Meio Ambiente Manchas de óleo: chega a 494 número de localidades afetadas no Nordeste e ES

16:31  12 novembro  2019
16:31  12 novembro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Visita ao Parque de Abrolhos é suspensa após surgimento de manchas de óleo

  Visita ao Parque de Abrolhos é suspensa após surgimento de manchas de óleo Visita ao Parque de Abrolhos é suspensa após surgimento de manchas de óleoO local é o 1º parque nacional marinho criado no Brasil, em abril de 1983, e ficará fechado para visitantes por 3 dias. A medida foi tomada para prevenir possíveis problemas à saúde pública e remoção do óleo, que vazou pelo litoral do Nordeste.

O número de praias, rios, ilhas e mangues atingidos por óleo chegou a 494 , segundo balanço divulgado nessa segunda-feira (11/11/2019) pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Ao todo, ao menos 111 municípios de todos os nove estados do

SÃO PAULO - O número de praias, rios, ilhas e mangues atingidos por óleo continua aumentando e chegou a 779, segundo balanço divulgado nesta terça-feira, 26 O balanço também indica que 23 localidades ainda estão com manchas de óleo , outras 446 têm fragmentos da substância e 310 são

  Manchas de óleo: chega a 494 número de localidades afetadas no Nordeste e ES © Foto: Mateus Morbeck/AFP/Getty

O número de praias, rios, ilhas e mangues atingidos por óleo chegou a 494, segundo balanço divulgado na segunda-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Ao todo, ao menos 111 municípios de todos os nove Estados do Nordeste e do Espírito Santo foram afetados por fragmentos ou manchas de petróleo cru desde 30 de agosto.

O balanço do Ibama também indica que apenas 195 das 494 localidades atingidas estão "limpas", isto é, sem vestígios ou manchas. Dentre as que ainda têm óleo, estão a Praia do Japaratinga e o Mangue da Foz do Rio Coruripe, em Alagoas, e a Ilha de Comandatuba e o Porto do Sauípe, na Bahia.

Entenda o que se sabe até agora sobre o óleo no Nordeste

  Entenda o que se sabe até agora sobre o óleo no Nordeste Entenda o que se sabe até agora sobre o óleo no NordesteAs investigações apontam que a a embarcação foi a única a passar pela região onde a mancha da substância começou a se espalhar, entre 28 e 29 de julho, período compatível com o vazamento. Depois disso, correntes marítimas ajudaram a espalhar o produto.

Desde o dia 30 de agosto, praias do Nordeste sofrem com o aparecimento de manchas de óleo no mar e restos do material que chegam às O derramamento gerou uma mancha de 200 quilômetros de extensão no oceano. Quanto óleo vazou no mar? A embarcação Bouboulina, suspeita de ter

O lote de tambores, que tem data de 17 de fevereiro de 2019, foi produzido em Dubai pela Shell Markets. Depois, esses tambores foram comercializados por outra empresa do grupo, a Shell Eastern Trading (SET) no Manchas de óleo : chega a 803 o número de localidades afetadas no Brasil.

Por Estado, as 299 localidades ainda oleadas se distribuem da seguinte forma: Bahia (136), Sergipe (47), Alagoas (44), Pernambuco (26), Rio Grande do Norte(17), Espírito Santo (14), Ceará (9), Maranhão (3), Paraíba (1) e Piauí (2). O balanço do Ibama diverge do divulgado pela Marinha na mesma data, o qual aponta que "os Estados de CE, RN, PE, SE, PB, MA, PI, PA e AP estão com as praias limpas".

Em relação à fauna, ao menos 133 animais oleados foram identificados pelo Ibama. Os dados se referem especialmente a tartarugas marinhas (89) e aves (30). Nas redes sociais, a Fundação Mamíferos Aquáticos chegou a compartilhar imagens da recuperação de uma ave oleada encontrada em Maragogi (AL).

Uma publicação compartilhada por Fundação Mamíferos Aquáticos (@mamiferosaquaticos) em 23 de Out, 2019 às 1:02 PDT

Óleo no Nordeste: chega a 409 número de localidades afetadas

  Óleo no Nordeste: chega a 409 número de localidades afetadas Óleo no Nordeste: chega a 409 número de localidades afetadasSegundo o Ministério da Saúde, o Nordeste tem 153 municípios litorâneos, o que significa que o óleo chegou a ao menos 67,9% das cidades da costa da região.

Nordeste cobra investigação sobre origem da mancha de petróleo nas praias. Sobe para 109 as localidades atingidas pelas manchas de petróleo cru no Nordeste . O petróleo tem chegado às praias em diferentes intensidades desde o dia 2 de setembro e permanece ocorrendo até esta semana.

Chega a 124 o número de localidades afetadas por manchas de óleo no Nordeste https Sobe para 113 o número de locais com manchas de óleo em praias do Nordeste https Laudo sinaliza que mancha de óleo no nordeste pode ser petróleo da venezuela

Na Praia do Janga, em Paulista (PE), o Estadochegou a encontrar algumas dezenas de peixes mortos junto a uma grande mancha em outubro. Além disso, o material já foi encontrado em regiões de corais.

Pesquisadores apontam que o petróleo também foi encontrado no organismo de animais diversas, como mariscos e peixes. Eles também ressaltam que o impacto ambiental do óleo pode persistir por décadas.

A primeira mancha de óleo foi oficialmente identificada em 30 de agosto, no município de Conde, na Paraíba. Quatro dias depois, o material foi encontrado no segundo Estado, Pernambuco, na Ilha de Itamaracá. Em 1º de outubro, a Bahia foi o nono e último Estado do Nordeste a receber óleo, com a primeira mancha identificada na Mata de São João. Por fim, fragmentos são encontrados no Espírito Santo desde 7 de novembro.

Ao todo, foram retiradas mais de 4,4 mil toneladas de petróleo e itens contaminadas com o óleo, tais como baldes e equipamentos de proteção.

___________________________

Câmara cria CPI para investigar origem das manchas de óleo no Nordeste .
Câmara cria CPI para investigar origem das manchas de óleo no NordestePara Campos, é importante que a Câmara coordene os esforços para investigar atos e omissões e apurar responsabilidades. “Uma situação drástica como essa requer ação rápida, eficaz, eficiente e efetiva por parte do Estado”, disse o deputado.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 3
Isto é interessante!