Meio Ambiente Pré-sal: Petrobras firma contrato para construção de sétima plataforma

00:31  11 maio  2021
00:31  11 maio  2021 Fonte:   redetv.uol.com.br

Petrobrás anuncia novo indexador para contratos de venda de gás natural a distribuidoras

  Petrobrás anuncia novo indexador para contratos de venda de gás natural a distribuidoras Novo índice, conhecido como Henry Hub, é considerado mais estável; mudança ocorre duas semanas após o general Silva e Luna assumir o comando da empresa e está alinhada aos termos no novo marco do gásBRASÍLIA - A Petrobrás vai passar a oferecer contratos de venda de gás natural às distribuidoras com um novo indexador de preços. O índice Henry Hub, um dos mais conhecidos pontos de negociação de gás nos Estados Unidos, é considerado mais estável, com menor oscilação e diretamente relacionado ao produto - atualmente, a Petrobrás adota o preço do petróleo no exterior, o Brent, como indexador. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 3, pela companhia.

Pré - sal 2018 77 poços 1,5 milhão barris por dia. Outro dado que mostra a alta produtividade do pré - sal é a quantidade de poços produtores quando comparada ao volume de produção. Em 1984, precisamos de 4.108 poços produtores para chegar à marca de 500 mil barris diários. Sem abrir mão das melhores práticas mundiais de segurança operacional, temos perfurado poços no pré - sal em tempo cada vez menor. O tempo médio para construção de um poço marítimo no pré - sal da Bacia de Santos, por exemplo, foi reduzido em 2,5 vezes entre 2010 e 2018, com o

A diretoria da Petrobras aprovou a contratação de três novas plataformas do tipo Floating Production Storage and Offloading (FPSOs) para operar no campo de Búzios, no pré - sal da Bacia de Santos. Segundo a petroleira, a primeira das três novas plataformas , chamada de FPSO Almirante Tamandaré, tem sua produção prevista para o segundo semestre de 2024. A quinta plataforma , o FPSO Almirante Barroso, está em construção e tem início de produção previsto para o segundo semestre de 2022.

P-78 será instalada no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos

A Petrobras divulgou nesta segunda-feira (10) que assinou contrato para construção da P-78, sétima unidade a ser instalada no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. Com capacidade de processamento de 180 mil barris de óleo por dia e 7,2 milhões de metros cúbicos (m³) de gás por dia, a plataforma é do tipo FPSO, unidade flutuante que produz, armazena e transfere petróleo. A entrega está prevista para 2024.

O contrato foi assinado com a empresa Keppel Shipyard Limited, de Singapura, e prevê o atendimento ao conteúdo local de 25%, com serviços a serem executados no Brasil por meio de parceria ou subcontratação de empresas nacionais. O índice de conteúdo local é requisito previsto em edital e compromissado com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para o excedente de cessão onerosa do campo de Búzios.

Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional

  Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional Foi 1ª vez que atingiu este patamar. Produção é referente a marçoNo total, foram produzidos 2,56 milhões de barris de óleo equivalente por dia, sendo aproximadamente 1,993 MMbbl/d (milhão de barris por dia) de petróleo e 90 MMm³/d (milhões de metros cúbicos por dia) de gás natural.

Agência Brasil - A Petrobras informou nesta quinta-feira (19), por meio de nota, que aprovou a assinatura de dez contratos , que somam US$ 4,5 bilhões, para a construção e integração dos primeiros seis módulos topside (planta de processo, utilidades e alojamento) das oito plataformas A aprovação ocorreu em comum acordo com os parceiros no empreendimento, a BG Group, Petrogal Brasil e Repsol Sinopec, e por meio de suas afiliadas Tupi-BV e Guará-BV. As unidades estão sendo construídas no Brasil para o desenvolvimento dos projetos do pré - sal nos blocos Bacia Marítima de

A Petrobras informou ao mercado nesta segunda-feira (10) que assinou um contrato para a construção e instalação da sétima unidade no Campo de Búzios, no pré - sal da Bacia de Santos. A entrega está prevista para 2024. "O contrato prevê o atendimento ao conteúdo local de 25%, com serviços a serem executados no Brasil por meio de parceria ou subcontratação de empresas nacionais", diz a estatal. O fornecimento do FPSO será resultado da contratação na modalidade EPC e da estratégia da Petrobras de desenvolver novos projetos de plataformas próprias, incorporando

Plataformas próprias

O fornecimento do FPSO será resultado da contratação na modalidade EPC (engenharia, suprimento e construção) e da estratégia da Petrobras de desenvolver novos projetos de plataformas próprias, incorporando as lições aprendidas nos FPSOs já instalados no pré-sal, incluindo aspectos de contratação e construção.

O projeto prevê a interligação de 13 poços ao FPSO, sendo seis produtores e sete injetores, através de uma infraestrutura submarina composta por dutos rígidos de produção e de injeção e dutos flexíveis de serviços.

Búzios

O campo de Búzios, descoberto em 2010, é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo. É um ativo de classe mundial, com reservas substanciais, baixo risco e baixo custo de extração. Deve chegar ao final da década com a produção diária acima de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia, tornando-se o ativo da Petrobras com maior produção.

Segredos: “Baby Renegade”, o novo SUV da Jeep, e mais novidades sobre o futuro da Stellantis

  Segredos: “Baby Renegade”, o novo SUV da Jeep, e mais novidades sobre o futuro da Stellantis A fusão com a PSA traz oportunidades tentadoras para as marcas da FCA: aqui estão os primeiros grandes segredos e possibilidades que se abremNo caso, da Polônia ao Brasil – mais precisamente na cidade polaca de Tychy, e em Betim (MG) e Porto Real (RJ). Na Polônia, como nos explicam nossos colegas da revista Italiana Quattroruote, a fábrica da FCA hoje monta o Fiat 500 a combustão (modelo antigo) e o Lancia Ypsilon.

A Petrobras informou ao mercado nesta segunda-feira (10) que assinou um contrato para a construção e instalação da sétima unidade no Campo de Búzios, no pré - sal da Bacia de Santos. A entrega está prevista para 2024. "O contrato prevê o atendimento ao conteúdo local de 25%, com serviços a serem executados no Brasil por meio de parceria ou subcontratação de empresas nacionais", diz a estatal. O fornecimento do FPSO será resultado da contratação na modalidade EPC e da estratégia da Petrobras de desenvolver novos projetos de plataformas próprias, incorporando

A Petrobras assinou nesta quinta-feira (11) dois contratos no valor total de US$ 3,46 bilhões com a empresa brasileira Engevix Engenharia S.A. para a construção de oito cascos das plataformas destinadas à primeira fase de desenvolvimento da produção do polo pré - sal da Bacia de Santos (SP). Cada plataforma , do tipo FPSO (unidade que produz, armazena e transfere óleo e gás), terá capacidade para processar diariamente até 150 barris de óleo e 6 milhões de m³ de gás. A expectativa é de que todas estejam em funcionamento até 2017, acrescentando até aproximadamente 900 mil

Atualmente, há quatro unidades em operação em Búzios que respondem por mais de 20% da produção total da Petrobras. A quinta e sexta plataformas flutuantes previstas para o campo, Almirante Barroso e Almirante Tamandaré, estão em construção e a oitava e nona unidades (FPSOs P-79 e P-80) estão em processo de contratação.

Veja também!

Pelo menos de 58 pessoas morreram em atentado em escola em Cabul

Bolsonaro faz passeio de moto em homenagem ao Dia das Mães

Sinal digital de TV já chega a 90% dos brasileiros

Assista aos vídeos e inscreva-se no canal da RedeTV! no YouTube

Crefisa não é a única e Palmeiras firma nova parceria em 2021 .
Verdão anunciou uma nova parceria e demonstrou estar empolgado com a oportunidade, principalmente por ser o pioneiro no BrasilVisando fornecer suplementos esportivos da Amino Vital para as equipes sub-17 e sub-20 do Verdão até dezembro de 2021, a Ajinomoto do Brasil, multinacional japonesa especializada em nutrição, anunciou uma parceria com os paulistas. O gerente da marca de suplementação, Andre Igi de Freitas, comemorou o acordo.

usr: 2
Isto é interessante!