Meio Ambiente Ricardo Salles diz que 'COP-25 não deu em nada'

19:21  15 dezembro  2019
19:21  15 dezembro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Ministério do Meio Ambiente tem comando esvaziado e paralisação de programas

  Ministério do Meio Ambiente tem comando esvaziado e paralisação de programas Ministério do Meio Ambiente tem comando esvaziado e paralisação de programasHoje, conforme levantamento feito pelo Estado, há 25 cargos de confiança e comando na pasta que estão vazios. A chamada Secretaria de Florestas e Desenvolvimento Sustentável, por exemplo, que foi criada por Salles em maio e que responderia pela gestão de programas como o Fundo Amazônia, está com quatro de suas dez vagas em aberto. A paralisação tirou do ar o principal programa de combate ao desmatamento na Amazônia.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , disse neste domingo que a Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, a COP 25 , realizada em Madri, " não deu em nada ".

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , em mesa redonda duranta a COP 25 , em Madri — Foto: Susana Vera/Reuters. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , se defendeu de algumas críticas devido às altas taxas de desmatamento e outras políticas do governo brasileiro nesta quinta-feira (12)

Discussão envolvendo os créditos de carbono na COP25 foram adiadas para o próximo ano © Antonio Cruz/Agência Brasil Discussão envolvendo os créditos de carbono na COP25 foram adiadas para o próximo ano O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, lamentou hoje (15) a falta de acordo em torno da regulamentação do mercado global de créditos de carbono durante a 25ª Conferência das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas. Em seu Twitter, o ministro afirmou que a “COP-25 não deu em nada” e prevaleceu o "protecionismo" de alguns países.

"Prevaleceu infelizmente uma visão protecionista de fechamento do mercado e o Brasil e outros países que poderiam fornecer créditos de carbono em razão das suas florestas e boas práticas ambientais saíram perdendo. Ainda assim, o Brasil segue firme no seu trabalho de atrair recursos para o Brasil e para os brasileiros", disse.

Alemanha desmente fala de Salles sobre mudanças no Fundo Amazônia

  Alemanha desmente fala de Salles sobre mudanças no Fundo Amazônia Alemanha desmente fala de Salles sobre mudanças no Fundo AmazôniaA embaixada alemã no Brasil desmentiu nesta sexta-feira (06/12) uma fala do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de que Berlim concordou com as mudanças promovidas pelo governo brasileiro na gestão do Fundo Amazônia, o programa bilionário de proteção à floresta amazônica que conta com doações da Noruega e da Alemanha.

Ministro Ricardo Salles mantém posição do país em cobrar de países desenvolvidos para Ativistas criticam atitude de representação brasileira e dizem que país promove 'bloqueio' em negociações. Nesta sexta-feira (13), Salles respondeu a criticas de ambientalistas durante a COP 25 .

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , afirmou nesta quarta-feira (12) durante a Conferência do Clima da ONU ( COP 25 ), em Madri, na Espanha, que apesar das críticas que o Brasil vêm recebendo, o país "não é vilão". Leia também: Na COP 25 , Marina Silva pede desculpas a Greta 'em

A ausência de acordo em torno de uma proposta de regulamentação foi um dos principais gargalos da conferência.

Na tentativa de se chegar a um acordo em torno do texto, a conferência, prevista para terminar na sexta-feira (13), acabou se estendendo pelo final de semana. A discussão envolvendo os créditos de carbono foram adiadas para o próximo ano.

As discussões giraram em torno da criação de regras para o comércio de créditos correspondentes ao corte de emissões de gases do efeito estufa. O Brasil pleiteava usar esse mercado para receber recursos, especialmente de países que mais geram emissão de gases estufa. Na sexta-feira (13), o secretário Geral da ONU, António Guterres, divulgou um vídeo pedindo mais ambição aos representantes dos Estados-membros nas metas de redução de emissão de gases poluentes.

Aprovado em 2015, o Acordo de Paris estipula uma série de medidas para os países reduzirem gases do efeito estufa a partir de 2020. O objetivo é conter o aquecimento global abaixo de 2 ºC, preferencialmente em 1,5 ºC até 2030. Ao assinar o acordo, o Brasil se comprometeu a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 43% até 2030 sem necessidade de ajuda externa.

Ricardo Gracia mostra adaptação rápida em torneio na Itália com várias ultrapassagens .
Piloto competiu pela equipe Praga e esteve sempre entre os mais rápidos nos treinos livres, chegando a ultrapassar mais de 15 karts na mesma bateria Campeão da Copa Brasil de Kart neste ano, Ricardo Gracia fez uma participação especial na Itália no Torneio de Inverno, em Sarno, no último final de semana. O piloto paulista competiu com um kart em que nunca havia pilotado e mesmo assim foi destaque desde os primeiros treinos com a equipe Praga. “Era uma pista nova, com um kart novo, equipe nova e um motor também diferente para mim. Nada disso foi problema para me adaptar rapidamente. Fiz três dias de treinos e sempre estive entre os cinco mais rápidos.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!