Meio Ambiente: População de animais em florestas cai pela metade desde 1970 - PressFrom - Brasil

Meio AmbientePopulação de animais em florestas cai pela metade desde 1970

17:28  14 agosto  2019
17:28  14 agosto  2019 Fonte:   exame.abril.com.br

População de animais em florestas caiu pela metade desde 1970

População de animais em florestas caiu pela metade desde 1970 Estudo da WWF aponta que a quantidade de vertebrados diminuiu 53% em pouco mais de quatro décadas nas principais florestas do mundo. Segundo a ONG, situação é particularmente crítica na Amazônia devido ao desmatamento. © Imago/imagebroker Maior parte dessas perdas está ligada ao desmatamento e à degradação drástica do habitat das populações de animais Desmatamento, caça ilegal, doenças, mudança climática. Para os animais silvestres que vivem nas florestas do mundo, as últimas décadas representaram uma hecatombe.

Estudo da WWF aponta que a quantidade de vertebrados diminuiu 53% em pouco mais de quatro décadas nas principais florestas do mundo. Segundo a ONG, situação é particularmente crítica na Amazônia devido ao desmatamento.Desmatamento, caça ilegal, doenças, mudança climática.

VIDEOS DE ANIMAIS SELVAGENS, Top animais selvagens, Animais selvagens atacando, Animals, Confrontos animais

População de animais em florestas cai pela metade desde 1970© aaprophoto/Getty Images Aves: 60% dessas perdas estão relacionadas ao desmatamento e à degradação drástica do habitat das populações de animais

Desmatamento, caça ilegal, doenças, mudança climática. Para os animais silvestres que vivem nas florestas do mundo, as últimas décadas representaram uma hecatombe. Segundo um relatório divulgado pela Organização Não Governamental (ONG) ambiental World Wide Fund for Nature (WWF), a população desses animais diminuiu pela metade desde 1970.

O estudo analisou 455 populações de 268 espécies de mamíferos, répteis, anfíbios e pássaros que vivem em florestas e concluiu que houve um declínio de 53% na quantidade de animais vertebrados entre 1970 e 2014.

População de animais em florestas caiu pela metade desde 1970

População de animais em florestas caiu pela metade desde 1970 Quantidade de vertebrados caiu 53% . Alerta para desmatamento na Amazônia

Dois terços dos animais selvagens podem estar extintos até 2020. “Os humanos são o equivalente ao asteroide que colidiu com a Terra. Estamos causando

Web sitemiz çerezleri kullanıyor. Çevrimdışı dünyada olduğu gibi, çerezler de işleri daha iyi hale getirir. A pesquisa pede mudanças imediatas na proteção da biodiversidade e apoio a modelos de desenvolvimento sustentável.

A WWF aponta que a situação é particularmente crítica na Amazônia e em outras florestas tropicais. O estudo também analisou populações de florestas temperadas, boreais e mediterrâneas.

Segundo a ONG, 60% dessas perdas estão relacionadas ao desmatamento e à degradação drástica do habitat das populações de animais. O texto ainda aponta que a caça, a introdução de espécies invasoras, a disseminação de doenças e a mudança climática também contribuíram para o quadro.

No caso do Brasil, a WWF menciona a derrubada de árvores por madeireiros como principal causa da diminuição da população de animais, mas queimadas também tiveram efeitos duradouros sobre várias espécies.

PL permite entrada de animais no transporte público no RJ

PL permite entrada de animais no transporte público no RJ A Comissão de Justiça e Redação da Câmara Municipal do Rio de Janeiro deu parecer favorável ao Projeto de Lei nº 1.235/2019, que autoriza a entrada de animais domésticos de pequeno e médio porte no transporte coletivo municipal, como ônibus e Veículo Leve sob Trilho (VLT). De autoria do vereador Dr. Marcos Paulo (PSOL), o projeto permite o transporte de animais com até 49 cm de altura entre o chão e a cernelha ou peso corporal de até 25 kg.

Grandes florestas , como a Amazônia são o habitat natural de diversas plantas e animais . Esses espaços preservam biodiversidade e possuem grande relevância Em 2005, o preço da soja caiu mais de 25% e algumas áreas do Mato Grosso mostraram diminuição no desmatamento, embora a

A população mundial encontra-se irregularmente distribuída no planeta. Nesse sentido, o continente mais populoso é a Ásia que responde por cerca de 60% do total da população mundial, somente a China, a Índia e a Indonésia representam um elevado contingente, cerca de 2,8 bilhões de habitantes.

Florestas temperadas

Em florestas tropicais como a Amazônia, em média, a perda de população das espécies estudadas superou o crescimento de todos os grupos somados. Já nas florestas temperadas, o crescimento da população de algumas espécies, especialmente pássaros, ajudou a reverter a tendência negativa na média de todas as populações.

Ainda de acordo com a WWF, a diminuição da população tem sido especialmente dura com anfíbios e répteis, enquanto as populações de pássaros registraram mais anos positivos de crescimento do que de declínio.

A análise também menciona exemplos de como a população de algumas espécies pode ser recuperada. Entre os casos mais otimistas mencionados pela WWF está o aumento das populações de gorilas na África Central e Oriental, graças a medidas de proteção, e de macacos na Costa Rica.

No caso da Costa Rica, a WWF chama de positiva a tendência de aumento na proteção e regeneração da floresta tropical. No entanto, a ONG adverte que enquanto as florestas têm capacidade para recuperar mais rapidamente a sua cobertura vegetal, as populações de vertebrados que habitam essas matas podem precisar de muitas décadas para se recuperar totalmente.

Por fim, a WWF lembra que as florestas são essenciais para que metas globais de conservação da biodiversidade sejam atingidas e para combater as mudanças climáticas e promover o desenvolvimento sustentável.

“As florestas são importantes depósitos de carbono, e as florestas tropicais são alguns dos habitats com maior biodiversidade do mundo, contendo mais da metade das espécies terrestres do mundo.

As florestas também fornecem outros serviços ecossistêmicos vitais, incluindo alimentos, medicamentos, materiais, purificação de água, controle de erosão e reciclagem de nutrientes. E mais de um bilhão de pessoas dependem das florestas para sua subsistência”, conclui o estudo.

EUA voltam a autorizar "bombas de cianureto" contra animais selvagens.
O governo do presidente americano Donald Trump voltou a autorizar as armadilhas venenosas conhecidas como "bombas de cianureto" para matar raposas, coiotes e cães selvagens apesar da forte oposição dos grupos de conservação. Os dispositivos, conhecidos como M-44, que são implantados no solo e se assemelham a irrigadores de gramado, usam um ejetor de molas para liberar cianureto de sódio quando um animal atraído por uma isca puxa um suporte do compartimento da cápsula. O governo havia vetado o uso desses dispositivos no ano passado, após um deles ferir uma criança e matar o cachorro dela no estado do Idaho.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!