Esportes Léo Jabá cita racismo em entrevista e não fica em cima do muro

22:16  28 abril  2021
22:16  28 abril  2021 Fonte:   br.bolavip.com

150 mil corações desenhados representam vidas perdidas para a Covid-19 neste memorial em Londres

  150 mil corações desenhados representam vidas perdidas para a Covid-19 neste memorial em Londres Cada um dos 150 mil corações vermelhos que estão sendo desenhados em um muro diante do parlamento inglês, em Londres, são para lembrar as vidas perdidas para a Covid-19 no Reino Unido. A iniciativa partiu de um grupo de familiares das vítimas no país, e segue sendo realizada por voluntários, a fim de tornar o muro um memorial nacional da pandemia – um coração para cada pessoa falecida pela doença, que no país já alcança a marca oficial de 149 mil mortes, a mais elevada de toda a Europa.

O Vasco de Marcelo Cabo, Jorge Salgado e Alexandre Pássaro segue a montagem de elenco visando o seu retorno à elite do futebol brasileiro no fim desta temporada. Um dos últimos nomes confirmados foi o de Léo Jabá, que vem crescendo de produção nos últimos jogos.

  Léo Jabá cita racismo em entrevista e não fica em cima do muro © Fornecido por Bolavip

O atacante, aliás, concedeu entrevista à reportagem do ‘UOL Esporte’ e abordou diversos assuntos - entre eles, o racismo no mundo do futebol. Léo Jabá também comemorou seu crescimento no Vasco e elogiou Cabo.

“Eu sei da história do Vasco, que foram negros e operários que lutaram para fazer o estádio e o clube. Eu fico orgulhoso disso. Orgulhoso por conhecer essa grande história do clube e agora fazer parte dela. Sabemos que ainda existe racismo, mas isso tem que acabar. Ninguém é melhor do que ninguém”, explicou Léo.

Autor de assistência no Vasco, Léo Jabá voltou a jogar ao menos 45 minutos após mais de um ano e meio

  Autor de assistência no Vasco, Léo Jabá voltou a jogar ao menos 45 minutos após mais de um ano e meio Ponta contratado pelo Cruz-Maltino passou por problema físico grave quando jogava no Paok e está emprestado ao time de São JanuárioO ponta contratado pelo Cruz-Maltino superou uma infecção que lhe fez ficar hospitalizado em estado grave. No Cruz-Maltino, vai retomando a carreira. Ele estreou com poucos minutos do jogo contra o Tombense e entrou também no fim da partida diante do Flamengo. Neste domingo, voltou do intervalo já em campo.

Foto: Daniel Vorley/AGIF © Fornecido por Bolavip Foto: Daniel Vorley/AGIF

“O trabalho está sendo muito bom. O Marcelo Cabo é um treinador que conversa muito com os jogadores, que tem uma ideia de trabalho muito boa, bem parecida com o estilo europeu. São trabalhos intensos, que mexem muito com o jogador para que ele se entregue cada vez mais. Isso faz com que todo elenco esteja em sintonia. Eu estou gostando muito”.

“Encontrei companheiros que já joguei antes. O Léo, na Grécia, o Andrey, na Seleção [categorias inferiores]. É bom ter conhecidos no elenco. Eles dão conselhos e também ajudam a ficar mais à vontade na rotina de treinos e jogos”, finalizou Jabá.

Marcelo Cabo explica lesão de Romulo, do Vasco, no primeiro tempo e revela: 'Não chegou a fisgar' .
Segundo a programação do clube, Romulo atuaria no primeiro tempo e seria substituído no intervalo da partida>Torcida do Vasco faz campanha de ajuda financeira após atualização da dívida

usr: 1
Isto é interessante!