Meio Ambiente Brasil firma acordo com Emirados Árabes para desburocratização alfandegária

17:15  27 outubro  2019
17:15  27 outubro  2019 Fonte:   poder360.com.br

PF e Marinha vão atrás de dois clientes da Shell sobre óleo no Nordeste

  PF e Marinha vão atrás de dois clientes da Shell sobre óleo no Nordeste PF e Marinha vão atrás de dois clientes da Shell sobre óleo no NordesteConforme revelado ontem pelo Estado, a Shell, fabricante e dona original dos tambores de lubrificantes, encaminhou ao governo brasileiro dados de dois compradores dos produtos encontrados no Brasil. A primeira é a empresa Hamburg Trading House FZE, uma distribuidora baseada nos Emirados Árabes, que adquiriu 20 tambores do lote encontrado na costa brasileira. O segundo cliente é a empresa Super-Eco Tankers Management, baseada em Monrovia, na Libéria, na África Ocidental, que comprou cinco tambores do lote da Shell.

O Brasil firmou acordo com os Emirados Árabes neste domingo (27.out.2019) para reduzir a burocracia alfandegária . O objetivo, diz texto divulgado pelo Planalto, é “prestar assistência mútua na prevenção, combate e investigação de infrações aduaneiras para garantir segurança e fluidez na

Brasil firma acordo com Emirados Árabes para desburocratização alfandegária . Governo quer zerar imposto para reduzir preço de navios importados em até 40%.

Jair Bolsonaro durante chegada à cidade de Abu Dhabi, para visita oficial aos Emirados Árabes Unidos© Clauber Cleber Caetano/PR Jair Bolsonaro durante chegada à cidade de Abu Dhabi, para visita oficial aos Emirados Árabes Unidos

O Brasil firmou acordo com os Emirados Árabes neste domingo (27.out.2019) para reduzir a burocracia alfandegária. O objetivo, diz texto divulgado pelo Planalto, é “prestar assistência mútua na prevenção, combate e investigação de infrações aduaneiras para garantir segurança e fluidez na cadeia logística” do comércio entre os 2 países.

Ao todo foram feitos 8 acordos bilaterais. Outro compromisso estabelecido foi a troca e proteção mútua de informações classificadas, que prevê ainda a tomada de providências relacionadas ao vazamento de dados sigilosos.

Emirados Árabes Unidos se preparam para enviar um satélite à órbita de Marte

  Emirados Árabes Unidos se preparam para enviar um satélite à órbita de Marte A missão Hope levará um satélite à órbita de Marte, com lançamento previsto para 2020 e chegada em 2021. A ideia dos Emirados Árabes Unidos é, além de estudar a atmosfera e o clima marciano, se colocar numa posição de destaque internacional na exploração espacialA sonda Hope já está quase que completamente construída, de acordo com a agência espacial da nação. Vale lembrar que, em setembro, os Emirados enviaram seu primeiro astronauta à Estação Espacial Internacional (Hazzaa Ali Almansoori), onde passou oito dias e realizou uma série de experimentos científicos.

Os Emirados Árabes Unidos são um país árabe localizado no Golfo Pérsico. Formados por uma confederação de monarquias árabes , cada uma detendo sua soberania, chamadas emirados (equivalentes a principados)

O Brasil e os Emirados Árabes ainda se comprometeram à troca e proteção mútua de informações. O acordo assinado estabelece, entre outros assuntos O Brasil tem muito a oferecer e nós precisamos também dos Emirados Árabes para o desenvolvimento do nosso país”, disse, destacando que há

Brasil e Emirados Árabes firmaram “parceria estratégica” para desenvolver iniciativas conjuntas em áreas como: paz e segurança; economia (comércio, investimento, indústria, infraestrutura, agricultura, transporte e espaço exterior); energia, turismo, cultura e esportes.

Há parceria para desenvolvimento de inteligência artificial. Os acordos relativos à área militar são 2: “expansão da capacidade produtiva do setor de defesa” e “desenvolvimento, produção e comercialização de produtos de defesa”.

Os 2 países firmaram memorandos de entendimento para intercambiar informações sobre ambiente de negócios e oportunidades de investimentos, bem como sobre preservação da biodiversidade –com previsão do desenvolvimento do ecoturismo.

Bolsonaro inicia giro por países árabes

  Bolsonaro inicia giro por países árabes Presidente desembarcou neste sábado em Abu Dhabi    De acordo com a agenda oficial, Bolsonaro deverá participar hoje de apenas uma cerimônia de oferenda de flores. Os compromissos com autoridades locais e empresários ocorrerão no domingo (27), com o objetivo de atrair investimentos, sobretudo no setor agropecuário e de infraestrutura.

Os Emirados Árabes Unidos homenageiam o Brasil com a projeção da bandeira nacional brasileira em 1 painel digital de 1 dos prédios mais altos de Abu Dhabi. Brasil firma acordo com Emirados Árabes para desburocratização alfandegária .

O Brasil deixou de cuidar da área de Defesa por ideologia e precisa se rearmar, disse o presidente Jair Bolsonaro neste sábado (26) nos Emirados Para o mandatário, o governo Fernando Henrique Cardoso negligenciou a área, porque, de acordo com o atual presidente, as Forças Armadas são o.

O texto do Palácio do Planalto fala em “promover a cooperação bilateral (…) nas áreas de conservação ambiental e de espécies ameaçadas” para desenvolver e o ecoturismo e avaliar “serviços ecossistêmicos, gestão de zonas úmidas, gestão de reservas naturais, proteção da vida selvagem, reintrodução de espécies nos seus habitats naturais, conservação das espécies migratórias e ameaçadas, entre outras”.

VIAGEM DO PRESIDENTE

O presidente Jair Bolsonaro fica nos Emirados Árabes até esta 2ª feira (28.out). No sábado (26).out, data em que chegou naquele país, Bolsonaro falou que o Brasil deixou de se armar por “ideologia” de governos anteriores.

“O Brasil foi esquecido nessa área desde o governo Fernando Henrique Cardoso. Por quê? Voltando agora à ideologia, nós somos o grande obstáculo para o socialismo, nós das Forças Armadas. Por isso interessava quebrar nossa espinha dorsal.”

Os Emirados são a 3ª escala de viagem presidencial que começou pelo Japão, continuou pela China e deve ainda passar pelo Qatar e pela Arábia Saudita. Nos países árabes, o governo pretende atrair investimentos para as rodadas de privatização e obras de infraestrutura que, segundo o Itamaraty, no total, podem chegar a R$ 1,3 trilhão.

Sem a presença dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), as negociações da área econômica estão sendo coordenadas pelo chefe da assessoria especial de assuntos institucionais, Caio Megale.

Iêmen: governo e separatistas assinam acordo de paz .
O governo do Iêmen, reconhecido pela comunidade internacional, assinou nesta terça-feira (5) um acordo para compartilhar o poder com os separatistas, a fim de encerrar o conflito no sul do país devastado por uma guerra com várias frentes. Os dois lados formalizaram sua reconciliação em uma cerimônia na Arábia Saudita. "Este acordo abrirá um novo período de estabilidade no Iêmen", disse o príncipe herdeiro saudita, Mohamed Bin Salman, durante a cerimônia de assinatura do pacto, transmitida pela televisão. "É um dia feliz para a Arábia Saudita, já que os dois lados estão juntos", acrescentou.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!