Mundo: O que está em jogo nas eleições europeias, que terminam neste domingo - - PressFrom - Brasil

MundoO que está em jogo nas eleições europeias, que terminam neste domingo

12:30  26 maio  2019
12:30  26 maio  2019 Fonte:   poder360.com.br

Socialistas de Sánchez ganham eleições europeias na Espanha

Socialistas de Sánchez ganham eleições europeias na Espanha Socialistas de Sánchez ganham eleições europeias na Espanha , um resultado que o presidente do governo tentará aproveitar para ganhar peso na Europa. Com 85% dos votos apurados, "o Partido Socialista dos Trabalhadores espanhóis ganhou as eleições europeias", proclamou a porta-voz da ex-executiva espanhola, Isabel Celaá. Os socialistas obtiveram 33% dos votos e 20 deputados dos 54 que a Espanha envia ao parlamento, muito à frente do conservador Partido Popular (20% dos votos, 12 assentos).

As eleições europeias deste domingo trouxeram alterações de peso na composição do Parlamento de Estrasburgo. A participação nas eleições para o Parlamento Europeu neste domingo (26) Grécia: O que está em jogo nestas eleições para gregos e europeus . Panfletos dos candidatos nas .

Eleições para Parlamento Europeu : quem são os ganhadores e perdedores e o que isso representa. Os eleitores já começaram a votar neste domingo (26) em 21 países da União Europeia para escolher os representantes do Parlamento Europeu , um órgão que ganha cada vez

O que está em jogo nas eleições europeias, que terminam neste domingo © Reprodução: Amio Cajander Eleitores dos 27 países-membros concluem, hoje (26.mai.2019), as votações para eleger os novos integrantes do Parlamento Europeu.

A maioria dos países membros da UE (União Europeia), como Alemanha, França, Itália, Portugal e Espanha vão às urnas nesta domingo (26.mai.2019). Escolhem os parlamentares que integrarão 1 novo ciclo no Parlamento Europeu. O pleito, que teve início na 5ª feira (23.mai), a começar pelos holandeses, encerra-se neste domingo.

As eleições ganham 1 novo contexto, a começar pela saída do Reino Unido da UE, o Brexit. Na 6ª feira (24.mai.2019), a primeira-ministra britânica, Thereza May, renunciou ao cargo. Deixa o posto em 7 de junho. A UE também acompanha, com cautela, a presença de eleitores no pleito. Em 2014, ano das eleições anteriores, apenas 42,61% dos cidadãos aptos para votarem compareceram ao pleito.

Partido do Brexit lidera eleições europeias no Reino Unido

Partido do Brexit lidera eleições europeias no Reino Unido O partido Brexit, fundado no início do ano por Nigel Farage, liderou no domingo, com 31,5% dos votos, o resultado das eleições europeias no Reino Unido, segundo os primeiros resultados parciais divulgados pela emissora pública da BBC. O Partido Conservador da primeira-ministra, Theresa May, sofreu um revés grave, com apenas 7,5% dos votos. "Parece que será uma grande vitória para o partido do Brexit, o que me satisfaz", disse Farage a jornalistas, quando os primeiros resultados da votação, que o Reino Unido organizou nesta quinta-feira, mas começou a contar somente na noite deste domingo, colocavam o partido na liderança.

O que está em jogo na eleição ? Eleitor entrega documento para votar em Montevidéu neste domingo (24). Em 2018, a taxa de homicídios no Uruguai chegou a 11,8 a cada 100 mil habitantes. É a primeira vez que o índice chegou a dois dígitos na história do país.

No Uruguai, o segundo turno das eleições presidenciais transcorre hoje (24) normalmente. Os candidatos são Danie. A votação termina às 19h30 e se espera que dados preliminares comecem a ser divulgados às 21h. À meia-noite, estima-se que a apuração já tenha sido concluída.

O Parlamento Europeu é responsável por atuar nos aspectos orçamentários e legislativos da UE. Também fiscaliza todas as pastas do bloco, além de eleger o presidente da Comissão Europeia. O pleito eleitoral do Parlamento é realizado a cada 5 anos por cidadãos dos 27 países-membro.

Após eleitos, os políticos são divididos de acordo com a orientação política. Aqueles que não declaram preferência são considerados “não-inscritos“.

As eleições deste ano estão sob o espectro da crise migratória, que ganhou força no continente europeu nos últimos anos. O problema deu forças a ascensão de partidos populistas guinados à direita. No momento, há consolidação de partidos de extrema-direita em países como Itália, França e Áustria, que podem conquistar assentos suficientes no Parlamento Europeu para aumentar a influência do grupo ENL (Europa das Nações e das Liberdades), composto por políticos nacionalistas e eurocéticos.

UE registra maior taxa de participação em eleições europeias em 20 anos

UE registra maior taxa de participação em eleições europeias em 20 anos A participação nas eleições para o Parlamento Europeu neste domingo (26) registrou sua maior taxa em 20 anos, segundo o porta-voz da instituição, Jaume Duch, que leva em conta todos os países do bloco, exceto o Reino Unido. Os resultados provisórios, baseados em estimativas, foram diversos: na Alemanha, os ecologistas dobraram em popularidade, enquanto os conservadores dominaram entre os eleitores gregos. "O número estimado de participação se aproxima agora de 51% para a UE, a mais alta em 20 anos", assegurou Jaume Duch. As eleições registraram em 2014 sua pior taxa, com 42,6%.

Bucareste, 24 Nov 2019 (AFP) - Os romenos votam neste domingo (24) no segundo turno das eleições presidenciais, em que o presidente pró- europeu Iohannis, de 60 anos, eleito presidente em 2014, venceu com grande vantagem o primeiro turno das eleições em 10 de novembro, com 38

Guia para acompanhar as eleições legislativas deste domingo na grande potência europeia . A nova legislatura deverá ser complicada para a chanceler, que certamente precisará governar com uma maioria mais exígua do que a atual e com os ultradireitistas instalados no Parlamento, possivelmente

Em relação ao Brexit, concluído o processo de saída do Reino Unido da UE, os 73 parlamentares que serão eleitos perderão as vagas –que serão redistribuídas entre os demais países.

Conjuntura econômica

A partir da eleição deste domingo, a União Europeia terá de se firmar em 1 cenário que inclui: a guerra comercial entre Estados Unidos e China. O conflito assusta economistas e analistas, que reduzem as estimativas de crescimento global, além da aproximação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com líderes europeus populistas.

Há também a consolidação da China no cenário internacional, apesar de órgãos financeiros estimarem uma redução do crescimento econômico chinês, que afeta, por consequência, o PIB (Produto Interno Bruto) global.

Vídeo: Theresa May deixará o cargo em junho (AFP)

Leia Mais

Extrema direita se impõe em eleições europeias na França.
O partido de extrema direita de Marine Le Pen se impôs neste domingo nas eleições europeias na França, à frente do partido centrista do presidente Emmanuel Macron, segundo quatro pesquisas. A lista Agrupação Nacional (ex-Frente Nacional, ultradireita) obteria entre 23% e 24,2% dos votos, à frente da Lista Renascimento - que inclui o partido de Macron, A República em Marcha (LREM) e outros grupos centristas - que conquistaria entre 21,9% e 22,5%. A grande surpresa foi protagonizada hoje pelo partido ambientalista de Yannick Jadot, ex-diretor do Greenpeace na França, que conquistou o terceiro lugar, com cerca de 12% dos votos, segundo as primeiras estimativas.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 0
Isto é interessante!