Esportes STF rejeita 3 ações e libera Copa América no Brasil

13:26  11 junho  2021
13:26  11 junho  2021 Fonte:   reuters.com

Mané Garrincha recebe últimos retoques antes da abertura da Copa América

  Mané Garrincha recebe últimos retoques antes da abertura da Copa América Estádio será palco do duelo que abre a competição continental entre o Brasil e a VenezuelaNa 6ª feira (11.jun.2021), a organização do torneio colocou a identidade visual do evento nas arquibancadas e nos telões do estádio que receberá a abertura.

Por Ricardo Brito

Plenário do Supremo Tribunal Federal © Reuters/ADRIANO MACHADO Plenário do Supremo Tribunal Federal

BRASÍLIA (Reuters) - O Supremo Tribunal Federal (STF) liberou nesta quinta-feira a realização da Copa América no Brasil após rejeitar, em julgamento no plenário virtual da corte, três ações que buscavam impedir a realização do torneio de futebol que será realizado no país mesmo em meio a um elevado número de casos e mortes por Covid-19.

Com a decisão, a competição vai começar no próximo domingo em Brasília com o jogo Brasil contra Venezuela. O presidente Jair Bolsonaro disse nesta noite saber que vai ser convidado para assistir ao jogo de abertura do torneio, mas ainda não decidiu se vai comparecer.

Neymar iguala recorde de Romário e Zico na Seleção Brasileira

  Neymar iguala recorde de Romário e Zico na Seleção Brasileira Atacante se tornou o maior artilheiro do Brasil na história das EliminatóriasO camisa 10 chegou à marca de 11 bolas na rede em jogos de Eliminatórias, igualando o recorde que até então pertencia à Romário e Zico. Os dois, no entanto, entraram em campo menos vezes. O Baixinho precisou de apenas oito atuações, três a menos que o Galinho e 10 a menos que o atual goleador.

Após a realização do campeonato ter sido preterida por Colômbia e Argentina, Bolsonaro foi procurado pela cúpula da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que o Brasil sediasse a competição, avalizando o evento esportivo a despeito das críticas.

Apesar de liberar o torneio, os ministros do Supremo destacaram em seus votos, de maneira geral, a necessidade de se cumprir medidas de segurança sanitária a fim de impedir a proliferação da Covid-19.

JULGAMENTOS

Em uma das ações, os ministros foram unânimes em rejeitar um pedido da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos para barrar o torneio.

Nesse caso, a relatora dessa ação, ministra Cármen Lúcia, justificou a recusa do processo pela "carência de atendimento aos pressupostos processuais", como a ausência de indicação do ato do Poder Executivo a ser revogado na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF).

Allan fala em 'marcação desleal' pelo excesso de cartões e se coloca à disposição para jogar a Copa América

  Allan fala em 'marcação desleal' pelo excesso de cartões e se coloca à disposição para jogar a Copa América O volante do Atlético-MG se defendeu de ser um jogador violento e ainda fez seu "comercial" para atuar na Seleção comandada por TiteAllan se defendeu e disse que há uma marcação desleal com ele e que não é um jogador violento. O atleta alvinegro inclusive fez um “comercial” de si mesmo se oferecendo para defender a Seleção Brasileira na Copa América, que será disputada no Brasil a partir da outra semana.

Ela disse, no entanto, que a recusa da ação "não exime os agentes públicos competentes de adotarem decisões e providências sanitárias, de segurança pública e outras que deem cumprimento aos protocolos adotados no plano nacional, estadual e local e ainda daqueles que venham a ser necessários para que se completem todas as medidas para prevenir, dificultar e tratar os riscos e sequelas de transmissão, contaminação e cuidado pela Covid-19".

Houve uma segunda ação também relatada por Cármen Lúcia, um mandado de segurança, com nove votos pela rejeição. A ministra barrou a ação que buscava impedir a adoção de atos legais ou administrativos que permitissem a realização do torneio.

Nesse caso, somente os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes divergiram da maioria. Fachin, por exemplo, se posicionou para que se determinasse a adoção de "medidas de mitigação de risco".

A terceira ação foi relatada pelo ministro Ricardo Lewandowski e dizia respeito a um pedido para se interromper todos os preparativos para que o Brasil sediasse a competição.

Nesse caso, houve três correntes de votos distintas --uma de Lewandowski, outra de Marco Aurélio Mello e uma terceira de Luís Roberto Barroso-- discutindo aspectos para se realizar o torneio. Como nenhuma delas obteve seis votos, a ação não prosperou.

Ocupação de leitos de UTI ultrapassa 80% em todas as sedes da Copa América .
Maior ocupação no DF: 89,3%. Dados até as 14h de 2. jun. Torneio começa em 11. junSegundo o ministro da Casa Civil Luiz Eduardo Ramos, os jogos irão acontecer em Mato Grosso, no Rio de Janeiro, em Goiás e no Distrito Federal e não terão público.

usr: 1
Isto é interessante!