Esportes Mesmo com lockdown, GP da Austrália espera abrir temporada 2021 da Fórmula 1 em março

05:30  30 setembro  2020
05:30  30 setembro  2020 Fonte:   grandepremio.com.br

Casamento infantil: 'Meu pai me pressionou para casar'

  Casamento infantil: 'Meu pai me pressionou para casar' Com o fechamento de escolas e a perda de emprego dos pais, a pandemia de coronavírus está forçando o aumento dos casamentos e trabalho infantis na Índia.Rani (nome fictício), de 13 anos, acaba de ganhar sua primeira batalha na vida. Seus pais tentaram forçá-la a se casar neste verão, mas ela pediu ajuda e conseguiu impedir o casamento.

A Super Fórmula , principal categoria do automobilismo japonês, cancelou a rodada de abertura da temporada de O GP da Austrália foi marcado para o fim de semana do dia 15 e é alvo de polêmica, com Hamilton Dança das cadeiras da F 1 : confira quais equipes ainda têm vagas para 2021 .

F 1 , FORMULA ONE , FORMULA 1 , FIA FORMULA ONE WORLD CHAMPIONSHIP, GRAND PRIX and F 1 2021 : o que esperar do novo conceito? - Продолжительность: 6:42 Projeto Motor 328 Preview do GP da Rússia de FÓRMULA 1 ™ - Продолжительность: 6:27 BOTECO F 1 14 432

  Mesmo com lockdown, GP da Austrália espera abrir temporada 2021 da Fórmula 1 em março © Fornecido por Grande Prêmio

A pandemia de Covid-19 realmente afetou os planos do GP da Austrália de Fórmula 1. Planejado para ser palco da estreia da temporada 2020 em março, a corrida foi cancelada. Para 2021, ainda há indefinição sobre a presença da etapa no calendário e até mesmo se vai abrir o ano, como tradicionalmente acontece desde 1996.

De acordo com o site Motorsport, os organizadores do GP da Austrália trabalham com a ideia de abrir a próxima temporada de Fórmula 1 no dia 14 de março. Há até mesmo a possibilidade da presença de público apesar da restrita política sanitária aplicada no país contra o novo coronavírus.

Reino Unido prevê nova aceleração da covid-19 e prepara mais medidas de isolamento

  Reino Unido prevê nova aceleração da covid-19 e prepara mais medidas de isolamento Conselheiros do governo dizem que casos podem chegar a 50 mil por dia em outubro se ritmo da pandemia não for contido agora; restrições à circulação de pessoas em alguns lugares começarão a valer a partir desta terça.Patrick Vallance, conselheiro científico chefe do governo britânico, advertiu na segunda-feira (21/9) que o país corre o risco de registrar 50 mil casos por dia em meados de outubro se nada for feito para conter o ritmo atual da pandemia. Isso, por sua vez, faria o número de mortes passar de 200 por dia em novembro.

O Grupo de Estratégia da # Formula 1 segue discutindo propostas para # 2021 . Mas alguns itens já caíram por terra como o #reabastecimento, de acordo com informa Следующее. F 1 2021 : o que esperar do novo conceito?

Excepcionalmente nessa quarta, as 21h, o BOTECO F 1 entra AO VIVO para conversar sobre o que você pode esperar da primeira corrida do ano, além de responder

Existem riscos, porém. A cidade de Melbourne, neste momento, ainda está sob intenso lockdown devido a uma segunda onda de casos de Covid-19. Os casos estão diminuindo, mas os governantes locais trabalham com o Natal, em dezembro, como prazo mínimo para volta à normalidade e reabertura do comércio e eventos.

O último GP da Áustralia disputado abriu a temporada 2019 da Fórmula (Foto: Williams) © Fornecido por Grande Prêmio O último GP da Áustralia disputado abriu a temporada 2019 da Fórmula (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em janeiro, vale lembrar, Melbourne tradicionalmente recebe o Australian Open, um dos quatro Grand Slams de tênis. Já o mês de março geralmente é reservado para a etapa da Fórmula 1, que abre a temporada desde 1996 - as exceções foram 2010 e, claro, 2020.

Outro fator que ainda atrapalha a definição da etapa australiana é a fronteira fechada para outros países. Em recente entrevista, porém, o Primeiro-ministro Scott Morrison cogitou "métodos alternativos", como um hotel para pessoas oriundas de países com baixo risco ficarem em quarentena.

Renault alerta Fórmula 1 após anúncio de saída da Honda e vê “situação insustentável” .
Cyril Abiteboul disse que não é nada positivo que a Fórmula 1 tenha apenas três fornecedoras de motores a partir de 2022 e que os custos das unidades motrizes afugentam potenciais novos fabricantes“Quero deixar bem claro que não estamos satisfeitos com a situação da Honda. Não é positivo para a Fórmula 1. Queremos uma Fórmula 1 com montadoras de automóveis, com fornecedores de motores, e ter somente três fábricas de motores não é positivo”, disse o engenheiro francês em entrevista à revista britânica Autosport.

usr: 3
Isto é interessante!