Mundo Biden deve divulgar proposta de assistência com objetivo de impulsionar economia dos EUA

21:12  21 julho  2020
21:12  21 julho  2020 Fonte:   reuters.com

Irã condena 3 pessoas à morte por protestos em 2019

  Irã condena 3 pessoas à morte por protestos em 2019 Manifestação foi motivada pelo racionamento de gasolina no paísO porta-voz do judiciário de Teerã, Gholamhossein Esmaili, anunciou a decisão sem identificar os nomes dos condenados.

. © Reuters/LEAH MILLIS .

Por James Oliphant

WASHINGTON (Reuters) - Como parte de seu programa para reavivar a economia norte-americana, afetada pelo coronavírus, o candidato presidencial democrata, Joe Biden, divulgará nesta terça-feira um abrangente plano de assistência a crianças e idosos, destinado a ajudar os norte-americanos em dificuldades a voltarem à força de trabalho.

O plano, que Biden detalhará em um evento de campanha em New Castle, Delaware, visa tornar o cuidado infantil mais acessível e disponível para as famílias e para que parentes idosos e entes queridos com deficiência recebam cuidados em casa ou serviços de cuidado comunitários.

Biden revela plano climático ambicioso para os EUA em oposição a Trump

  Biden revela plano climático ambicioso para os EUA em oposição a Trump O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, revelou nesta terça-feira um plano climático ambicioso para reformar o setor energético. A proposta de transição para a energia limpa foi anunciada durante um discurso em Wilmington, no momento em que Biden tenta se destacar de seu rival nas eleições de novembro, o presidente americano, Donald Trump. Para o ex-vice-presidente americano, a luta contra as mudanças climáticas será um fator de geração de empregos durante seu mandato. "Transformar o setor elétrico americano para produzir energia sem emissões de carbono será o maior estímulo para a criação de empregos e competitividade econômica do século XXI", apostou.

Biden enfrenta o presidente republicano Donald Trump nas eleições de 3 de novembro. O ex-vice-presidente lidera as pesquisas de intenção de voto nacionais.

Seu plano custaria 775 bilhões de dólares em uma década e iria ser pago por meio da reversão dos incentivos fiscais para investidores do mercado imobiliário e o endurecimento da aplicação do código tributário existente nos EUA.

Como primeiro passo, o plano enviaria ajuda federal aos governos estaduais e locais para manter os programas de assistência à infância e outros serviços públicos em operação.

Por fim, o plano iria buscar criar 3 milhões de empregos nos setores de saúde e educação, ao mesmo tempo em que aumentaria a força de trabalho geral em 5 milhões, permitindo às pessoas que cuidavam de crianças ou parentes que reingressem à força de trabalho.

(Por James Oliphant)

((Tradução Redação Brasília, 55 61 33296012)) REUTERS GP AC

A 100 dias das eleições americanas, Trump aposta na "maioria silenciosa" .
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez alarde sobre o apoio à sua campanha de reeleição neste domingo, a 100 dias para as eleições nas quais ele espera que uma "maioria silenciosa" lhe dê a vitória. O republicano de 74 anos tem lutado em várias frentes e enfrentado críticas crescentes ao lidar com a pandemia de coronavírus e suas consequências econômicas. Trump aparece atrás nas pesquisas contra seu oponente democrata, Joe Biden. As pesquisas divulgadas neste domingo mostraram um enfraquecimento de seu apoio em três estados-chave para vencer a eleição.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!