Esportes: Wade MVP, LeBron cestinha e Carmelo em alta: como era a última seleção dos EUA a perder uma partida oficial - PressFrom - Brasil

EsportesWade MVP, LeBron cestinha e Carmelo em alta: como era a última seleção dos EUA a perder uma partida oficial

21:38  11 setembro  2019
21:38  11 setembro  2019 Fonte:   espn.com.br

Reis do Basquete? Estados Unidos veem onda internacional tomar conta do esporte e da NBA

Reis do Basquete? Estados Unidos veem onda internacional tomar conta do esporte e da NBA Reis do Basquete? Estados Unidos veem onda internacional tomar conta do esporte e da NBA

Wade MVP, LeBron cestinha e Carmelo em alta: como era a última seleção dos EUA a perder uma partida oficial© Getty LeBron tenta arremesso durante partida do Mundial de 2006

Os Estados Unidos perderam para a França nesta quarta-feira e estão fora do Mundial de basquete de 2019. A derrota significa mais do que a eliminação. O 89 a 79 para os franceses acaba com uma série de 58 vitórias dos norte-americanos, que não sabiam o que era perder desde a semifinal do Mundial de 2006, contra a Grécia.

“Foi a pior derrota que tive como treinador”, relembra Mike Krzyzewski, que havia assumido o comando da seleção um ano antes e ajudou na reestruturação da equipe.

Desde os Jogos Olímpicos de 2004, quando um time cheio de jovens dos EUA perdeu para a Argentina na semifinal e voltou para casa ‘apenas’ com uma medalha de bronze, a seleção voltou seus olhos para os grandes astros da NBA.

Leandrinho é cestinha, e Brasil estreia no Mundial de basquete com vitória sobre a Nova Zelândia

Leandrinho é cestinha, e Brasil estreia no Mundial de basquete com vitória sobre a Nova Zelândia Leandrinho é cestinha, e Brasil estreia no Mundial de basquete com vitória sobre a Nova Zelândia no Mundial de basquete. Na madrugada de sábado para domingo, o Brasil contou com um 3º quarto dominante e começou bem a competição: 102 a 94. Veja mais no MSN Brasil: Santos vence a Chape e dorme na liderança (oGol) Arma, crime e veneno: as rivalidades fora de controle (Espresso) Com quebra de jejum, Inter supera Bota e volta ao G6 (oGol) Athletico vence Ceará com gol de Nikão (Gazeta Esportiva) Leandrinho foi o cestinha da seleção, com 22 pontos marcados.

Wade MVP, LeBron cestinha e Carmelo em alta: como era a última seleção dos EUA a perder uma partida oficial© Getty Carmelo observa depois da derrota dos EUA para a Grécia no Mundial de 2006

Por isso, com um elenco cheio de estrelas, o Mundial de 2006 era a grande oportunidade para que os norte-americanos mostrassem que estavam de volta.

“De 2004 a 2006, a questão não era mais de uma estrutura organizacional. Era questão de se unir, montar um time e tentar vencer”, disse Carmelo Anthony, para o USA Today.

Ele era um dos principais nomes dos EUA no torneio de 2006, disputado no Japão. “Tivemos testes para o time”, relembra Chris Paul. “Você chega no ponto mais alto da sua carreira, a NBA, e ainda tem testes para defender a seleção dos EUA. Eu lembro de me jogar no chão brigando pela bola nos treinos. Quando você vê isso assim, consegue ter uma perspectiva melhor.”

LeBron James 'ganha' prédio da Nike e lembra infância: 'Pelas estatísticas, não estaria vivo aqui para contar'

LeBron James 'ganha' prédio da Nike e lembra infância: 'Pelas estatísticas, não estaria vivo aqui para contar' LeBron James 'ganha' prédio da Nike e lembra infância: 'Pelas estatísticas, não estaria vivo aqui para contar'

Wade MVP, LeBron cestinha e Carmelo em alta: como era a última seleção dos EUA a perder uma partida oficial© Fornecido por ESPN do Brasil Eventos Esportivos LTDA Rudy Gobert e Evan Fournier comandaram vitória francesa por 89 a 79

Ao lado de Carmelo e Paul, os EUA levaram LeBron James, que teve a melhor temporada de sua carreira pontuando (31.4 por jogo), e Dwyane Wade, então MVP das Finais da NBA.

O restante do time não era o ideal, principalmente pela ausência de um lesionado Kobe Bryant, mas nomes como os de Chris Bosh, Dwight Howard e Joe Johnson ajudavam a formar um elenco estrelado.

Depois de bater Porto Rico, China, Eslovênia, Itália e Senegal na 1ª fase, os americanos começaram o mata-mata mostrando força: vitória por 40 pontos sobre a Austrália e por 20 contra a Alemanha.

Na semifinal, a também invicta Grécia, liderada pelos 22 pontos de Vasileios Spanoulis e as 12 assistências de Theodoros Papaloukas, surpreendeu os EUA.

“Todo mundo estava saindo da quadra. Jogaram várias coisas na quadra, eles estavam comemorando, e eu fiquei parado. Só queria ver e sentir”, revelou Carmelo, que fez 27 pontos e foi o cestinha na derrota por 101 a 95.

Sérvia massacra em dia de domínio dos favoritos na abertura da 2ª fase do Mundial de basquete

Sérvia massacra em dia de domínio dos favoritos na abertura da 2ª fase do Mundial de basquete Sérvia massacra em dia de domínio dos favoritos na abertura da 2ª fase do Mundial de basquete vencendo A da China começou nesta sexta-feira, e as seleções favoritas venceram suas partidas pelos Grupos I e J. App Microsoft Notícias Baixe Agora Publicidade App Microsoft Notícias A Argentina encarou a Venezuela e ganhou fácil: 87 a 67. O ala Gabriel Deck foi o cestinha, com 25 pontos. Os argentinos ainda contaram com 15 pontos do veterano Luís Scola e 12 de Facundo Campazzo.

Wade fez 19, LeBron marcou 17, mas as jovens estrelas norte-americanas tiveram de se contentar com mais uma medalha de bronze.

Vídeo: Qual será o papel de Felipe Melo no Palmeiras de Mano? (ESPN)

Brasil perde para República Tcheca, se complica e precisa vencer EUA para seguir vivo no Mundial de basquete.
Brasil perde para República Tcheca, se complica e precisa vencer EUA para seguir vivo no Mundial de basquete

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!