Esportes Pia Sundhage prega respeito à Holanda antes de confronto: 'Adversário mais difícil do grupo'

20:28  23 julho  2021
20:28  23 julho  2021 Fonte:   lance.com.br

“Jogadoras mais novas serão melhores que Marta”, prevê Pia Sundhage sobre futuro da seleção

  “Jogadoras mais novas serão melhores que Marta”, prevê Pia Sundhage sobre futuro da seleção Sueca tem planos de longo prazo para a equipe e acredita que as mudanças começam no JapãoA lista de convocadas da técnica Pia Sundhage para os Jogos de Tóquio foi uma prévia de que a sueca tem novos planos para a seleção feminina de futebol. Ao deixar a atacante Cristiane de fora, ela encerrou um ciclo na equipe que durava desde 2004. Para a treinadora, o futuro já começa no Japão e ela faz uma promessa ousada antes do início do torneio, “as jogadoras mais novas, eu prometo, serão melhores. Melhores ainda que a Marta”.

Está chegando a hora do segundo desafio da Seleção Brasileira feminina de futebol nos Jogos Olímpicos. Neste sábado, o time de Pia Sundhage encara a Holanda pelo Grupo F e a treinadora sueca projetou um duelo difícil. Para a comandante, a adversária é a mais forte do grupo.

- Acredito que a Holanda é o adversário mais difícil do nosso grupo. Elas têm várias personalidades ofensivas e boas jogadoras neste setor. Lembro de 2017, quando treinei a Suécia contra a Holanda, e elas nos tiraram das quartas de final. Têm uma treinadora muito experiente, que está no jogo há bastante tempo e é muito bem sucedida - disse Pia, que completou.

Em busca do ouro inédito, Seleção feminina estreia nas Olimpíadas contra a China

  Em busca do ouro inédito, Seleção feminina estreia nas Olimpíadas contra a China Esta quarta-feira marca a estreia das seleções femininas de futebol na Fase de Grupo dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O Brasil entra em campo contra a China às 5 horas (de Brasília), no Estádio de Miyagi, em Miyagi-JAP, pela primeira rodada. A delegação liderada pela bicampeã olímpica Pia Sundhage busca o título inédito nesta edição do evento esportivo. O Brasil está no Grupo F com Holanda e Zâmbia, além da própria China. Enfrentar a China naA delegação liderada pela bicampeã olímpica Pia Sundhage busca o título inédito nesta edição do evento esportivo. O Brasil está no Grupo F com Holanda e Zâmbia, além da própria China.

- Eu tenho muito respeito por ela e pelo time. Gostaria de lembrá-los que estamos falando do segundo melhor time do mundo. Elas jogaram a final da Copa do Mundo há dois anos e têm as mesmas ótimas jogadoras e uma ótima técnica. Dito isso, nós fizemos nosso trabalho e temos uma ideia de como podemos superá-las com nossos pontos fortes e explorar suas fraqueza.

+ Veja a tabela e os jogos das Olimpíadas

Pia Sundhage - Seleção Brasileira feminina © Pia Sundhage é bicampeã olímpica com a seleção dos Estados Unidos (Foto: Sam Robles / CBF) Pia Sundhage - Seleção Brasileira feminina

Pia Sundhage é bicampeã olímpica com a seleção dos Estados Unidos (Foto: Sam Robles / CBF)

+ Veja as melhores fotos da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Pia Sundhage afirmou que deve fazer mudanças na equipe, mas ainda não definiu que começa jogando. De qualquer forma, a treinadora sueca disse que o Brasil está preparado.

O Brasil chegou! Seleção feminina goleia a China em sua estreia nos Jogos Olímpicos

  O Brasil chegou! Seleção feminina goleia a China em sua estreia nos Jogos Olímpicos Com dois gols de Marta e Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto, equipe de Pia Sundhage aplica 5 a 0 nesta quarta-feira, em Miyagi, em jogo de forte atuação coletivaAgora, as Guerreiras do Brasil voltam a campo neste sábado (24), às 8h (de Brasília). O duelo será contra a Holanda, também em Miyagi.

- Acho que estamos bem preparadas. Teremos mais um treino nesta sexta, um pouco mais tático. Sobre o time que começa o jogo, não tenho certeza de quantas alterações faremos em relação à estreia, mas o que sei é que teremos mais jogadoras vindo do banco dessa vez. Queremos estar preparadas para o terceiro jogo também e ter opções para renovar a equipe.

- Se tivermos a oportunidade de penetrar no último terço com nossa velocidade, não será tão difícil para as defensoras centrais. Mas, se nós não formos capazes de fazer isso, elas terão mais trabalho, terão que repetir os sprints e etc. Tudo depende do jogo, das mudanças com as substitutas, mas também temos que planejar a partida contra a Zâmbia - finalizou.

VEJA COMO FOI O ÚLTIMO TREINO DA SELEÇÃO

Vela: Mais brasileiros entram em ação nos Jogos Olímpicos de Tóquio .
Estreias das campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze (49erFx) marcam terceiro dia de regatas em Enoshima, nesta terça-feira+ Brasil x Zâmbia: saiba onde assistir e as prováveis escalações da partida da Seleção feminina nos Jogos Olímpicos

usr: 2
Isto é interessante!