Esportes Pesquisa de app de relacionamento aponta que gostar de esportes é uma vantagem no amor

03:02  23 fevereiro  2021
03:02  23 fevereiro  2021 Fonte:   lance.com.br

A covid-19 está sob o controle de Bolsonaro

  A covid-19 está sob o controle de Bolsonaro A população brasileira se tornou —e grande parte se submeteu— a ser cobaia de um experimento de perversão inédito na históriaAfirmar que a covid-19 está fora de controle no Brasil por incompetência de Jair Bolsonaro é um erro. É o mesmo erro de chamar o Governo de Bolsonaro de “desgoverno”. Bolsonaro governa e a disseminação da covid-19 está, em grande parte, sob o seu controle. Se o que vive o Brasil é caos, é um caos planejado. É necessário compreender a diferença para ter alguma chance de enfrentar a política de morte de Bolsonaro. Se existe alguma experiência semelhante na história, eu a desconheço. No Brasil, certamente nunca aconteceu antes.

Para aqueles que são fanáticos por esportes, 2021 começou com tudo, incluindo as finais de grandes campeonatos mundiais e nacionais. Mas quando o assunto é relacionamentos, o tema ‘esporte’ tem algum impacto? De acordo com uma pesquisa realizada pela happn, 59% dos usuários brasileiros acreditam que isto é relativo: ter um Crush que adora esportes não é algo obrigatório, mas se ele/ela gostar, é uma vantagem. De fato, mais de 88% dos usuários do aplicativo declararam desfrutar de algum tipo de esporte - o que não é novidade para um país como o Brasil, que tem o gosto pelo esporte correndo em suas veias.

Casal argentino que viralizou durante a Copa do Mundo discutindo sobre futebol (Foto: Reprodução/YouTube) © Fornecido por LANCE! Casal argentino que viralizou durante a Copa do Mundo discutindo sobre futebol (Foto: Reprodução/YouTube)

> Confira a classificação atualizada da reta final do Brasileirão 2020 e simule os resultados do seu time

Trabalho presencial tira 62% dos jovens de casa na pandemia em Minas

  Trabalho presencial tira 62% dos jovens de casa na pandemia em Minas Levantamento mostra que a maioria tem se deslocado para exercer atividades em Minas. Pesquisa mostra que 10,83% desrespeitam isolamento para evitar a COVID-19Esses jovens baseados em Minas são também os que menos seguem fielmente as regras de distanciamento social. Segundo o Espro, 10,83% relataram descumprimento, ante média de 7,27% se estendido aos outros três estados. Os dados foram colhidos pelos pesquisadores em novembro.

Se você não tem certeza da seriedade de sua relação com seu Crush, aqui vai uma dica: se ele/ela o convidar para ir a um evento esportivo ou assistir a algum jogo, este é um sinal de que ele/ela está comprometido(a) com você. A pesquisa apontou que quase metade dos brasileiros (49%) disse que levar o Crush a um evento esportivo é uma espécie de encontro legal, mas não no início do relacionamento, quando ambos ainda estão se conhecendo e não são íntimos. Por outro lado, quase 30% dos entrevistados acreditam que os eventos esportivos podem ser um ótimo primeiro encontro, afinal, o ambiente excitante, imprevisível e divertido funciona como um bom "quebra-gelo".

Apesar das maiores rivalidades esportivas, especialmente quando se trata de futebol, 86% dos usuários brasileiros do happn afirmaram que o time do coração do Crush não importa quando se trata de ter um relacionamento, ou seja, não importa se você é torcedor do Palmeiras e seu Crush é fã do Corinthians, o que realmente importa são as afinidades das personalidades. Outros 10% não têm ideia se teriam um relacionamento com um torcedor do time rival e apenas 2% teriam um relacionamento apenas com torcedores do mesmo time.

Para vacinar todos os idosos até abril, MG precisa de 6,75 milhões de doses

  Para vacinar todos os idosos até abril, MG precisa de 6,75 milhões de doses Para cumprir expectativa de proteger maiores de 60 nos próximos 2 meses, MG precisa quintuplicar estoques, mas só tem 2,9 milhões de doses no radar imediato.Para que se concretize, a expectativa exige repasses de carregamentos sem atrasos pela União e esforço hercúleo para acelerar a campanha de imunização.

​A pesquisa mostrou que o futebol é, de fato, o queridinho de 81% dos brasileiros. Em seguida, embora muitos pensem que a tradicional Fórmula 1 de Senna e Fittipaldi ou a natação de Cielo, Xuxa e Borges estão na disputa pelo segundo lugar na preferência dos brasileiros, o vôlei leva a prata no pódio dos esportes preferidos, com 44%. Tomando a medalha de bronze, temos o basquetebol, com 40% da preferência - o amor pelo esporte das cestas tem crescido exponencialmente em popularidade no país, em grande parte devido aos grandes torneios americanos, como a NBA.

​48% dos usuários confirmaram que não teriam um relacionamento com alguém que seja fanático por esportes, já que pode haver alguns mal-entendidos com o Crush devido a um amor incontrolado por uma equipe. Outros 51% disseram que não há problema em estar ligado ao esporte, para que cada um possa ter seu próprio divertimento e tempo de lazer.

"Brasileiros qualificados no exterior podem trazer ganhos ao país"

  Estas imagens gravadas na sexta-feira à noite mostram pessoas se escondendo debaixo de um colchão e dentro de um armário quando a polícia invadiu uma festa ilegal em Madri.

​Para 93% dos usuários, não se pode mentir para acompanhar um evento esportivo. Destes, 69% nunca mentem porque preferem dizer a verdade para a Crush, enquanto 24% acreditam que não há necessidade de mentir, porque a Crush não se importaria de vê-los passando algum tempo assistindo a jogos. Apenas 6% disseram que mentiram a seus parceiros para ir a um jogo ou assistir a um campeonato.

​Por fim, publicar fotos praticando esportes ou em evento esportivo in-loco não significa necessariamente um aumento das chances de receber likes no happn. 41% dos usuários disseram que isto não é algo que chame sua atenção na hora de dar like em um perfil. Para 35%, é importante que a pessoa siga o esporte de alguma forma, seja praticando-o ou acompanhando. 22% dos entrevistados consideram essencial ter fotos praticando esportes, porque isso mostra que o Crush é uma pessoa extrovertida que gosta de sair, de aventuras.

COB é o 2º Comitê Olímpico do mundo em alcance digital, aponta pesquisa .
Ranking Digital de Comitês Olímpicos analisou cinco plataformas digitais dos 30 países com melhor performance no quadro de medalhas das últimas cinco edições dos Jogos de Verão- O centro de nossa estratégia passa pelo atleta, nosso maior influenciador, que humaniza a relação do COB com o fã. Além disso, a inteligência digital é fundamental. Estamos sempre atentos às tendências, o que nos leva a incorporar rapidamente e com consistência o que tem de mais quente nas nossas estratégias. Isso vale para as lives, que começamos a fazer sistematicamente mesmo antes da pandemia, e também para nossa chegada ao Tik Tok - disse Manoela Penna, diretora de comunicação e marketing do COB.

usr: 2
Isto é interessante!