Esportes Round 6: Quais cuidados os adultos devem ter para evitar que crianças assistam a série

15:17  12 outubro  2021
15:17  12 outubro  2021 Fonte:   br.bolavip.com

Professoras brasileiras contam como é ensinar português na Austrália

  Professoras brasileiras contam como é ensinar português na Austrália Entrevistamos três professoras de 3 diferentes estados da Austrália. Elas nos contam como é dar aulas de português para os gringos, qual o perfil dos seus alunos e o que sentem ao ensinarem o idioma.Para você ter uma ideia, uma das maiores empresas de comunicação e jornalismo do país, o grupo SBS, oferece notícias e conteúdo em 68 idiomas, incluindo a língua portuguesa. Ainda segundo o Australian Bureau of Statistics, na última década, entre 2010 e 2020, o número de falantes da língua portuguesa praticamente dobrou na Austrália, não apenas de imigrantes que chegaram no país, mas também no interesse dos australianos em aprenderem a língua portuguesa.

Para quem ainda não conhece, Round 6 é uma série coreana que tem feito muito sucesso na Netflix. O enredo gira ao redor de pessoas endividadas que podem ser resgatadas da crise por meio de um jogo perigoso. A narrativa traz ao debate uma série de narrativas sobre a sociedade: O que leva pessoas a arriscarem tudo por dinheiro? Quais os valores da vida? O que seria, de fato, a felicidade?

  Round 6: Quais cuidados os adultos devem ter para evitar que crianças assistam a série © Reprodução/Netflix

Outra questão que precisa ser abordada é o programa ser recomendado para maiores de 16 anos. Contudo, não é isso que acontece. Exemplo disso é que recentemente uma escola no Rio de Janeiro revelou que crianças de 7 e 8 anos, que têm comentado sobre o assunto nos horários livres e feito brincadeiras que, na série, relacionam-se com o assassinato de personagens.

'Eu era um policial corrupto que vendia drogas'

  'Eu era um policial corrupto que vendia drogas' Wayne Jenkins liderou uma força-tarefa corrupta que foi presa por uma longa lista de crimes. Agora, em uma entrevista exclusiva para a BBC, ele explica os motivos e detalhes de como o grupo agia nos Estados Unidos."Estou no meu 'estúdio de rádio' pandêmico - também conhecido como o armário do meu apartamento - cercado por cabides segurando camisas de botão e vestidos. Estou olhando para o meu celular no escuro. Ele está apoiado em uma mala em cima de um tubo de plástico, e estou segurando meu gravador e microfone.

Diante deste cenário, a neuropsicóloga Leninha Wagner lembra que o quanto é necessária uma espécie de controle por parte dos pais: “A série apresenta cenas de violência explícita, tortura psicológica, suicídio, tráfico de órgãos, sexo, palavras de baixo calão, e isso chama a atenção, pois são crianças comentando sobre o assunto como se fosse algo normal delas assistirem”.

“Ao entrar em contato com conteúdo de cunho violento, as crianças e adolescentes acabam ‘normalizando’ e tomando isso como algo comum. Tornam-se mais reativas e agressivas. Nesta fase da vida ainda são imaturos e muito vulneráveis a estímulos que podem se tornar incontroláveis e até mesmo viciantes”, acrescenta.

Pfizer pede aos EUA autorização de uso emergencial da vacina anticovid em crianças de 5 a 11 anos

  Pfizer pede aos EUA autorização de uso emergencial da vacina anticovid em crianças de 5 a 11 anos A Pfizer anunciou nesta quinta-feira (7) que solicitou autorização de emergência nos Estados Unidos para administrar sua vacina contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos, um novo passo na campanha de imunização contra o coronavírus aguardado ansiosamente por muitos pais. Em Israel, crianças de 5 a 11 anos com risco de complicações graves por covid-19 já podem ser vacinadas desde 1º de agosto com o imunizante da Pfizer, sob uma "autorizaçãoAs primeiras aplicações podem começar dentro de algumas semanas, após um estudo dos dados pelas autoridades de saúde dos EUA.

Além disso, ela pondera que nesta idade o cérebro tem menos “freios” na regulação das emoções. “A escola é o ambiente que mais se assemelha ao lar, com leis e regras, mas também acolhimento e amor. Por todo segmento educacional com interface da saúde mental estão preocupados com a repercussão dessa série. As crianças tendem a fazer o que vêem, não o que os pais e professores sugerem”. Diante deste cenário, Leninha observa que “a ação preventiva preconiza o controle de tempo e de conteúdo da tela para crianças e adolescentes”.

Prevenção e cuidado com a criança

Já o PhD, neurocientista, psicanalista e biólogo Fabiano de Abreu revela que "a criança não tem a mesma percepção preventiva do adulto, já que a região do lobo frontal, relacionada à tomada de decisões, lógica e prevenção está em formação. Assim como a cognição com base na experiência não está desenvolvida. São discernimentos diferentes na percepção do adulto e da criança”.

Deprimido, Silvio Santos não retorna às gravações do SBT e volta aos Estados Unidos

  Deprimido, Silvio Santos não retorna às gravações do SBT e volta aos Estados Unidos Silvio Santos não deve retornar às gravações do SBT em 2021. De acordo com o colunista Flávio Ricco, do R7, o apresentador pretende voltar aos Estados Unidos entre novembro e dezembro. O empresário possui um imóvel de luxo no bairro Celebration, em Orlando. Afastado da emissora desde agosto, após ser diagnosticado com Covid-19, o comunicador de 90 anos virou alvo de uma notícia preocupante nos últimos dias. Segundo Leo Dias, do portal Metrópoles, o Senor Abravanel se isolou do mundo depois de cair em uma tristeza profunda. Conforme divulgado por Leo Dias, Silvio Santos inclusive teria deixado de interagir até com os funcionários de confiança.

Neste caso, ele recomenda aos pais: “Deve-se ter cuidado ao acesso das crianças e explicar com argumentos coerentes para a faixa etária, de maneira que entenda o real e o abstrato assim como suas consequências".

A série utiliza-se de brincadeiras simples de criança como: ‘Batatinha frita 1,2,3’, ‘Cabo de guerra’, ‘Bolas de gude’ e outras, para assassinar a ‘sangue-frio’ as pessoas que não atingem o objetivo final. A produção estreou na plataforma de streaming no dia 17 de setembro e a expectativa é que ultrapasse o recorde de audiência da "Bridgerton", que acumulou mais 82 milhões de espectadores após o lançamento no Natal de 2020.

Leitura recomendada:

  • Netflix lança “Entre Frestas” filme polonês de suspense com tema LGBTQ+
  • Falha do Cade revela quantos assinantes a Netflix tem no Brasil
  • Outlander: confira o novo trailer da sexta temporada

Sem vacinas e com volta às aulas, cresce risco de Covid em crianças e adolescentes, diz estudo .
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com o avanço da vacinação contra Covid na população adulta brasileira, o grupo dos mais vulneráveis a contrair a doença passa a ser justamente a faixa etária mais jovem do país, a das crianças de zero a 11 anos. Até o momento, a vacina da Pfizer contra Covid-19 é a única que pode ser usada no país para os de menor idade. Ela está aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para adolescentes de 12 a 17 anos. As demais opções de imunizantes são para a população acima de 18. Para as crianças com 11 anos ou menos, não há ainda uma previsão de quando uma vacina será autorizada e pode estar disponível.

usr: 1
Isto é interessante!