Mundo Londres experimenta novo teste que detecta Covid-19 em 1 hora

22:13  23 maio  2020
22:13  23 maio  2020 Fonte:   reuters.com

Londres negocia teste de anticorpos com laboratório Roche

  Londres negocia teste de anticorpos com laboratório Roche O governo britânico afirmou nesta quinta-feira (14) que negocia com o grupo farmacêutico suíço Roche para adquirir rapidamente grandes quantidades de seu teste de anticorpos para coronavírus, classificado como "extremamente confiável" por especialistas do governo. Esse tipo de teste pode determinar se uma pessoa já foi infectada com o novo coronavírus. No entanto, a questão da imunidade continua sendo objeto de debate, pois a Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou em abril que não está provado que aqueles que já se infectaram uma vez não podem contrair a doença novamente.

Por Guy Faulconbridge

LONDRES (Reuters) - Um teste de coronavírus que traz resultados em pouco mais de uma hora e que não requer laboratórios está sendo implementado em vários hospitais de Londres, após receber liberação regulatória. Ele potencialmente pode testar muito mais pessoas em um curto espaço de tempo.

Em um momento no qual o Reino Unido tenta aumentar o número de testes para esboçar uma retomada da economia, o país ainda usa majoritariamente testes laboratoriais que demoram cerca de 48 horas para produzir um resultado e que exigem, muitas vezes, que as pessoas viajem por longas distâncias para centros regionais ou recebam o resultado por correio, em casa.

Reino Unido libera exame de anticorpos da Covid-19 da Roche na esteira de UE e EUA

  Reino Unido libera exame de anticorpos da Covid-19 da Roche na esteira de UE e EUA Reino Unido libera exame de anticorpos da Covid-19 da Roche na esteira de UE e EUALONDRES (Reuters) - O Reino Unido está conversando com a empresa farmacêutica suíça Roche para comprar um exame de anticorpos da Covid-19 preciso, seguindo o exemplo da União Europeia e dos Estados Unidos, que já deram aprovação preliminar aos exames.

Testes mais rápidos permitirão que mais pessoas voltem ao trabalho ou proporcionarão avaliações mais frequentes, o que ajudaria o primeiro-ministro, Boris Johnson, a atingir sua meta de 200 mil testes por dia, um ponto importante para encerrar o confinamento local.

A nova forma de detecção, baseada em um teste por DNA desenvolvido por um professor do Imperial College de Londres, foi aprovada pela agência regulatória no fim de abril.

Com sensibilidade de mais de 98% e especificidade de 100%, o teste DnaDudge está sendo realizado em alas oncológicas, de acidentes, emergências e nas maternidades, como prelúdio para possível aplicação massiva.

O Ministério da Saúde britânico disse que se trata de um esquema piloto e que outros testes laboratoriais também estão sendo experimentados. O NHS, sistema de saúde pública do Reino Unido, também usa outras máquinas para testar o coronavírus.

Londres proibirá carros no centro para estimular caminhadas e ciclismo

  Londres proibirá carros no centro para estimular caminhadas e ciclismo Londres proibirá carros no centro para estimular caminhadas e ciclismo e ajudar o transporte público a lidar com as restrições de distanciamento social, comunicou o prefeito da cidade nesta sexta-feira. Sadiq Khan disse que o plano, que cobre grandes vias através da metrópole, transformará partes do centro de Londres em uma das maiores zonas sem carros de qualquer capital. "A Covid-19 representa o maior desafio à rede de transporte público de Londres na história da TfL (Transporte para Londres)", afirmou.

O país fez um pedido inicial de 10 mil cartuchos de DnaNudge em março e comprou outros 70 mil desde então. O preço de cada cartucho é de aproximadamente 49 dólares, ou 270 reais.

“A chave é que, com esse teste, você vai direto de uma coleta salivar ou nasal para o cartucho, sem transporte e sem laboratório”, disse Chris Toumazou, professor de engenharia do Imperial College que desenvolveu o teste.

“Você pode até olhar para pequenos fragmentos de RNA (ácido ribonucleico) e checar se um paciente está saindo ou entrando da Covid”, afirmou.

O teste, que requer amostra da narina, está sendo aplicado no Chelsea and Westminster Hospital, West Middlesex University Hospital, St Mary's e no Queen Charlotte's and Chelsea Hospital.

“Esse teste funciona e é mais sensível do que alguns realizados em laboratório”, disse o Dr. Gary Davies, diretor médico do Chelsea and Westminster Hospital. Ele afirmou que o teste está sendo usado para pacientes que dão entrada, para que se decida em qual ala devem ser colocados.

Teste de vacina Covid-19 de Oxford tem 50% de chance de sucesso, diz Telegraph .
Teste de vacina Covid-19 de Oxford tem 50% de chance de sucesso, diz TelegraphAdrian Hill, diretor do Jenner Institute de Oxford, que se associou à farmacêutica AstraZeneca para desenvolver a vacina, disse que um próximo estudo, envolvendo 10.000 voluntários, tinha o risco de retornar "sem resultado" devido à baixa transmissão do Covid-19 na comunidade.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!