Meio Ambiente Desmatamento ilegal para produção de soja entra na mira de 87 empresas europeias

23:45  13 dezembro  2019
23:45  13 dezembro  2019 Fonte:   istoedinheiro.com.br

Lava Jato do Rio prende perito suspeito de fraudar laudos para Fetranspor

  Lava Jato do Rio prende perito suspeito de fraudar laudos para Fetranspor Lava Jato do Rio prende perito suspeito de fraudar laudos para FetransporA prisão preventiva foi autorizada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Os agentes também cumprem mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao esquema.

São Paulo - Um grupo de 87 companhias europeias , que juntas administram ativos superiores a 2,5 bilhões de libras, escreveu uma carta para o governo brasileiro pedindo a interrupção do desmatamento na Amazônia para a produção de soja . Entre elas estão alguns dos maiores.

Desde o início de setembro, 138 pontos do litoral nordestino foram atingidos por manchas de petróleo deixadas, segundo a Petrobras, por uma mistura de óleos venezuelanos. Desmatamento ilegal para produção de soja entra na mira de 87 empresas europeias .

  Desmatamento ilegal para produção de soja entra na mira de 87 empresas europeias © alffoto

O cerco contra a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro está se fechando. Em 2 de dezembro, um grupo de 87 companhias europeias, que juntas administram ativos estimados em cerca de £ 2,5 bilhões (mais de R$ 11 bilhões), enviou uma carta ao governo brasileiro, recomendando a interrupção do desmatamento ilegal na Amazônia para a ampliação da produção de soja.

A informação foi divulgada primeiramente pelo jornal O Estado de S. Paulo. Composto por produtores de alimentos, gestores de ativos e redes de supermercados – incluindo companhias como Tesco, Aldi, Asda e Carrefour –, o grupo de empresas solicita a extensão da moratória da soja na Amazônia (ASM, na sigla em inglês), medida assinada em 2006 pelas companhias, para restringir o uso de novas terras para a produção da commodity, que é usada como alimento para humanos e é matéria-prima para ração de gado. “Queremos poder continuar a investir na indústria brasileira de soja, mas se a ASM não for mantida, isso colocará em risco nossos negócios com a soja do Brasil”, destaca um trecho do documento. A reivindicação do grupo tem o intuito de evitar que o aumento da produção de soja brasileira coloque a Floresta Amazônica em risco ainda maior do que o atual. Com o avanço agrícola sobre a vegetação nativa, as nações desenvolvidas colocam o Brasil como uma ameaça para o equilíbrio ambiental do mundo.   Desmatamento ilegal para produção de soja entra na mira de 87 empresas europeias © Fornecido por IstoÉ Dinheiro

(Nota publicada na Edição 1151 da Revista Dinheiro)

PF faz operação contra fábrica ilegal de armas suspeita de abastecer garimpos em Roraima .
PF faz operação contra fábrica ilegal de armas suspeita de abastecer garimpos em RoraimaMais de 80 policiais federais foram mobilizados para cumprir 10 mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão nos Estados do Amazonas e Roraima. Os mandados foram expedidos pela Vara de Entorpecentes e Organizações Criminosas da Justiça Estadual de Roraima.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!