Mundo Gigantes de tecnologia vão às compras apesar de investigações

21:58  27 julho  2020
21:58  27 julho  2020 Fonte:   bloomberg.com

Gigantes da tecnologia se preparam para defesa no Congresso americano

  Gigantes da tecnologia se preparam para defesa no Congresso americano Os CEOs de quatro gigantes do setor de tecnologia dos Estados Unidos, Facebook, Google, Amazon e Apple, comparecem nesta quarta-feira (29) a uma comissão do Congresso dos Estados Unidos que investiga se as empresas abusam de posição dominante no mercado. Mark Zuckerberg (Facebook), Jeff Bezos (Amazon), Sundar Pichai (Alphabet, matriz do Google) e Tim Cook (Apple) responderão as perguntas do Comitê Judicial da Câmara de Representantes por videoconferência devido à pandemia do coronavírus. Em comentários divulgados na terça-feira, Zuckerberg e Bezos destacaram que pretendem defender o sucesso de suas empresas em um mundo de grande concorrência.

(Bloomberg) -- As maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos foram às compras neste ano, apesar do intenso escrutínio de reguladores da concorrência e críticos, segundo os quais essas gigantes aumentaram seu poder adquirindo rivais novatas.

O número de aquisições pelas cinco maiores empresas - Amazon.com, Apple, Google, da Alphabet, Facebook e Microsoft - até junho ocorreu no ritmo mais rápido desde 2015, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Wall St sobe com impulso de tecnologia compensando tensões EUA-China

  Wall St sobe com impulso de tecnologia compensando tensões EUA-China Wall St sobe com impulso de tecnologia compensando tensões EUA-China(Reuters) - As ações norte-americanas operavam em alta nesta quarta-feira devido ao salto das ações de tecnologia, juntamente com o otimismo em relação a outra rodada de estímulo à economia afetada pelo coronavírus, o que ofuscava as preocupações com o aumento das tensões entre os Estados Unidos e a China.

Os acordos de tecnologia foram acelerados mesmo diante da maior vigilância antitruste sob o governo Trump. Autoridades federais estão investigando Google, Facebook, Apple e Amazon por violações antitruste, e o Departamento de Justiça dos EUA, sob o procurador-geral Willliam Barr, deve abrir um processo sobre monopolização contra o Google nas próximas semanas. Google e Facebook também enfrentam investigações de procuradores-gerais estaduais.

Um painel da Câmara dos Deputados dos EUA também conduz uma investigação sobre o estado da concorrência no setor de tecnologia, e os CEOs da Amazon, Facebook, Google e Apple devem prestar depoimento em audiência virtual na quarta-feira.

Até 30 de junho, as cinco empresas anunciaram 27 acordos, segundo dados compilados pela Bloomberg, um aumento de 29% em relação ao mesmo período do ano passado, quando fecharam 21 negócios.

Gigantes de tecnologia se preparam para ‘hora da verdade’ no Congresso dos EUA

  Gigantes de tecnologia se preparam para ‘hora da verdade’ no Congresso dos EUA Após um ano de investigações, presidentes executivos de Amazon, Apple, Facebook e Google vão ter de depor frente a políticos nesta quarta-feiraOs capitães de quatro das cinco maiores empresas americanas da atualidade (falta apenas a Microsoft, que não faz parte das investigações) vão aparecer juntos pela primeira vez no Congresso para justificar suas práticas de negócios. Segundo os membros do comitê antitruste da Câmara dos Deputados americana, as empresas usaram seu poder para afetar rivais e causar danos aos consumidores.

A aceleração dos acordos no setor de tecnologia pode dar munição a economistas, advogados e congressistas que alertam que as empresas de tecnologia usaram seu capital abundante para obter vantagem sobre concorrentes e aumentar as já altas participações de mercado.

“Até que exista alguma fiscalização nessa área, as empresas provavelmente acharão que podem se livrar e, se puderem, provavelmente tentarão”, disse o professor de direito da Universidade de Nova York, Scott Hemphill.

Uma preocupação ainda maior é que gigantes de tecnologia estejam potencialmente sufocando a concorrência adquirindo empresas que, embora pequenas, possam um dia emergir como rivais fortes. Afinal, todas as gigantes da tecnologia já foram startups.

As transações deste ano incluem a compra da Giphy, uma biblioteca de videoclipes e imagens animadas, por US$ 400 milhões pelo Facebook; a oferta pendente da Amazon para startup de veículos autônomos Zoox; e a aquisição do aplicativo climático Dark Sky pela Apple. Os valores não foram divulgados na maioria dos casos, tornando impossível saber com precisão quanto dinheiro as empresas estão gastando. A Amazon, por exemplo, concordou em pagar mais de US$ 1 bilhão pela Zoox, de acordo com o The Information, mas não divulgou os termos aos investidores.

A Amazon disse que seu volume de acordos como porcentagem da receita é baixo comparado ao de muitas outras empresas e destacou que está expandindo os negócios principalmente internamente, e não por meio de aquisições. Porta-vozes das outras empresas não quiseram comentar.

Shopping Spree © Bloomberg Shopping Spree

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2020 Bloomberg L.P.

CEOs de grandes empresas de tecnologia se preparam para se defender no Congresso dos EUA .
CEOs de grandes empresas de tecnologia se preparam para se defender no Congresso dos EUAWASHINGTON (Reuters) - Os principais executivos de quatro das maiores empresas de tecnologia dos Estados Unidos planejam se esquivar de críticas em uma audiência no Congresso na próxima semana sobre o uso do poder de mercado que detêm para prejudicar rivais, dizendo que eles próprios enfrentam concorrência e refutando alegações de que são tão dominantes.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!