Esportes Ao L!, Marlon fala de retorno ao Fluminense, 200 jogos na carreira e futuro: 'Pronto para desafios maiores'

15:36  28 novembro  2021
15:36  28 novembro  2021 Fonte:   lance.com.br

No Clássico-Rei, Ceará atropela o Fortaleza e esquenta briga por vaga na Libertadores

  No Clássico-Rei, Ceará atropela o Fortaleza e esquenta briga por vaga na Libertadores Resultado afasta o Vozão ainda mais dos últimos colocados e passa a mirar times do G6; Leão chega ao quinto jogo sem vitória e cai na classificaçãoCom o resultado, a equipe comandada por Tiago Nunes chegou aos 45 pontos ficando na 10ª colocação. Já o time comandado por Juan Pablo Vojvoda, por conta de mais um tropeço, acabou caindo para a 6ª posição com seus 49 pontos.

Em sua segunda passagem pelo Fluminense, Marlon conquistou a lateral-esquerda e a aprovação da torcida em poucas rodadas. Ao LANCE!, o jogador relembrou as temporadas que disputou anteriormente com a camisa tricolor, na luta contra o rebaixamento, e disse que encontrou o clube reorganizado no seu retorno ao Brasil. Ele ainda revelou o desejo de manter o espaço que adquiriu nesta reta final do Brasileiro.

Lateral fez cruzamento para gol de David Braz (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC) © Lateral fez cruzamento para gol de David Braz (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC) Lateral fez cruzamento para gol de David Braz (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

- Quando eu cheguei, em 2017, a gente ainda fez um ano bom. Fizemos um Brasileiro regular e fomos até a semifinal da Sul-Americana. 2018 e 2019 foram anos bem pesados, a gente brigou seguidamente contra a zona de rebaixamento, com finais de ano bem dramáticos. Depois, tive a oportunidade de ir para o exterior e performar duas boas temporadas, e voltar para um Fluminense diferente. O clube está reestruturado financeiramente, com jogadores de nome, e com um elenco que tem condições de competir sempre para chegar no G6, G4 do Brasileiro. Fiquei mais feliz ainda por estar tendo oportunidade e seguimento, e fazer parte desse projeto, sempre ambicionei me consolidar no clube e jogar. Sempre prezo que tem que pensar semana a semana, estou jogando agora mas já estive de fora, então vale valorizar cada minuto para seguir sempre jogando.

Avaí vence o Náutico fora de casa e entra no G-4

  Avaí vence o Náutico fora de casa e entra no G-4 Com o resultado, time catarinense chega na última rodada com grandes chances de conquistar o acesso; Timbu só cumpre tabela na 38ª rodada>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Em seu primeiro contato com o Flu, o lateral teve poucas oportunidades de estar em campo. Para o jovem, esse foi um dos principais fatores para um desempenho abaixo do esperado por ele e pela torcida.

- Aqui no Fluminense, por não ter a regularidade que esperava, não só por decisões técnicas, mas pessoais também. Muitas vezes tive a oportunidade de jogar e não tive bom desempenho. Por não ter a regularidade, não tive o desempenho físico esperado, e também a confiança. O jogador profissional precisa dessa segurança. Quando você atinge uma sequência de jogos, acha um ritmo ideal e consegue sair jogando.

Em 2019, o Fluminense acertou o empréstimo de Marlon para o português Boavista, e depois para o Trabzonspor, da Turquia. O período na Europa foi essencial para que o camisa 30 ganhasse a confiança que precisava, e aprimorasse seu estilo de jogo para voltar a competir no futebol brasileiro.

Chance de rebaixamento do Santos sobe para 9% após derrota no clássico

  Chance de rebaixamento do Santos sobe para 9% após derrota no clássico Peixe ocupa a 12ª colocação na classificação, com cinco pontos e um jogo a mais do que o Bahia, o primeiro time na zona de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, segundo o site InfoBola. A equipe de Fábio Carille perdeu o clássico para o Corinthians fora de casa e caiu para a 12ª colocação, com cinco pontos de diferença para o Bahia, que é o primeiro time na zona de rebaixamento. Ao final da rodada 33, a chance de rebaixamento era de 7%.

- Na Europa, joguei 80 jogos em dois anos, raramente fui substituído e sempre estava aparecendo muito bem. Mudei drasticamente minha maneira de jogar e ganhei experiência, essa minutagem foi muito importante para o meu crescimento profissional, e também como homem. Fiquei muito feliz por retornar ao Brasil mais calejado, para jogar em um nível muito exigente, que é o Campeonato Brasileiro. Estou muito feliz por estar a cada semana conseguindo performar um futebol melhor e buscar sempre estar crescendo.

Fluminense x Internacional © Fred fez o único gol do jogo, o gol da vitória do Fluminense (LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.) Fluminense x Internacional

Marlon tem 11 jogos pelo Brasileiro 2021 (LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)

Após retornar ao Fluminense, o jogador passou por um período de adaptação, e foi relacionado pela primeira vez no duelo contra o América-MG. Atendendo aos pedidos da torcida, Marcão acionou o jovem na partida contra o Cuiabá, no final do primeiro turno. Desde então, Marlon deu uma assistência e criou duas grandes chances. Contudo, ele não vê a titularidade como garantida e deseja fazer valer a oportunidade.

Mesmo sem jogar no fim de semana, São Paulo tem menor risco de queda após jogos de outros times

  Mesmo sem jogar no fim de semana, São Paulo tem menor risco de queda após jogos de outros times Derrotas e empates de concorrentes diretos na luta contra o rebaixamento fizeram a chance do São Paulo cair para a Série B diminuir para 8%, segundo o site InfobolaCONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!No último domingo (21), o Bahia empatou por 0 a 0 com o Cuiabá e subiu seu risco de rebaixamento, que agora é de 46%. Juventude, que perdeu para o Atlético-MG, tem risco de rebaixamento de 31%, enquanto o Atlético-GO, que empatou contra o Ceará, tem 16% de chance de cair. Os cálculos são do site Infobola, do matemático Tristão Garcia.

- Estou muito feliz de voltar ao Fluminense e estar participando do crescimento do clube, disputando grandes coisas com o time e me afirmando na posição. Todo dia a gente tem que estar apresentando o melhor futebol para se fixar no time, mas a gente sabe que cadeira cativa só o Fred [tem], e muitas vezes ele também já ficou fora. Como eu disse, estou mais maduro mas também estou usando uma das minhas grandes características, que é a bola parada e o cruzamento. Neste final de semana, se eu sair jogando, vou atingir 200 jogos na carreira. É uma marca muito importante, mesmo sendo um jogador jovem... Não mais tão jovem, porque os meninos ali tem 18, 19 anos e eu já estou com 24. Me sinto um pouco velho [risos], mas estou muito contente - contou.

Conhecido pela união, o elenco do Fluminense se destaca pelo entrosamento entre os jogadores e comissão técnica. O atleta revelou que já brincou com os companheiros de equipe sobre marcar gols com as bolas paradas que ele cobra, mas ressalta que está ansioso para estufar a rede como se fosse a primeira vez.

- [...] Até brinco com o David Braz, o Nino e o Luccas Claro, que eles tem que me consagrar. Eu já cruzei umas quatro ou cinco bolas e ninguém fez o gol de cabeça, mas o caminho é esse. A gente está se conhecendo também, nesse meu retorno estou aproveitando para conhecer os jogadores, porque tem muita gente diferente. São poucos [os jogadores] da minha primeira passagem que estão aqui. Estou feliz porque venho conseguindo demonstrar minhas qualidades ofensivas e defensivas, principalmente atrás, onde eu melhorei bastante. Também tem a bola parada, e estou ansioso para marcar meu primeiro gol nesse retorno, [quero] fazer um golzinho de falta, algo que eu treino bastante. Mas fico feliz de estar dando assistências e contribuindo para as vitórias - disse o jogador.

Tadeu brilha, Goiás vence o Guarani em Campinas e confirma retorno à Série A do Brasileirão

  Tadeu brilha, Goiás vence o Guarani em Campinas e confirma retorno à Série A do Brasileirão Esmeraldino volta à primeira divisão após queda no último campeonato; Bugre é aplaudido pela torcida ao fim do jogo, mas não depende mais de si na disputa pela última vaga>>> Veja a tabela de classificação da Série B do Brasileirão

Prestes a completar 200 jogos na carreira, Marlon ainda enxerga o menino de Cascavel, no Paraná, que sonhava em jogar futebol. O jogador também aproveitou para projetar o duelo que concretiza o marco individual, contra o Atlético-MG, neste domingo. Apesar da disputa do adversário pelo título, ele destaca que o Fluminense também tem seus objetivos e potencial para garantir os três pontos no Mineirão.

- Quando você é criança e ambiciona ser jogador profissional, é apenas um sonho que você espera que se realize. Hoje eu sou um atleta profissional, jogo num grande clube, e sou visto em todos os lugares. Atingir uma marca dessa, em um jogo tão importante para o Fluminense e o Atlético-MG também, é a realização de um sonho. Vai ser uma partida muito legal. O pessoal está falando em comemoração do título do Galo, mas eles sabem que o Fluminense vai para buscar a vitória porque a gente precisa desses pontos importantes na reta final. O adversário é difícil mas eles sabem que o Fluminense é páreo duro também.

Por fim, Marlon contou que tem expectativas de continuar nos planos do Flu na próxima temporada. Além de um ambiente reestruturado, o lateral ressaltou que o clube vem crescendo nas competições e tem capacidade de alçar voos maiores no ano que vem, disputando a Libertadores.

- Nesse meu retorno, pude ver que muitas coisas mudaram para melhor no clube, inclusive o rendimento da equipe. Grandes jogadores estão ambicionando jogar aqui. Este ano, vencemos o Palmeiras e o Flamengo, finalistas da Libertadores, e outros grandes rivais também, como o Internacional. Essa é a prova que o clube está pronto para desafios maiores, em um nível mais alto de competição. Espero, sim, fazer parte dos planos do clube no ano que vem, jogando uma Libertadores, e lutando para vencer essa competição. O Fluminense tem condições totais de performar um ótimo 2022.

Duelo decisivo em Salvador, finais na base e feminino: veja a agenda do Fluminense nesta semana .
Tricolor encara o Bahia, no próximo domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova, pela penúltima rodada do Brasileirão. Na base, a equipe terá clássicos importantes no Sub-15 e Sub-17Além dos clássicos decisivos, o Sub-20 participará da Copa Carlos Campos Silva, no Chile. O Tricolor enfrentará clubes como Colo-Colo, Everton de Viña Del Mar, Santiago Wanderers e Universidad Católica. Nesta semana, a categoria entrará em campo em duas oportunidades.

usr: 2
Isto é interessante!