Mundo Como o Japão tem conseguido conter avanço do coronavírus sem quarentena em massa

17:55  26 março  2020
17:55  26 março  2020 Fonte:   bbc.com

Após diagnóstico do pivô Maique, Unifacisa entra em quarentena

  Após diagnóstico do pivô Maique, Unifacisa entra em quarentena Equipe de Campina Grande decide isolar atletas, comissão técnica e funcionários. O time teve contato com o jogador infectado no duelo contra Paulistano, no último dia 9, pelo NBBO responsável pelo departamento médico do time de Campina Grande, Diogo Vilar comentou no site da instituição, que orientou os jogadores a ficarem em suas residências, sobretudo após a confirmação do caso de Maique. Neste sentido, o regime de quarentena ´necessário para evitar a disseminação do vírus pelo país.

O Japão tem apenas dez focos de covid-19, registrando nesta terça-feira (24/03) 41 mortos e 1.166 Só aqueles residentes no Japão podem entrar, mas todos os que chegam da Europa devem ficar em quarentena A evolução da pandemia de coronavírus . Itália impõe quarentena em todo o território.

Povoado italiano conseguiu conter expansão do novo coronavírus com experimento inédito Testes em massa . Em busca dessa resposta, especialistas e profissionais de saúde instalaram, em 23 Na Itália, também por ter a segunda maior porcentagem de idosos na população (atrás do Japão ), a taxa

  Como o Japão tem conseguido conter avanço do coronavírus sem quarentena em massa © Getty Images

O Japão poderia ser um dos países mais afetados pelo novo coronavírus.

Foi um dos primeiros a confirmar pessoas infectadas, poucos dias depois de a China emitir um alerta sobre a doença.

Além disso, segundo o Banco Mundial, sua população acima de 65 anos é a maior do mundo (28% do total), superando a Itália, que se mostrou especialmente vulnerável nesta pandemia.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.
Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.


O Japão também tem um elevado consumo de tabaco, o que ajuda pouco na hora de combater doenças respiratórias, e enorme densidade populacional, com quase 127 milhões de habitantes em um território quase do tamanho do Mato Grosso do Sul, Estado onde vivem 2,6 milhões de brasileiros.

Vídeo: Michelle Bolsonaro pede empatia aos brasileiros para conter coronavírus

  Vídeo: Michelle Bolsonaro pede empatia aos brasileiros para conter coronavírus Cita hospitalidade brasileira. Pede auxílio ao grupo de risco“Sabemos que temos 1 grupo de risco: pessoas acima de 60 anos, com problemas respiratórios, cardíacos, diabéticos ou que já tiveram algum problema grave. Por isso, hoje venho pedir o apoio da população brasileira no suporte solidário aos nossos irmãos”, disse Michelle.

por governadores para tentar conter o avanço do surto. As cerca de 3,7 mil pessoas a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess começaram a desembarcar em Yokohama, no Japão , em 19 de fevereiro A evolução da pandemia de coronavírus . Itália impõe quarentena em todo o território.

A comida da merenda seria enviada diretamente aos pais dos alunos que tiveram as aulas suspensas como medida para conter o avanço da covid-19 no Brasil. O projeto contempla esse envio em situações de emergência ou calamidade pública, como no caso do coronavírus .

Mas, até agora, o país registrou 1.307 infectados e 45 mortos pela covid-19 e não adotou quarentenas em cidades ou isolamento obrigatório de seus cidadãos para evitar a propagação do vírus.

Para além do cancelamento de eventos esportivos, como a Olimpíada de 2020, e de escolas fechadas, os japoneses têm seguido suas vidas de maneira mais ou menos normal.

Isso ficou ainda mais evidente em 22 de março, quando milhares de cidadãos foram às ruas e a parques para admirar as cerejeiras em flor.

Como disse a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, abandonar esse festival de primavera para os japoneses seria como "abandonar os abraços para os italianos".

Havia tanta gente nas ruas que a própria governadora pediu que os moradores da capital do Japão não saíssem de suas casas a não ser por razões estritamente essenciais.

Prefeitura de São Paulo reduz frota de ônibus para apenas 40% do efetivo normal

  Prefeitura de São Paulo reduz frota de ônibus para apenas 40% do efetivo normal Prefeitura de São Paulo reduz frota de ônibus para apenas 40% do efetivo normal .A quarentena em todo o Estado de São Paulo foi anunciada no último sábado pelo governador João Doria (PSDB) e passou a valer na terça-feira. Ela é válida em todos os 645 municípios paulistas.

Posteriormente, Japão , França, Hong Kong e Taiwan também confirmaram mortes. O governo da Itália ordenou em 4 de março o fechamento das escolas e universidades em todo o seu território, como medida de prevenção diante do avanço do coronavírus Sars-Cov-2.

Mas o mistério de como o vírus chegou a essa comunidade ainda não havia sido resolvido. Na Itália, também por ter a segunda maior porcentagem de idosos na população (atrás do Japão ), a taxa de mortalidade da doença Coronavírus : como manter a saúde mental durante a quarentena ?

Apesar do relativo sucesso na contenção da epidemia, há um grande temor no país de que o vírus esteja se espalhando silenciosamente no país, com uma aceleração do número de pessoas doentes. E que isso leve a medidas mais duras, como quarentenas obrigatórias.

Mas até agora a estratégia japonesa tem funcionado e intrigado pesquisadores.

Milhares de cidadãos foram às ruas e aos parques para admirar as cerejeiras em flor © Getty Images Milhares de cidadãos foram às ruas e aos parques para admirar as cerejeiras em flor

Isolar grupos de contágio

De acordo com o número de infectados e mortos pelo coronavírus, o Japão é um dos países mais desenvolvidos que menos foram afetados.

Mas por quê?

Segundo Kenji Shibuya, diretor do Instituto de Saúde da População do King's College, em Londres, o Japão é muito eficiente em testar pessoas em busca do vírus, identificar grupos de contágio e isolá-los.

"A única maneira de lidar com qualquer pandemia é testar e isolar. E muitos países não ouviram. No Japão, eles estão desesperados para rastrear os infectados. E estão indo bem em termos de identificar e isolar os grupos doentes", disse à BBC News Mundo (serviço da BBC em espanhol).

Carlinhos, do Shimizu S-Pulse, espera retorno das competições após pausa por conta do Coronavírus

  Carlinhos, do Shimizu S-Pulse, espera retorno das competições após pausa por conta do Coronavírus Atacante brasileiro foi um dos principais nomes do futebol suíço nos últimos anos e comenta início no futebol japonês. Atleta se mostra preocupado com vírus COVID-19- Foi uma atitude correta de todos. É recomendado que se evite aglomerações e eventos esportivos sempre existem com grandes públicos. Tenho certeza que tudo se normalizará nas próximas semanas. Estamos na torcida para que tudo volte ao normal para que a população do mundo todo possa voltar à sua rotina.

Alguns moradores ainda perambulam pelas ruas de São Paulo, já que a cidade inicia uma quarentena parcial para limitar a disseminação do COVID-19, com as empresas preocupadas em como A SEGUIR. REPRODUZINDO AGORA: Notícias. São Paulo começa quarentena contra o coronavírus .

O governo italiano decidiu colocar todo o país em isolamento até o dia 3 de abril para conter o surto de coronavírus .

Mas ainda assim, segundo o pesquisador, o país não tem realizado a quantidade de testes que deveria. E isso pode levar a um aumento drástico no número de pessoas infectadas.

"Os testes no Japão estão muito atrás de outros países. E minha preocupação é que exista um grupo de pessoas infectadas, sem sintomas, que não foram detectadas, além de casos importados de outros países."

"Se isso estiver acontecendo", advertiu, "temo que possa haver uma explosão no surto".

Distanciamento social

Outro argumento que pode explicar o sucesso do Japão é o distanciamento social que, mesmo antes do surto de coronavírus, já estava bem estabelecido na cultura.

"Os japoneses são bastante conscientes da higiene, muito mais do que em outros lugares. Além disso, muitas pessoas usam máscaras nas ruas por questão cultural, então há menos chances de transmissão", explica Benjamin Cowling, professor de epidemiologia da Universidade de Hong Kong.

Shibuya também aponta para a "propensão japonesa à higiene" e a aspectos culturais como "evitar abraços" como fatores que contribuiram para a menor propagação do coronavírus.

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo

  AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo

questionou uma medida adotada mundialmente contra o avanço do coronavírus . Mas , afinal, por que tantos países orientam as pessoas a ficar em casa na tentativa de frear a a desembarcar em Yokohama, no Japão , em 19 de fevereiro, após mais de duas semanas em isolamento devido ao surto de Itália impõe quarentena em todo o território. O governo em Roma determinou em 9 de março

Em pronunciamento, o presidente Jair Bolsonaro questionou uma medida adotada mundialmente contra o avanço do coronavírus . Para Bolsonaro, o que ele chama de "confinamento em massa " não seria a saída ideal para o A evolução da pandemia de coronavírus . Milhões sob quarentena .

Mas ele lembra que esses fatores parecem ter tido pouco impacto em outros países.

"No Reino Unido, as pessoas também começaram a se distanciar, a trabalhar em casa e a usar máscara. E os casos ainda estão aumentando", afirma.

Pandemia levou organizadores da Olimpiada deste ano a adiar o evento para o ano que vem © Getty Images Pandemia levou organizadores da Olimpiada deste ano a adiar o evento para o ano que vem

De todo modo, existe um consenso no Japão de que a decisão antecipada do governo de fechar escolas e suspender grandes eventos público, além de insistir na necessidade de respeitar as novas normas sociais desde o início, ajudou a controlar a disseminação.

Mas isso pode mudar. O governo liderado pelo primeiro-ministro, Shinzo Abe, anunciou que reabrirá as escolas em abril.

E, a julgar pelo que foi visto no último final de semana, com os japoneses reunidos para admirar as flores de cerejeira, as pessoas já começaram a levar menos a sério as medidas de distanciamento social.

Isso preocupa os especialistas.

"Acho que não é uma boa ideia enviar um sinal de que estamos indo bem e reabrir escolas em todo o país ou retomar eventos. Essa é uma mensagem errada. Precisamos ter muito cuidado, caso contrário, podemos ter situações semelhantes ao que acontece nos Estados Unidos ou em países europeus", diz Shibuya, do King's College.

Reduzir a transmissão

Se você comparar a curva de contágio no Japão com a de outros países, como Itália, Espanha e EUA, conseguirá perceber como os japoneses foram bem sucedidos.

AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo

  AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo AO VIVO | Últimas notícias sobre o coronavírus no Brasil e no mundo

Ou seja, até agora, mesmo que ainda surjam casos novos todos os dias, esse montante não sofreu um aumento acentuado em nenhum momento.

Esse conceito de "achatar a curva", evitando que muitas pessoas fiquem doentes ao mesmo tempo, é o que muitos países buscam. Para especialistas, essa estratégia é chave para "retardar e conter" a covid-19.

Segundo especialistas, estratégia do Japão sem quarentenas massivas deve ser vista com cautela por países menos desenvolvidos © Getty Images Segundo especialistas, estratégia do Japão sem quarentenas massivas deve ser vista com cautela por países menos desenvolvidos

Manter a pandemia controlada tem evitado também que o sistema de saúde entre em colapso. Segundo dados do Banco Mundial, o Japão tem 13 leitos hospitalares para cada mil habitantes, mais do triplo da Itália. O Brasil tem 2 para cada mil habitantes.

Por isso, segundo especialistas, a estratégia do Japão sem quarentenas massivas deve ser vista com cautela por países menos desenvolvidos.

"Todos nós estamos tentando encontrar lugares e exemplos onde os números permanecem baixos sem tamanha paralisação da sociedade. Porque não podemos continuar com o bloqueio, mas ao mesmo tempo não podemos voltar à vida normal, que tínhamos seis meses atrás, porque é muito fácil para o coronavírus espalhar", afirmou Cowling, da Universidade de Hong Kong.

"Precisamos encontrar algo intermediário, e talvez a experiência japonesa seja mais sustentável", acrescentou.

  Como o Japão tem conseguido conter avanço do coronavírus sem quarentena em massa © BBC
  • COMO SE PROTEGER: O que realmente funciona
  • COMO LAVAR AS MÃOS: Vídeo com o passo a passo
  • SINTOMAS E RISCOS: Características da doença
  • 25 PERGUNTAS E RESPOSTAS: Tudo que importa sobre o vírus
  • MAPA DA DOENÇA: O alcance global do novo coronavírus
  Como o Japão tem conseguido conter avanço do coronavírus sem quarentena em massa © BBC
  • Clique para assinar o canal da BBC News Brasil no YouTube

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


Dirigente flamenguista infectado pelo coronavírus recebe alta .
O Flamengo recebeu uma boa notícia nesta sexta-feira. O vice-presidente de Embaixadas, Maurício Gomes de Mattos, recebeu alta do hospital em Brasília. O dirigente estava internado após testar positivo para o coronavírus. Maurício Gomes de Mattos não sofreu com os sintomas da doença e foi liberado após receber a última dose do antibiótico. Mesmo assim, […]

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 3
Isto é interessante!