Meio Ambiente Vida marinha dos trópicos está de mudança para climas mais frios

16:22  07 abril  2021
16:22  07 abril  2021 Fonte:   revistaplaneta.com.br

Plástico nos oceanos se torna parte da vida marinha em animação poética e contundente

  Plástico nos oceanos se torna parte da vida marinha em animação poética e contundente Para mostrar como o plástico vem roubando a vida dos oceanos, o curta de animação “The Beauty” tornou essa metáfora em cena literal – mostrando de forma poética e pungente uma realidade em que o plástico despejado nos mares se transforma em peixes. algas, baleias, águas-vivas. A trágica realidade das trilhões de partes plásticas que inundam as águas do planeta é denunciada de forma elegante porém evidente – e assustadora – apontando o impacto do lixo sobre a vida marinha e, assim sobre a saúde da Terra: sobre a vida como um todo.

A temperatura média das águas em torno da linha do equador ao longo do ano subiu 0,2°C nas últimas quatro décadas. Parece pouco, mas foi o suficiente para que o número de espécies caísse pela metade, segundo um estudo que acaba de sair na “PNAS” (Proceedings of the National Academy of Sciences).

  Vida marinha dos trópicos está de mudança para climas mais frios © Águas tropicais: perda drástica de diversidade em quatro décadas. Crédito: 5406753/Pixabay

Embora haja vários fatores por trás desta mudança, os pesquisadores encontraram uma forte correlação entre o sumiço de espécies e o aumento da temperatura média local ao analisar quase 50 mil espécies entre 1955 e 2015. Ao longo da história do planeta, houve movimentações mais drásticas, mas em escalas geológicas de tempo. Quarenta anos é menos de um segundo nessas escalas.

Navio americano da Segunda Guerra Mundial é encontrado nas Filipinas

  Navio americano da Segunda Guerra Mundial é encontrado nas Filipinas Uma expedição encontrou os restos de um navio da Marinha dos Estados Unidos, naufragado durante a Segunda Guerra Mundial, a 6.500 metros de profundidade na costa das Filipinas, informou um membro da equipe no domingo (4). “Acabamos de dar o mergulho mais profundo da história para encontrar os restos do contratorpedeiro USS Johnston”, tuitou Victor Vescovo, fundador da empresa americana Caladan Oceanic, que dirigiu o submarino que localizou o navio.

  • O incrível Grande Buraco Azul no Mar do Caribe
  • Em meio à pandemia, corais do Nordeste têm branqueamento em massa

Assim, uma das principais preocupações dos autores é com os corais que, por definição, não se movem, ou migram em tempos muito mais longos. Como eles estão na base das cadeias alimentares, pode acontecer de corais nos trópicos morrerem por falta de peixes e moluscos e estes, migrando em direção às águas mais temperadas, serem afetados pela falta de corais.

A Reuters comentou o trabalho.

Braga Netto anuncia os novos comandantes das Forças Armadas; saiba quem são .
Bolsonaro demitiu Fernando Azevedo. Também substituiu os comandantesReceba a newsletter do Poder360

usr: 0
Isto é interessante!