Meio Ambiente Não sabemos se óleo no Nordeste vai aumentar, diz presidente do Ibama

21:56  22 outubro  2019
21:56  22 outubro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Justiça dá 48 horas para União colocar barreiras para proteger rios de óleo

  Justiça dá 48 horas para União colocar barreiras para proteger rios de óleo Justiça dá 48 horas para União colocar barreiras para proteger rios de óleoDe acordo com a decisão, as providências devem ser tomadas em 48 horas, sob pena de multa de R$ 100.000 em caso de descumprimento. Eis a íntegra.

Óleo : principal suspeita para o surgimento da mancha no Nordeste é que poderiam ter vazado O diretor de Proteção Ambiental do Ibama , Olivaldi Alves Borges Oliveira, afirmou na manhã desta O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, chegou a afirmar que o governo vai pedir que OEA exija

O presidente do Ibama , Eduardo Bim, afirmou que não é possível saber se o derramamento do óleo nas Pernambuco 20 10 2019 Cabo de São Agostinho empPernambuco óleo estacionado na praia mostra o tamanho do do crime ambiental nas praias do Nordeste — Foto: Salve MaracaÃpe.

O presidente do Ibama, Eduardo Bim, participou de audiência pública na Comissão de Minas e Energia nesta 3ª feira (22.out)© Cleia Viana/Câmara dos Deputados O presidente do Ibama, Eduardo Bim, participou de audiência pública na Comissão de Minas e Energia nesta 3ª feira (22.out)

O presidente do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Eduardo Bim, afirmou que não é possível saber se a quantidade de óleo no litoral do Nordeste vai aumentar nas próximas semanas. Até essa 2ª feira (21.out.2019), foram recolhidos 900 toneladas de resíduos, cuja origem ainda não foi identificada.

“[Saber] a origem dessa fonte de óleo é fundamental para o trabalho de emergência, porque nós não sabemos se está num ascendente ou numa descendente do óleo. Manifestações de “tá acabando” ou “está apenas começando” não são fundadas em base técnica”, disse durante audiência pública na Comissão de Minas e Energia da Câmara nesta 3ª feira (22.out.2019).

Golfinho é encontrado morto com manchas de óleo em praia de AL

  Golfinho é encontrado morto com manchas de óleo em praia de AL Mais uma consequência ambiental do vazamento de óleo no Nordeste. Um golfinho foi encontrado morto neste domingo em Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas, com manchas no corpo. A informação foi divulgada pelo Instituto Biota de Conservação, que recolheu o animal para realizar a necropsia. Este foi o primeiro mamífero a surgir morto desde o início do vazamento, no começo de setembro. De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis), 13 tartarugas e uma ave já morreram no litoral nordestino por causa do óleo.No entanto, ainda não é possível saber a causa da morte do golfinho e se há relação com o óleo.

Foi possível chegar à embarcação pela fotografia que o pesquisador Humberto Barbosa, do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Ainda não se sabe com precisão quando o vazamento se iniciou. Quanto óleo vazou no mar? Nem o Ministério da Defesa nem os especialistas

"Veja bem, os laudos dizem que tem característica de óleo venezuelano. Quando eu digo que O presidente Jair Bolsonaro, por outro lado, insinuou que o derrame de óleo poderia ser ação A observação foi feita na última segunda-feira, 28, por um satélite da Agência Espacial Europeia.

As manchas de petróleo apareceram nas praias nordestinas no início de setembro. Segundo o Ibama, o óleo já atingiu 200 localidades, em 76 municípios de 9 Estados do Nordeste. O Ibama, a Petrobras e moradores voluntários trabalham para recolher os resíduos.

  Não sabemos se óleo no Nordeste vai aumentar, diz presidente do Ibama © Fornecido por Poder360 Jornalismo e Comunicação S/S LTDA.

Segundo o presidente do Ibama, não há referências de outras situações semelhantes de derramamento de óleo no mundo. “Ninguém tem expertise nesse caso”.  Ainda, que a falta de previsibilidade do surgimento do óleo dificulta a contenção. “Ficou claro que a melhor maneira de lidar com a mancha, que não é rastreável e a recorrência é aleatória, realmente o monitoramento contínuo e o recolhimento mais rápido possível”, disse.

200 toneladas de óleo foram recolhidas nas praias do Nordeste

  200 toneladas de óleo foram recolhidas nas praias do Nordeste 200 toneladas de óleo foram recolhidas nas praias do NordesteJá são 43 dias desde a primeira detecção do material. A preocupação neste momento é saber quanto do óleo ainda chegará às praias. Simplesmente não se sabe, neste momento, se a situação já está controlada ou quanto do petróleo ainda chegará ao litoral, dado que se trata de uma matéria pesada, que avança no fundo do mar.

Manchas de óleo começaram a aparecer em praias do Nordeste no fim de agosto. “Consideramos as declarações infundadas”, disse o comunicado, observando que as manchas estavam localizados a Não há mais dados disponíveis sobre locais em limpeza na atualização mais recente do Ibama .

Um parecer de técnicos do Ibama publicado nesta segunda-feira (4) é taxativo ao afirmar que imagens de satélite não são capazes de localizar manchas de óleo no oceano. O documento é assinado por dois analistas ambientais e foi divulgado três dias depois de a Polícia Federal (PF)

Bim chegou a mencionar o uso de barreiras de contenção. A instalação do equipamento chegou a ser determinada pela Justiça Federal de Sergipe. O governo, no entanto, recorreu contra a decisão. A justificativa da União, a mesma dada pelo presidente do Ibama nesta 3ª, é de que a instalação de boias para tentar conter o avanço do óleo no mar não é eficiente.

Origem do óleo

Durante a exposição, o presidente do Ibama afirmou que o governo não descarta nenhuma possibilidade sobre a origem do óleo. Sem muitas explicações, Bim disse que a quantidade de óleo nas praias é muito grande “para 1 acidente não comunicado.”

Também presente na audiência pública, o contra-almirante Alexandre Rabello Faria, afirmou que existem algumas possibilidades estão sendo consideradas. A 1ª seria 1 vazamento durante uma operação ship-to-ship, ou seja, de transferência de petróleo entre navios em alto mar; o naufrágio de 1 navio petroleiro; e o derramamento intencional ou acidental de óleo.

‘O máximo que dá para fazer é recolher’, diz Mourão sobre óleo no Nordeste

  ‘O máximo que dá para fazer é recolher’, diz Mourão sobre óleo no Nordeste ‘O máximo que dá para fazer é recolher’, diz Mourão sobre óleo no NordesteA declaração foi dada a jornalistas quando o presidente deixava o gabinete da Vice-presidência, no Palácio do Planalto, em Brasília. Ele ainda completou dizendo que “é isso o que o governo está fazendo“.

Investigações do Ibama apontam que o óleo que está poluindo todas as praias tem uma mesma origem – e não é brasileira. Apesar das especulações, nada oficial foi liberado, e o presidente Jair Bolsonaro alegou não poder citar nominalmente nenhum país.

Com isso, o Nordeste tem a 8ª capital poluída pelo óleo , de origem ainda desconhecida. Levantamento mais recente realizado pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio A maioria das pessoas no mundo não sabe que sua saúde pode depender de um caranguejo de sangue azul de aparência

De acordo com os laudos da Petrobras, o óleo encontrado nas praias não é produzido ou comercializado no país. Nas últimas semanas, os estudos do governo apontaram semelhança com o óleo venezuelano, mas não há confirmação.

Na última 6ª feira (18.set), o presidente Jair Bolsonaro disse, em transmissão ao vivo feita no seu Facebook, que o vazamento de óleo que atingiu o litoral nordestino pode ter sido uma ação criminosa para prejudicar o leilão do excedente da cessão onerosa, marcado para 6 de novembro. “É de fora e, com toda a certeza, não vou bater o martelo aqui, mas seria da Venezuela, seria, é uma possibilidade”.

__________________

Manchas de óleo chegam a Cabrália e Porto Seguro .
Manchas de óleo chegam a Cabrália e Porto SeguroBRASÍLIA – As manchas de óleo que avançam rumo ao sul da Bahia já chegaram a Santa Cruz de Cabrália, município localizado na Costa do Descobrimento, e também à Porto Seguro. A informação foi confirmada pelo Ibama.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!