos, 5.7 rebotes e três assistências em 65 partidas. Ela foi draftada pelo Chicago Sky em 2018 na terceira posição.

Diamond DeShields © Fornecido por Jumper Brasil Diamond DeShields

A ala Gabby Williams nasceu em 09 de setembro de 1996 e atuou por Connecticut. Em quatro anos por lá, ela teve médias de 10.6 pontos, 6.8 rebotes e 3.2 assistências. Seu melhor ano foi 2016-17, quando atingiu as médias de 14.3 pontos, 8.3 rebotes, 2.7 roubos de bola e 1.4 tocos. Com dois títulos na NCAA (2015 e 2016), ela terminou sua passagem pela faculdade com alguns recordes como a 22ª na lista de cestinhas (1.582 pontos), sétima em rebotes (1.007), 13ª em assistências (481) e quinta em roubos de bola (305). Foi selecionada pelo Chicago Sky em 2018 na quarta posição.

Confira quem foi destaque nesse domingo na WNBA

  Confira quem foi destaque nesse domingo na WNBA O segundo dia de WNBA foi bom para a brasileira Damiris e para várias veteranas mostrarem serviço O post Confira quem foi destaque nesse domingo na WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

Kahleah Copper é uma atleta versátil que atua tanto de ala-armadora quanto de ala. Nascida em 28 de agosto de 1994, ela defendeu as cores de Rutgers antes da WNBA. Em quatro anos na faculdade, teve médias de 14.1 pontos e 5.8 rebotes em 133 partidas. Ela foi draftada na sétima posição pelo Washington Mystics em 2016, mas foi trocada no ano seguinte para o Chicago Sky.

Kahleah Copper © Fornecido por Jumper Brasil Kahleah Copper

Ruthy Hebard nasceu em 28 de abril de 1998 e atuou pela Universidade do Oregon. Pelo Ducks, a pivô teve médias de 14.9 pontos e 8.5 rebotes e foi eleita ao time All-Pac 12 e ao time de calouros, sendo apenas 18ª atleta com o feito. Ela foi selecionada na oitava posição do Draft de 2020 da WNBA pelo Chicago Sky.

Nascida em 11 de julho de 1998, Stella Johnson é mais uma caloura. Jogando pela Universidade de Rider, ela teve médias de 17.2 pontos, seis rebotes e 3.4 assistências em 126 partidas. A armadora chegou à WNBA como a 29ª escolha geral pelo Phoenix Mercury, mas foi dispensada em seguida e assinou com o Chicago Sky.

Stefanie Dolson é uma pivô nascida em 08 de janeiro de 1992, que atuou por Connecticut por quatro anos. Nesse período, teve médias de 11.7 pontos, 7.2 rebotes e 2.5 assistências em 154 partidas, ajudando sua equipe a um recorde de 144 vitórias e 11 derrotas e dois títulos (2013 e 2014). Ela chegou à WNBA em 2014 como a sexta escolha pelo Washington Mystics, onde foi All-Star pela primeira vez em 2015. Mais tarde, já atuando por Chicago em 2017, ela repetiu o feito.

Confira quem foi destaque nessa terça-feira na WNBA

  Confira quem foi destaque nessa terça-feira na WNBA Três atletas atingiram dígitos altos em pontos e ajudaram suas equipes a conquistar vitórias; Damiris foi cestinha do Lynx O post Confira quem foi destaque nessa terça-feira na WNBA apareceu primeiro em Jumper Brasil.

A armadora Sydney Colson nasceu em 06 de agosto de 1989 e jogou por Texas A&M antes de atingir o profissionalismo. Lá, teve médias de 6.2 pontos, 1.5 rebotes e 3.7 assistências em 138 jogos. Ela chegou à WNBA em 2011 selecionada pelo Connecticut Sun na 16ª posição, mas foi trocada para o New York Liberty.

FORA DA TEMPORADA

A pivô Jantel Lavender é uma das mais velhas do elenco do Chicago Sky, nascida em 12 de novembro de 1988. Na faculdade, passou por Ohio State, onde teve médias de 22.8 pontos e 10.9 rebotes. Por lá, faz parte do Hall da Fama desde 2017. Foi draftada pelo Los Angeles Sparks em 2011 na quinta posição, onde foi All-Star (2015), campeã e Sixth Woman of the Year em 2016. Ela não está na Wubble devido a uma lesão no pé esquerdo.

Confira o calendário da WNBA.

Confira o guia da temporada 2020 da WNBA.

Assista todos os jogos da WNBA clicando aqui.

O post Jumper na WNBA: conheça o elenco do Chicago Sky apareceu primeiro em Jumper Brasil.

A’ja Wilson lidera, alcança duplo-duplo e Aces atropela Dream .
Nos outros jogos da quarta-feira, Wings supera grande atuação de Ionescu e vence Liberty; Fever bate Mercury em duelo equilibrado O post A’ja Wilson lidera, alcança duplo-duplo e Aces atropela Dream apareceu primeiro em Jumper Brasil.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!