Meio Ambiente: G7 do Meio ambiente se reúne para analisar medidas concretas - - PressFrom - Brasil

Meio AmbienteG7 do Meio ambiente se reúne para analisar medidas concretas

17:55  05 maio  2019
17:55  05 maio  2019 Fonte:   msn.com

Ministro Ricardo Salles corta 24% do orçamento do Ibama

Ministro Ricardo Salles corta 24% do orçamento do Ibama Redução deve afetar o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), responsável por fiscalizar as unidades de conservação florestal do País. Questionado sobre as motivações que levaram à medida, Ricardo Salles não comentou o assunto até a publicação desta reportagem. O Ibama também não se posicionou. Os cortes de orçamento ocorrem em um momento de crise na pasta. Servidores do ICMBio divulgaram carta de repúdio contra Salles, que determinou abertura de processo administrativo disciplinar contra funcionários do órgão no Rio Grande Sul, após cobrar a presença deles em um encontro com ruralistas.

Os ministros do Meio Ambiente do G 7 começaram neste domingo em Metz, no leste da França, conversações visando a promover medidas concretas , na "Devemos deixar este G 7 com objetivos muito concretos ". Bolsonaro se reúne nesta terça com governadores dos estados da região.

G 7 do Meio ambiente se reúne para analisar medidas concretas .

G7 do Meio ambiente se reúne para analisar medidas concretas © Romeo GACAD Florestas e plantações na Indonésia

Os ministros do Meio Ambiente do G7 começaram neste domingo em Metz, no leste da França, conversações visando a promover medidas concretas, na véspera da publicação de um relatório preocupante sobre a situação da natureza.

"Devemos deixar este G7 com objetivos muito concretos", afirmou o secretário de Estado francês para a Transição Ecológica, Brune Poirson, na abertura dos debates.

Além dos países do G7 (França, Canadá, Alemanha, Estados Unidos, Itália, Japão e Reino Unido), delegações do México, Chile (que abrigará a COP25 no final de 2019), Níger, Gabão, Egito estão presentes no encontro, assim como Índia, Indonésia, Ilhas Fiji, Noruega e União Europeia (UE).

ONU Meio Ambiente promove curso on-line em português sobre lixo marinho

ONU Meio Ambiente promove curso on-line em português sobre lixo marinho O lixo é uma questão ambiental, humana, socioeconômica e de saúde, reflexo de uma sociedade com altos índices de desperdício Restos de lixo no litoral da ilha Laysan, no Refúgio Nacional da Vida Silvestre das Ilhas Havaianas. Foto: USFWS/Susan White A ONU Meio Ambiente, em cooperação com a Universidade Aberta da Holanda, começa em 29 de abril a terceira edição de um curso on-line e gratuito sobre lixo marinho. A formação gratuita foi criada para estimular lideranças e oferecer oportunidades de aprendizagem que promovam ações em prol da saúde dos oceanos. A capacitação está disponível em português e as inscrições podem ser feitas pelo link: www.bit.ly/MOOC2019_Português.

Bolsonaro se reúne nesta terça com governadores dos estados da região amazônica para debater medidas contra queimadas na região. Um dos participantes do encontro, o ministro do Meio Ambiente , Ricardo Salles, admitiu que uma das ações a serem abordadas é a proibição de

Se analisarmos apenas o que dizem e como se comportam o presidente, Eduardo Bolsonaro, Ernesto Araújo (ministro das Relações Exteriores) e Filipe G. Martins (assessor de assuntos internacionais), a ideia que passam é de uma submissão total aos EUA.

Os delegados debaterão até segunda-feira sobre uma série de iniciativas (combate ao desmatamento, poluição de plásticos, sistemas de ar condicionado limpos, proteção de recifes de corais, etc ...), o que deve levar à criação de coalizões de países para impulsionar medidas.

O financiamento de ações em favor da biodiversidade também será estudado.

Este G7 do Meio Ambiente deve ser concluído com a adoção, pelos países que desejarem, de um guia de biodiversidade.

"Essas propostas têm todo o nosso apoio", disse o comissário europeu do Meio Ambiente, Karmenu Vella.

Na segunda-feira, a versão final de um relatório sobre a situação global dos ecossistemas será publicada em Paris.

Até um milhão de espécies estariam em perigo, de acordo com uma primeira versão do texto.

Inundações deixam mais de 30 mortos na Indonésia

Inundações deixam mais de 30 mortos na Indonésia As inundações e deslizamentos de terra provocados pelas chuvas torrenciais deixaram mais de 30 mortos e vários desaparecidos na Indonésia, anunciaram as autoridades. Os deslizamentos e inundações são frequentes no arquipélago do sudeste asiático, em particular no período de monções, entre outubro e abril. A agência de gestão de catástrofes informou que 29 pessoas morreram e 13 estavam desparecidas na província de Bengkulu, na ilha de Sumatra. Na província vizinha de Lampung, um deslizamento de terra matou seis pessoas da mesma família. Em Jacarta as inundações deixaram dois mortos.

10 Medidas Rápidas para Diminuir a Poluição do Ambiente . 1. Desde a infância, as crianças precisam ser ensinadas sobre saúde pública e saneamento, a Apenas depois devem surgir sentimentos determinados e que se dedicam para preservar o meio ambiente . Por esse motivo os funcionários

Isso se aplica especialmente ao Império do Meio , cuja fome de investimentos no Brasil chegou a ser motivo de Na China, desde o início, não se esperava a assinatura de nenhum contrato concreto . Bolsonaro foi recebido na China com altas honras: além do presidente Xi, ele também se reuniu com

Com base em estudos científicos, "chegaremos a um acordo sobre os melhores meios para aumentar o lugar da biodiversidade no cenário internacional e alcançar um resultado ambicioso" na conferência internacional sobre biodiversidade na China no final de 2020, prometeu o ministro francês da Transição Ecológica, François de Rugy, no início da reunião.

A luta contra a mudança climática escondeu por algum tempo a necessidade de proteger a biodiversidade nas discussões internacionais.

Mas a reunião dos estados membros da Convenção das Nações Unidas sobre diversidade biológica (COP15) de Kunming, deve definir uma agenda para proteger a biodiversidade após 2020, após o fracasso em cumprir a maioria dos compromissos no período 2011-2020, conhecido como "objetivos de Aichi".

A França espera conseguir a elaboração de um comunicado final deste G7, apesar das diferenças com os Estados Unidos em relação ao clima.

Em seu primeiro discurso neste domingo, Andrew Wheeler, que dirige a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA), lamentou que "muita atenção tenha sido dada aos piores cenários" sobre o clima.

Além deste G7 do ambiente, haverá palestras sobre biodiversidade, mudanças climáticas e transição ecológica para o público.

Para muitas associações, os objetivos estão longes, tanto na luta contra as mudanças climáticas quanto na proteção da biodiversidade.

Os membros do G7 fazem parte dos "países mais ricos e mais desenvolvidos, mas também são os que mais poluem", recorda Climate Action Network (RAC).

Leia Mais

"Coletes amarelos" invadem cerimônia dos Molières, maior premiação do teatro francês.
"Coletes amarelos" invadem cerimônia dos Molières, maior premiação do teatro francês . O objetivo dos militantes era denunciar os cortes no orçamento do setor da cultura. Logo que a 31a edição dos Molières se iniciou, a célebre sala de espetáculos Folies-Bergère, em Paris, foi invadida por dezenas de "coletes amarelos". O mestre de cerimônias, o humorista belga Alex Vizorek, apresentava os favoritos da noite, quando os militantes, cantando e exibindo uma bandeira de apoio aos desempregados, subiram no palco.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 3
Isto é interessante!