Meio Ambiente: Estudo reduz número de planetas capazes de abrigar vida - PressFrom - Brasil

Meio AmbienteEstudo reduz número de planetas capazes de abrigar vida

19:55  12 junho  2019
19:55  12 junho  2019 Fonte:   revistaplaneta.com.br

Vida extraterrestre pode existir nas luas de planetas de outros sistemas solares

Vida extraterrestre pode existir nas luas de planetas de outros sistemas solares Vida extraterrestre pode existir nas luas de planetas de outros sistemas solares

Estudo indica que beijar reduz as respostas alérgicas. O movimento de rotação é caracterizado pelo deslocamento de um planeta em torno de seu próprio eixo. Descoberto planeta com probabilidades de abrigar vida . Dos estados americanos, o Alasca ganha em número de empregados que vão ao trabalho a pé.

Desde que cientistas e astrônomos começaram a explorar o universo, tornou-se uma verdadeira obsessão encontrar indícios de matéria orgânica além dos limites do Planeta Terra. A vida , de acordo com os estudos desenvolvidos até hoje, só é possível a partir da existência de água (H2O)

Estudo reduz número de planetas capazes de abrigar vida© Fornecido por Três Editorial Ltda A atmosfera de planetas na parte externa da zona habitável tende a ser tóxica para os humanos. Imagem: Nasa/ESA/G. Bacon

Vários planetas extrassolares localizados na “zona habitável” de uma estrela – a região ao redor desse corpo celeste onde um planeta recebe energia suficiente para ter água líquida em sua superfície – podem ter atmosferas venenosas, segundo cientistas americanos. A descoberta, anunciada no congresso da Sociedade Astronômica Americana (AAS, na sigla em inglês) realizado esta semana e abordada em artigos nas revistas “The Astrophysical Journal” e “Cosmos”, pode limitar bastante o número de exoplanetas habitáveis ​​em termos de formas de vida mais complexas que os micróbios, de acordo com a biologia que conhecemos.

571 espécies de plantas foram extintas nos últimos 250 anos

571 espécies de plantas foram extintas nos últimos 250 anos 571 espécies de plantas foram extintas nos últimos 250 anos

Capazes é uma Associação Feminista que tem como objectivo promover a informação e a sensibilização da sociedade civil para a igualdade de género, defesa dos direitos das Os melões redondos deram lugar a duas passas de uva moles. Que metáfora genial para a brutalidade da vida .

Dessa forma, astrônomos estudam a possibilidade de que o Kepler-22b realmente seja capaz de abrigar vida extraterrestre. Por outro lado, assim como muitos planetas de nosso sistema solar, Ceres foi aquecida com a ajuda de decaimento radioativo, fazendo com que seu núcleo rochoso

Os limites de uma zona habitável são em geral determinados pelo tamanho e pela temperatura da estrela no centro do sistema. Se ela é fria e escura, sua zona habitável fica mais próxima dela; se é quente e brilhante, a zona habitável se afasta. Mas um componente fundamental nessa questão ainda não havia sido abordado em profundidade: a atmosfera dos planetas.

“Quanto mais longe da estrela, mais dióxido de carbono é necessário para [o planeta] permanecer descongelado”, afirmou Edward Schwieterman, pesquisador de pós-doutorado da Universidade da Califórnia em Riverside (EUA) e líder do estudo, na reunião da AAS. Ou seja: para o planeta ficar aquecido o suficiente, seria necessário multiplicar por dezenas de milhares de vezes o dióxido de carbono presente na atmosfera terrestre.

Indústria perde 1,1 milhão de postos de trabalho e reduz salários em 4 anos

Indústria perde 1,1 milhão de postos de trabalho e reduz salários em 4 anos Indústria perde 1,1 milhão de postos de trabalho e reduz salários em 4 anos

A equação de Drake, que estima a probabilidade de vida inteligente não-terrestre, incorporando um fator (ne), que representa a média de planetas capazes de sustentar a vida em um sistema solar planetário. A descoberta de planetas extrassolares Cachinhos Dourados ajudaria a refinar as

Feito de pequenos tubos de carbono alinhados na vertical, o sólido é 30 vezes mais escuro do que a substância de carbono usada pelo Instituto Nacional de Padrões dos EUA para Descoberto planeta com probabilidades de abrigar vida . Na Lua tem luz. Por que os outros planetas não têm vida ?

LEIA TAMBÉM: O que diríamos a ETs que nos visitassem?

Pelos cálculos de Schwieterman, os planetas na metade externa das zonas habitáveis ​​da maioria das estrelas precisariam de atmosferas contendo pelo menos 10% de dióxido de carbono. Até mesmo microrganismos teriam dificuldade em sobreviver nessas condições, considera o pesquisador: “Isso está muito além dos níveis conhecidos como tóxicos”.

Considerando isso, Schwieterman acredita que o tamanho da zona habitável capaz de abrigar um planeta com níveis de CO2 aceitáveis para humanos e outros animais de ordem superior deve diminuir para menos de um terço da zona habitável tradicional.

Apesar desses complicadores, o pesquisador avalia que a busca por formas de vida em outros planetas não deve ser descartada. Seu estudo, na verdade, serve para refinar a lista de candidatos mais prováveis a abrigar vida como a que existe na Terra. “Esta é a primeira vez que os limites fisiológicos da vida na Terra foram considerados para prever a distribuição de vida complexa em outras partes do universo”, afirma Timothy Lyons, biogeoquímico da UC-Riverside e coautor do estudo.

Algas tóxicas crescem desenfreadamente e ameaçam vida marinha.
Pesquisadores analisaram imagens de satélite ao longo de 20 anos para levantar principais causas do avanço das algas Por Redação HC m recente estudo divulgado por cientistas ligados a NASA, mostrou que algas da espécie Noctiluca scintillans, conhecidas como “lágrimas azuis”, estão se proliferando de maneira excessiva ao redor do mundo. Essa espécie é extremamente tóxica […] The post Algas tóxicas crescem desenfreadamente e ameaçam vida marinha appeared first on Hardcore.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!