Esportes: Polícia Civil de MG identifica atleticanos que cometeram injúria racial contra segurança do Mineirão - - PressFrom - Brasil

Esportes Polícia Civil de MG identifica atleticanos que cometeram injúria racial contra segurança do Mineirão

02:40  12 novembro  2019
02:40  12 novembro  2019 Fonte:   lance.com.br

Segurança que sofreu racismo em Cruzeiro x Atlético-MG diz que irá à justiça: 'Ele cuspiu na minha face'

  Segurança que sofreu racismo em Cruzeiro x Atlético-MG diz que irá à justiça: 'Ele cuspiu na minha face' Segurança que sofreu racismo em Cruzeiro x Atlético-MG diz que irá à justiça: 'Ele cuspiu na minha face'“Foi triste. Foi uma situação lastimável. São vários vídeos, existe a imagem que ele falou ‘olha a sua cor’, ‘sua mãe está na zona’, mas o momento mais repugnante foi quando ele cuspiu na minha face. Isso foi repugnante”, explicou Fábio ao jornal "O Tempo".

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nota nesta segunda-feira, 11 de novembro, informando que identificou as duas pessoas, torcedoras do Atlético- MG , que cometeram o crime de injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, do Mineirão , após o clássico contra o Cruzeiro.

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nota nesta segunda-feira, 11 de novembro, informando que identificou as duas pessoas, torcedoras do Atlético- MG , que cometeram o crime de injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, do Mineirão , após o clássico contra o Cruzeiro.

O ato racista foi visto por milhares de pessoas e pode render puniçoes até para o Atlético-MG- (Reprodução/Twitter)© Fornecido por Areté Editorial S.A. O ato racista foi visto por milhares de pessoas e pode render puniçoes até para o Atlético-MG- (Reprodução/Twitter)

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nota nesta segunda-feira, 11 de novembro, informando que identificou as duas pessoas, torcedoras do Atlético-MG, que cometeram o crime de injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, do Mineirão, após o clássico contra o Cruzeiro.

-A Polícia Civil de Minas Gerais informa que já tomou conhecimento dos fatos ocorridos no Estádio Mineirão, ontem. Os autores já foram qualificados e responderão pelo crime de injúria racial, que prevê a pena de 1 a 3 anos de reclusão e multa- postou em nota no Twitter a polícia civil.

Porta-voz de MBL-BH foi detido suspeito de chutar cozinheira e chamá-la de 'crioula'

  Porta-voz de MBL-BH foi detido suspeito de chutar cozinheira e chamá-la de 'crioula' O administrador Thiago Dayrell, 24, foi levado para a Ceflan 2, onde foram registrado o flagrante pelos crimes de injúria racial e vias de fato. O jovem negaOs policiais foram acionados pelo gerente do estabelecimento depois que Thiago teria agredido a cozinheira. Segundo a versão de testemunhas, Thiago chegou ao bar "gritando", quando foi abordado pelo gerente, que pediu para que ele baixasse o tom de voz. O gerente contou à polícia que o jovem jogou o cartão de crédito na operadora de caixa e disse "cobra essa porra logo". Nesse momento, Eliane teria tentado apaziguar a situação, pedindo calma. Foi quando Thiago teria dito "não coloca a mão em mim sua crioula".

Torcedor do Atlético- MG comete injúria racial contra segurança : "Olha a sua cor". Aí, os demais torcedores pararam na hora e retiraram ele. Torcedor comete injúria racial contra seguranças do O torcedor que cometeu o ato de injúria racial não foi identificado até a publicação desta matéria.

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou nota nesta segunda-feira, 11 de novembro, informando que identificou as duas pessoas, torcedoras do Atlético- MG , que cometeram o crime de injúria racial contra o segurança Fábio Coutinho, do Mineirão , após o clássico contra o Cruzeiro.

O segurança tentava apartar parte da confusão que aconteceu depois do jogo e foi ofendido pelo torcedor. A fala do torcedor foi captada e viralizou. Veja imagens abaixo.

-Olha a sua cor, olha sua cor- disse o exaltado torcedor. O segurança respondeu perguntando se o torcedor era racista.

-Você é racista? Você é racista? -disse o segurança. Veja o vídeo da confusão postado no Twitter do jornalista Lucas Von Dollinger.

A assessoria da Polícia Civil disse que o crime de injúria racial foi praticado por mais de um torcedor e que todos foram identificados. Uma investigação foi aberta e o inquérito vai ser entregue à Justiça. A Polícia Civil já iniciou os contatos com os autores do crime, mas sem que seus nomes sejam revelados.

O segurança Fábio Coutinho prestou depoimento na Polícia Civil e comentou o fato, se dizendo muito chateado com o fato, pois é torcedor do Galo, porém, não esperava aquela situação. Fábio mora em BH há sete ano, vindo do Rio de Janeiro e trabalha há três no Gigante da Pampulha.

Porta-voz de MBL-BH foi detido suspeito de chutar cozinheira e chamá-la de 'crioula'

  Porta-voz de MBL-BH foi detido suspeito de chutar cozinheira e chamá-la de 'crioula' Everton Ribeiro diz qual foi o ponto chave para a virada do Flamengo contra o Bahia

Polícia Civil de MG identifica atleticanos que cometeram injúria racial contra segurança do Mineirão . Já a injúria racial está prevista no Código Penal, no artigo 140, parágrafo 3°. A maior diferença entre os dois crimes é que o racismo acontece quando há uma discriminação contra uma

Torcedor comete injúria racial contra seguranças do Mineirão — Foto: Lucas Von Dollinger. Em um vídeo publicado nas redes sociais por outro torcedor atleticano aparece dizendo para Fábio: “Olha sua cor”. À polícia , ele reafirmou que estava apenas fazendo o trabalho dele para impedir que torcedores

Caso os autores da injúria sejam punidos, eles podem pegar até três anos de prisão, como previsto no Código Penal Brasileiro.

O crime de injúria racial se configura quando há ofensa à dignidade de alguém, com base em elementos referentes à sua raça, cor, etnia, religião, idade ou deficiência. Nesta hipótese, a pena é de 1 a 3 anos de reclusão e multa.

Árbitro de Cruzeiro x Atlético-MG relata na súmula que “nada houve de anormal”

  Árbitro de Cruzeiro x Atlético-MG relata na súmula que “nada houve de anormal” Árbitro de Cruzeiro x Atlético-MG relata na súmula que “nada houve de anormal” na partida e não relatou a confusão pós-jogo.Depois do apito final, as arquibancadas do Mineirão viraram palco de guerra entre as duas torcidas. Jean Pierre já não estava mais em campo quando houve o grande alvoroço. Brigas em camarotes e no estacionamento também foram registradas.© Fornecido por Fundação Cásper LíberoAs cenas lamentáveis não foram só dentro do estádio. A Polícia Militar de Minas Gerais revelou que 53 pessoas foram presas em confrontos antes e depois do clássico.

Referência em conteúdo esportivo no País, oferecendo jornalismo de qualidade e independente, em defesa dos interesses do torcedor e do esporte nacional. Polícia Civil de MG identifica atleticanos que cometeram injúria racial contra segurança do Mineirão https

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) identificou , nesta segunda-feira (11), os torcedores atleticanos acusados de cometerem injúria racial contra o segurança Fábio A Polícia Civil de Minas Gerais informa que já tomou conhecimento dos fatos ocorridos no Estádio Mineirão , ontem.

Galo também pode ser punido

O Crime de injúria racial cometido por um torcedor do Atlético-MG pode render uma punição somente ao clube. O Galo pode ser enquadrado no Artigo 243-G que se refere a "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

Caso o STJD acate às denúncias e puna os dois clubes, elas podem ser convertidas em multas de até R$ 100 mil, perda de mando de campo, perda de pontos, o que pode influenciar diretamente na briga de ambos contra o rebaixamento.

Além da multa em dinheiro, o torcedor,poderá "ficar proibido de ingressar na respectiva praça esportiva pelo prazo mínimo de setecentos e vinte dias."

Cruzeiro confirma que vai ficar com Orejuela após fim do empréstimo .
Cruzeiro confirma que vai ficar com Orejuela após fim do empréstimoO time mineiro terá de fazer o pagamento para os holandeses até o dia 1º de dezembro. A quantia será paga à vista e apesar de anunciar anteriormente que buscava parceiros para ficar com Orejuela, o clube vai arcar com recursos próprios o valor, que será pago à vista.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 7
Isto é interessante!