Mundo Cuba envia médicos que combateram o ebola para ajudar a Itália

17:25  22 março  2020
17:25  22 março  2020 Fonte:   msn.com

Partida de futebol é vista como bomba biológica de coronavírus na Itália

  Partida de futebol é vista como bomba biológica de coronavírus na Itália Partida de futebol é vista como bomba biológica de coronavírus na ItáliaSegundo o The Washington Post, no jogo da Liga dos Campeões de 19 de fevereiro a equipe de Bérgamo Atalanta enfrentou o Valencia da Espanha e venceu por 4 a 1. As comemorações foram eufóricas e todos se abraçaram.

O governo cubano informou ter enviado uma brigada de médicos à Itália , após Na década de 2010, médicos cubanos estiveram na linha de frente do combate à cólera no Haiti e do ebola na África No Brasil, médicos cubanos foram enviados para os confins do país para ajudar no combate à

As autoridades da Itália anunciaram nesta quinta-feira (19/03) que pelo menos Durante coletiva de imprensa, Gallera ainda informou que o governo italiano também está conversando com outros países, como China e Estados Unidos, para enviar mais médicos para à Itália e assim “criar um exército

Brigada de médicos e enfermeiros cubanos se despedem antes de viagem à Itália © Yamil LAGE Brigada de médicos e enfermeiros cubanos se despedem antes de viagem à Itália

Uma brigada de 52 médicos e paramédicos cubanos, vários deles com experiência na luta contra o ebola na África, viajou no sábado (21) à Itália para ajudar os serviços de saúde do país, que registra o maior número de mortes pelo Covid-19.

O destino da missão é a região da Lombardia, atualmente a mais atingida pelo novo coronavírus. Em um mês, 4.825 pessoas morreram no país europeu devido à pandemia.

A brigada, composta por 36 médicos, 15 enfermeiros e um administrador, todos homens, "está pronta para trabalhar incansavelmente no tratamento e enfrentamento da epidemia de Covid-19, junto com os profissionais de saúde" da Itália, disse seu chefe, Carlos Ricardo Pérez.

Jogador da Juventus é diagnostico com coronavírus

  Jogador da Juventus é diagnostico com coronavírus Blaise Matuidi é o segundo atleta do clube a ser infectadoO francês é o segundo jogador da Juve a ser diagnosticado com a doença. Antes dele, o zagueiro Daniele Rugani já havia sido infectado pelo coronavírus.

A Rússia enviará virologistas, médicos e equipamentos para a Itália para ajudar a combater a pandemia do novo coronavírus, segundo informou o Ministério da Defesa da Rússia no sábado (21).

Cuba envia médicos que combateram o ebola para ajudar a Itália . Uma brigada de 52 médicos e paramédicos cubanos, vários deles com experiência na luta contra o A Rússia enviará ajuda médica para a Itália a partir de hoje para ajudar o país europeu no combate ao novo 22/03/2020 03h56.

"Desses, 30 enfrentaram a epidemia de ebola na África Ocidental" em 2014, em resposta a um apelo da Organização Mundial da Saúde (OMS), acrescentou o chefe da brigada, na despedida organizada pela Unidade Central de Cooperação Médica (UCCM) em Havana.

O grupo também inclui alguns novatos, como o Dr. Roberto Arias, de 27 anos, que encara sua primeira missão.

"O medo é inerente ao ser humano, todo mundo tem medo de algo na vida, mas a bravura é sobre isso, enfrentar as coisas de que se tem medo", disse ele à AFP.

O ministro da Saúde, José Angel Portal, pediu aos colaboradores "que se cuidassem e retornassem bem à pátria".

A exportação de serviços médicos cubanos, além do turismo, é um dos motores da economia do país socialista e representou uma receita de cerca de 6,3 bilhões de dólares em 2018, segundo dados oficiais.

Médico italiano que fez alerta sobre falta de itens de proteção morre de coronavírus

  Médico italiano que fez alerta sobre falta de itens de proteção morre de coronavírus Médico italiano que fez alerta sobre falta de itens de proteção morre de coronavírus

Médicos cubanos no combate ao coronavírus na Itália (Reprodução/Twitter). Segundo o governo cubano, os médicos são especialistas em epidemias como o Ébola e ajudarão os Recebemos mensagens de voluntários dispostos a ir a qualquer lugar para ajudar nesta situação de saúde

Cuba envia médicos que combateram o ebola para ajudar a Itália . Uma brigada de 52 médicos e paramédicos cubanos, vários deles com experiência na luta contra o A Rússia enviará ajuda médica para a Itália a partir de hoje para ajudar o país europeu no combate ao novo 22/03/2020 03h56.

Essa brigada viaja a pedido do secretário da Saúde da Lombardia, Giulio Gallera, que reconheceu que seu sistema de saúde está prestes a entrar em colapso devido ao grande número de pacientes que precisam de tratamento intensivo.

Gallera espera que os médicos cubanos "aliviem a situação" do hospital de Crema, na cidade de Cremona (sul da Lombardia).

Com o envio no domingo passado de uma brigada médica para a Venezuela, principal aliado de Cuba na região e seu principal fornecedor de petróleo, Havana começou a mobilizar seu "exército de jalecos brancos".

Outras brigadas vão viajar para a Nicarágua, Suriname, Granada e Jamaica. No total, são 261 colaboradores.

Atualmente, cerca de 30.000 profissionais da saúde cubanos atendem em 61 países da África, América Central e Ásia, segundo dados oficiais.

Os médicos cubanos trabalham nesses países em áreas pobres e sem cobertura médica.

O governo da ilha defende esses serviços médicos e garante que o que recebe por eles permite manter seus próprios sistemas gratuitos de saúde e educação.

Washington, inimigo de Havana, denunciou que Cuba paga baixos salários a seus profissionais e os submete a restrições de movimento e vigilância nos países onde eles servem.

rd/mav/piz;mr

Higuaín tenta furar quarentena e deixa a Itália rumo à Argentina .
Higuaín tenta furar quarentena e deixa a Itália rumo à ArgentinaHiguaín chegou ao aeroporto de Turim portando um exame comprovando que testou negativo para o coronavírus e com um jato particular à sua espera na pista. Por estas razões, os funcionários não tiveram como impedir o embarque.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!