Mundo Trump joga primeira partida de golfe desde pandemia

22:13  23 maio  2020
22:13  23 maio  2020 Fonte:   reuters.com

Trump acusa a OMS de ser 'uma marionete da China'

  Trump acusa a OMS de ser 'uma marionete da China' O presidente americano, Donald Trump, acusou nesta segunda-feira (18) a Organização Mundial da Saúde (OMS) de ser "uma marionete da China", reiterando as críticas sobre a gestão desta agência da ONU da pandemia do novo coronavírus. "Não estou contente com a Organização Mundial da Saúde", declarou Trump na Casa Branca. "São uma marionete da China. São sino-cêntricos, para ser simpático", disse. Trump afirmou que os Estados Unidos pagam cerca de US$ 450 milhões anualmente à OMS, a maior contribuição feita por um país. Há planos de cortar esta cifra porque "não somos tratados direito".

Por Steve Holland

STERLING, Estados Unidos (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, jogou neste sábado sua primeira partida de golfe desde o início da pandemia de coronavírus, quando visitou seu clube nos subúrbios de Washington, em uma demonstração intencional de normalidade.

Em um dia ensolarado de primavera, a carreata de Trump o levou da Casa Branca ao Trump National Golf Club, e ele foi visto vestindo um boné branco e uma camisa polo branca.

Foi sua primeira vez em um campo de golfe desde 8 de março, quando ele visitou seu clube em West Palm Beach, Flórida.

Foi no mesmo fim de semana que ele se encontrou em seu retiro em Mar-a-Lago com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, cujo secretário de imprensa mais tarde deu positivo para o vírus. Alguns funcionários da Casa Branca que entraram em contato com o assessor de imprensa entraram em quarentena depois, mas nenhum teve resultado positivo.

Trump está ansioso em promover a ideia de que os Estados Unidos estão voltando ao normal, embora o número de mortos pelo surto de coronavírus continue a aumentar e a expectativa é de ultrapassar 100.000 nos próximos dias.

(Reportagem de Steve Holland)

Coronavírus faz Trump proibir viajantes do Brasil .
Segundo Casa Branca, objetivo é "proteger" o paísA medida entra em vigor em 28 de maio e não vale para cidadãos americanos ou indivíduos com visto de residência nos EUA. Segundo a secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, o objetivo do presidente Donald Trump é "proteger" o país.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!