Mundo Netflix, YouTube, Amazon, HBO, Warner, Disney e Marvel se juntam aos protestos contra racismo nos EUA

05:18  02 junho  2020
05:18  02 junho  2020 Fonte:   pipocamoderna.com.br

São Paulo reforça posição contra o racismo: 'Vidas negras importam'

  São Paulo reforça posição contra o racismo: 'Vidas negras importam' Em meio a protestos antirracistas pelo mundo, sobretudo nos Estados Unidos, Tricolor republica vídeo com mensagem de seus jogadores pedindo conscientização"A lembrança de hoje é a lembrança de todos os dias. Em 20 de novembro de 2019, nossos atletas falaram assim. Não basta não ser racista. #VidasNegrasImportam", diz a postagem nas redes sociais do Tricolor.

Diversos protestos contra racismo e violência policial vêm acontecendo nos Estados Unidos desde que George Floyd, um homem negro, foi morto durante uma ação policial. O evento motivou diversas revoltas em Minneapolis – local onde a morte aconteceu – e se espalhou para várias outras cidades

Editoras como Sony , Microsoft, Activision Blizzard, Bethesda, Electronic Arts, Naughty Dog, e Marvel Games, além de várias personalidades ligadas à indústria dos videojogos, manifestaram o seu apoio, e é previsível que mais o façam ao longo da semana. Da parte que nos toca, nos EUA ou em qualquer

  Netflix, YouTube, Amazon, HBO, Warner, Disney e Marvel se juntam aos protestos contra racismo nos EUA © Fornecido por Pipoca Moderna

Os grandes estúdios e plataformas de filmes e séries de Hollywood se juntaram em apoio aos atos de protesto contra o racismo nos EUA, que explodiram na semana passada, após o assassinato gravado de George Floyd por asfixia, nas mãos de um policial branco.

Netflix, Amazon, HBO, Warner, YouTube e até a Disney e suas inúmeras subdivisões fizeram questão de deixar claras suas posições. Se já tinha se tornado comum encontrar artistas-ativistas, como Jane Fonda e Joaquin Phoenix, o movimento dos estúdios é inédito.

O primeiro a se posicionar foi o YouTube, na última sexta (29/5). A plataforma de vídeos do Google publicou no Twitter uma mensagem manifestando seu repúdio “contra o racismo e a violência” e anunciando uma doação de US$ 1 milhão para “enfrentar injustiças sociais”.

Protesto contra racismo em Paris é marcado por confrontos

  Protesto contra racismo em Paris é marcado por confrontos Ato foi organizado em homenagem a Floyd e Adama Traoré    As autoridades francesas utilizaram gás lacrimogêneo para dispersar pelo menos 19 mil cidadãos, que atearam fogo em objetos e atacaram pedras contra os policiais, de acordo com a BMFTV. Antes da confusão, o ato acontecia de forma pacífica pela capital do país. A manifestação foi organizada pelo comitê de apoio à família do jovem francês Adama Traoré, que morreu sob custódia policial em 2016, e coincidiu com os protestos nos Estados Unidos contra a morte de George Floyd, asfixiado por um agente branco na semana passada em Minneapolis.

Nesse episódio do Irmandade Nerd Podcast, Marlon e Renan conversam sobre Disney +, Netflix , Amazon Prime Video, HBO Max e outros serviços de streaming que vêm revolucionando o entretenimento! Escolha seu favorito e inscreva- se / nos siga!

Inscreva- se para receber as melhores NOTÍCIAS POLÍTICAS do Brasil http Seja membro do Canal da Fórum no Youtube e ganhe benefícios: https Fórum traz, diariamente, matérias, reportagens e entrevistas que buscam uma visão de mundo diferente da presente nos grandes EUA tem terceiro dia de protestos contra racismo - Продолжительность: 5:01 Jovem Pan News 3 694 просмотра.

No sábado, foi a vez da Netflix, que afirmou nas redes sociais que “ficar em silêncio é ser cúmplice”, apoiando abertamente o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), que protesta contra o assassinato de negros pela polícia branca americana. O posicionamento foi replicado pelas sucursais da plataforma em todo o mundo. A Netflix Brasil lembrou vítimas nacionais, como João Pedro e João Vitor, ambos mortos em ações policiais.

Não ficou nisso. Em um ato conjunto de solidariedade, os principais concorrentes da Netflix no Brasil, o Amazon Prime Video e o Globoplay, replicaram a mensagem da plataforma. “Somos aliados nessa”, escreveu a plataforma da Globo.

O perfil da HBO foi além, trocando o nome do canal pela hashtag #BlackLivesMatter: “Estamos com nossos colegas, empregados, fãs, atores e criadores negros — todos afetados pela violência sem sentido”.

George Floyd morreu pela "pandemia do racismo e da discriminação", diz advogado

  George Floyd morreu pela George Floyd, o americano negro cuja morte nas mãos de um policial branco desencadeou uma onda de protestos nos Estados Unidos, morreu vítima da "pandemia de racismo e discriminação", disse o advogado de sua família nesta quinta-feira(04), durante uma cerimônia em sua homenagem. O advogado Ben Crump deu a declaração depois que a autópsia de Floyd confirmou sua morte por asfixia e revelou que ele havia sido infectado pelo coronavírus. Mas "nãoO advogado Ben Crump deu a declaração depois que a autópsia de Floyd confirmou sua morte por asfixia e revelou que ele havia sido infectado pelo coronavírus.

A Disney — dona da Marvel Studios, da Lucasfilm e da Pixar — anunciou que vai criar um serviço Bob Iger, CEO da Disney , diz que ainda não decidiu se os filmes da Marvel e da Lucasfilm serão Aí vem a Warner e compra a Netflix lol. A Disney ainda não tem um monopólio do entretenimento, mas

A Netflix perdeu mais de 133.000 assinantes nos EUA no segundo trimestre de 2019. A mídia de massa não está lhe dizendo a principal razão pela qual isso está acontecendo porque é parte do problema. Não se esqueça de se inscrever! Um grande obrigado aos nossos inscritos que nos apoiam.

Mensagem semelhante foi publicada pela Warner Bros. Pictures, que pertence ao mesmo grupo da HBO, a WarnerMedia.

A Disney, por sua vez, compartilhou uma carta endereçada aos funcionários e assinada pelo CEO Bob Chapek, pelo presidente executivo Bob Iger e pela diretora de diversidade, Latondra Newton, em que se posicionam ao lado dos protestos.

“O recente assassinato de George Floyd, bem como outros exemplos de ataques letais e assédio a cidadãos negros desarmados em nossa nação continua a motivar revolta e indignação em pessoas de todas as origens, incluindo muitos de nossos funcionários. Sentimentos de luto e raiva nos fazem confrontar a ideia de que algumas vidas são consideradas menos valiosas — e menos merecedoras de dignidade, cuidado e proteção — do que outras. Nós também percebemos que agora, mais do que nunca, é a hora de todos nós fortalecermos nosso compromisso com a diversidade e a inclusão em todos os lugares”, diz o texto.

Paris proíbe manifestação prevista para ocorrer na Embaixada dos EUA por morte de Floyd

  Paris proíbe manifestação prevista para ocorrer na Embaixada dos EUA por morte de Floyd Paris proíbe manifestação prevista para ocorrer na Embaixada dos EUA por morte de FloydO departamento de polícia de Paris informou nesta sexta-feira que decidiu proibir as manifestações por causa dos riscos de desordem social e perigos para a saúde de grandes reuniões devido à pandemia do novo coronavírus.

Quais são as 10 séries mais aguardadas de 2019? No vídeo de hoje, conto 4 séries veteranas que ganham novas temporadas este ano e também 6 séries novas que

Já a Netflix investe pesado em originais há alguns anos – por isso, vem diminuindo o número de títulos de parceiros. Nesse espectro de clássicos, o HBO Go tem acervo mais rico Já o Disney + promete um acervo expressivo (pelo menos nos EUA ), com os títulos da Marvel , Pixar e a saga Star Wars.

A Marvel Entertainment, que pertence à Disney, também fez questão de se pronunciar. “Nós nos posicionamos contra o racismo. Nós nos posicionamos a favor da inclusão. Nós estamos com nossos funcionários e criadores negros, e com toda a comunidade negra. Nós devemos nos unir e nos manifestar”.

Foi seguida pela Hulu, plataforma de conteúdo adulto da Disney. “Nós apoiamos as vidas negras. Hoje e todos os dias. Vocês estão sendo vistos. Estão sendo ouvidos. E estamos com vocês”, escreveu o serviço de streaming no Twitter.

O presidente da Paramount, Jim Gianopulos, também se pronunciou, mas por meio de um e-mail direcionado aos funcionários, que foi revelado ao público pela imprensa americana. “Em meio a esta época incrivelmente difícil, saibam que estamos aqui para vocês e que permanecemos uma comunidade e uma empresa que está comprometida com a justiça racial e social”, escreveu o executivo.

______________________________________

Antuérpia retira estátua de polêmico rei belga, após protestos antirracistas .
A cidade belga da Antuérpia (norte do país) retirou, nesta terça-feira (9), uma estátua vandalizada do rei Leopoldo II, polêmico personagem do passado colonial do país, em meio à onda de protestos contra o racismo ao redor do mundo. "A estátua foi severamente vandalizada na semana passada e será restaurada pelo Museu de Escultura ao Ar Livre de Middelheim", anunciou o porta-voz do burgomestre da Antuérpia, Johan Vermant. A decisão surge após a"A estátua foi severamente vandalizada na semana passada e será restaurada pelo Museu de Escultura ao Ar Livre de Middelheim", anunciou o porta-voz do burgomestre da Antuérpia, Johan Vermant.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 5
Isto é interessante!