Meio Ambiente Governo determina criação de áreas de preservação na Serra do Cipó

03:11  17 outubro  2020
03:11  17 outubro  2020 Fonte:   em.com.br

Trilha entre as serras do Cipó e Espinhaço é atingida por incêndio

  Trilha entre as serras do Cipó e Espinhaço é atingida por incêndio Trilha leva à cachoeira do Bicame, na Lapinha da Serra. Brigadistas passaram a madrugada na região, mas enfrentam dificuldadesSegundo informações preliminares, combatentes pedem ajuda por conta da proporção do fogo em relação ao material em mãos para o trabalho. Durante toda madrugada, brigadistas tentaram, mas foram vencidos e as labaredas tomaram toda trilha e já chegaram à cachoeira do Bicame, um dos pontos turísticos mais paradisíacos da região com uma queda de 25 metros, mas que infelizmente, neste momento, está tomada pelo fogo.

Área de Preservação Permanente, também chamada APP, é um espaço natural protegido principalmente em função da capacidade estabilizadora do solo propiciada pelas matas ciliares e outras vegetações.

Neste mês, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, assinou um despacho que implementa um parecer da Advocacia-Geral da União sobre áreas de preservação

Um decreto publicado pelo Governo de Minas nessa quinta-feira (15) declarou como áreas prioritárias para criação de unidades de conservação e conservação da biodiversidade as localizadas em regiões icomo Cuzia, Serra da Lagoa Dourada e Serra de Bildim. Parte dessas áreas são localidades de tensão e especulação imobiliária da Serra do Cipó, na região Central do Estado.

  Governo determina criação de áreas de preservação na Serra do Cipó © pixabay/ Reprodução

"Ficaram mantidas como áreas prioritárias para a criação de unidades de convenção e conservação da biodiversidade, objetivando a proteção de seus atributos ambientais", determina trecho do documento. Uma dessas áreas, a Lagoa Dourada, é o local onde se iniciaram os incêndios na época de estiagem, não só neste ano como também em anteriores.

Linha de fogo na Lapinha da Serra chega a 2 quilômetros de extensão

  Linha de fogo na Lapinha da Serra chega a 2 quilômetros de extensão Ainda extenuados pelo trabalho de extinção do maior incêndio registrado na Serra do Cipó, brigadistas voltam à carga na trilha do Bicame, na mesma região, que sonha com as chuvas. Bombeiros e duas aeronaves atuam no local“No local há uma extensa linha de fogo de aproximadamente dois quilômetros, descendo sentido pé da serra onde há risco de chegar às residências que estão na região. No momento, temos 11 militares e 25 brigadistas trabalhando em conjunto com o apoio de dois Air Tractors no combate às chamas”, informou a corporação nesta manhã.

A serra do Cipó é uma formação geológica localizada no estado de Minas Gerais, entre os municípios de Itambé do Mato Dentro, Jaboticatubas, Morro do Pilar, Nova União e Santana do Riacho. Faz parte da província geológica da serra do Espinhaço.

Criação . 30 de setembro de 1987 (32 anos)[1]. Visitantes. Para preservar este patrimônio natural, foi criado o Parque Nacional da Serra do Cipó a APA ( Área de Proteção Ambiental). São ao todo 100.000 hectares de cerrados, campos rupestres e matas, além de rios, cachoeiras, canyons, cavernas, sítios

Ainda de acordo com o documento, ficam vedadas as emissões de autorizações para supressão de vegetação para o uso alternativo do solo e a concessão de licenças ambientais nas áreas definidas. Mas, "ressalvadas as renovações e licenças de empreendimentos já instalados ou em operação antes da data do decreto".

"O Instituto Estadual de Floresta deverá iniciar no prazo de 180 dias, contando a partir da publicação deste decreto, os trâmites legais necessários pata a criação da unidades de conservação", prevê trecho do decreto.

Além do mais, as compensações ambientais ou florestais devidas pelos empreendimentos ou atividade potencialmente poluidoras, licenciados pelos órgãos ambientais cujo estejam s nos limites territoriais do municio de Confins, Ribeirão da Neves, Santa Luzia, Vespasiano, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo, São José da Lapa, Jaboticastubas, Campim Branco e Baldim deverão ser destinadas preferencialmente para regularização fundiária, implantação ou manutenção das unidades de conservação inseridas nesses municípios.

(Com informações de Leandro Couri)

É difícil punir o responsável pelo desmatamento .
É difícil punir o responsável pelo desmatamento porque a dinâmica desregulada de ocupação e exploração do território nos dificulta identificar e punir os proprietários das áreas em que estão ocorrendo esses delitos ambientais. As imagens do Inpe mostram também grandes focos de incêndios, cujo combate estaria sendo pouco efetivo. As queimadas estão incontroláveis? De forma alguma. Essa questão nos remete à minha explicação anterior sobre os dados do Inpe serem apresentados na forma bruta, sem uma análise qualitativa ou de inteligência.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!