Esportes Delegação brasileira de skate: o que esperar do pódio de nos Jogos Olímpicos

02:26  22 julho  2021
02:26  22 julho  2021 Fonte:   lance.com.br

Casos de Covid-19 nos Jogos Olímpicos aumentam novamente e número chega a 110

  Casos de Covid-19 nos Jogos Olímpicos aumentam novamente e número chega a 110 Crescimento foi o maior já constatado em 24 horas pelo Comitê Organizador da Olimpíada , o número, que há 24 horas era de 91, agora é de 110. Três dos 19 novos testes são de atletas que ficarão de fora das competições.+ Veja a agenda desta sexta-feira nos Jogos Olímpicos de Tóquio Além dos atletas, o casos também englobam trabalhadores dos Jogos e imprensa. Além dos três atletas que testaram positivo, dez casos são de organizadores da Olimpíada, três de empreiteiros japoneses e outros três de representantes da mídia. Ao todo, 13 atletas já foram infectados com o vírus.

A primeira vez do Brasil nos Jogos Olímpicos ocorreu nos Jogos Olímpicos de 1920, em Antuérpia, Bélgica. Participou de cada edição desde então, com exceção dos jogos de 1928, em Amsterdã, na Holanda. Nos Jogos Olímpicos de Inverno, o Brasil estreou em 1992, em Albertville, na França.

O Brasil chega aos Jogos Olímpicos de Tóquio com uma delegação menor de atletas do que a que disputou a Rio 2016, mas o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) diz que espera superar o desempenho de Olimpíadas passadas. No Rio, o Brasil teve mais atletas porque as regras para classificação olímpica beneficiam países-sede. Por exemplo, equipes coletivas têm vaga garantida. Mas a grande maioria dos atletas brasileiros em 2016 tinha poucas chances de subir ao pódio . Mas, em Tóquio, o Brasil pode se beneficiar da inclusão de dois novos esportes em que tem atletas de ponta: skate e

Na primeira vez em que haverá skate nos Jogos Olímpicos a equipe brasileira já é promessa de pódio. Sonha-se inclusive em ter apenas a bandeira do Brasil erguida no street feminino, com a Leticia Bufoni, Pâmela Rosa e Rayssa Leal. Foi nessa animação que parte da delegação deu uma coletiva de imprensa no dia 9 de julho.

A Seleção Brasileira Olímpica de Street Skate já desembarcou no Japão (Foto: Divulgação CBSk) © A Seleção Brasileira Olímpica de Street Skate já desembarcou no Japão (Foto: Divulgação CBSk) A Seleção Brasileira Olímpica de Street Skate já desembarcou no Japão (Foto: Divulgação CBSk)

Os 12 atletas que já foram adversários em outras competições, agora estão defendendo a mesma bandeira. Sobre isso, Letícia Bufoni, do street, falou sobre ser a primeira vez em que todos se juntam na mesma delegação "Não só a parte técnica, mas o mais o importante é a afinidade entre o time."

Primeiro medalhista do Brasil em Tóquio, Kelvin Hoefler trocou o surfe pelo skate por detestar água gelada

  Primeiro medalhista do Brasil em Tóquio, Kelvin Hoefler trocou o surfe pelo skate por detestar água gelada Skatista chegou a tentar a sorte no surfe e no futebol antes de começar a brilhar no street+ Kelvin Hoefler conquista primeira medalha do país nos Jogos Olímpicos

Com o intuito de rejuvenescer a audiência e o espírito dos Jogos Olímpicos , o Comitê Olímpico Internacional (COI) incluiu em seu programa novos esportes para Tóquio 2020. Um deles é o skate . Com grandes nomes tanto no park quanto no street, as modalidades escolhidas, o Brasil chega como um dos favoritos para a competição. Com o último Mundial de Street realizado em Roma, no início de junho, a delegação brasileira para as Olimpíadas de Tóquio está definida com três representantes em cada modalidade, totalizando 12 vagas.

O Brasil competiu nos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, em Londres, na Grã Bretanha, que ocorreram de 27 de julho a 12 de agosto. Essa é a vigésima primeira participação do país nas Olimpíadas de Verão, sendo a décima nona consecutiva.

E mesmo com uma equipe com atletas jovens, o destaque da delegação nestes Jogos é a skatista Rayssa Leal, do street, com apenas 13 anos, que já se tornou uma das favoritas para o ouro brasileiro. Apesar da idade, a sua postura demonstrou maturidade: "Todos nós daremos o nosso melhor", comentou com humildade.

Mesmo com o apoio entre os colegas de equipe, não haverá a torcida presencial da família, já que as competições serão fechadas ao público devido a pandemia. Pedro Quintas, do park, falou que pode acabar sendo um fator positivo no que diz respeito a concentração "A gente só vai se preocupar em andar de skate", mas lamentou não ter a vibração brasileira em Tóquio.


Video: O que os atletas australianos esperam do Rio? (Dailymotion)

Luiz Francisco, do park, comentou que o adiamento dos Jogos Olímpicos serviu para treinar mais, além da possibilidade de se recuperar das lesões que teve em 2020. Também reforçou que a visibilidade do skate ajudou a tirar essa imagem marginalizada do esporte.

'É só o começo', diz Kelvin Hoefler após conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio

  'É só o começo', diz Kelvin Hoefler após conquista da medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio Brasileiro brilhou nas provas de skate street e ficou com a segunda melhor pontuação+ Veja as notícias atualizadas sobre os Jogos Olímpicos de Tóquio

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004 o Brasil foi representado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A maior delegação brasileira de todos os tempos consistiu de 247 atletas (125 homens e 122 mulheres)

Srpskohrvatski / српскохрватски. සිංහල. Simple English. Slovenčina. Slovenščina. Shqip. Српски / srpski. Sunda. Svenska. தமிழ். Тоҷикӣ. ไทย. Tagalog. Türkçe. Татарча/tatarça. Українська. اردو. Oʻzbekcha/ўзбекча. Tiếng Việt. 吴语. Yorùbá. 中文. Bân-lâm-gú. 粵語. Editar hiperligações.

O street já está em Tóquio desde o dia 17 julho, com o técnico Roger Mancha, mas o park, que foi treinado pelo Edgard Vovô, só viaja no dia 27. O skate estreia com o skate street masculino no dia 24 de julho às 21h (De Brasília).

Ver essa foto no Instagram

'A medalha foi poder mostrar a camaradagem do skate', diz Dora Varella após final em Tóquio .
Skatista brasileira terminou a final na sétima posição; ouro ficou para japonesa Sakura YosuzumiDora Varella e Yndiara Asp, as atletas que representaram o Brasil na final do skate park, não se importaram de ter ficado fora do pódio nos Jogos Olímpicos de Tóquio. As duas skatistas definiram como a "experiência da vida" a participação no Japão da modalidade que fez sua estreia no programa olímpico e valorizaram a "energia incrível" durante a competição.

usr: 5
Isto é interessante!