Mundo Pfizer e BioNTech fecham acordo para vacina contra covid-19 ao Canadá

20:11  05 agosto  2020
20:11  05 agosto  2020 Fonte:   noticiasaominuto.com.br

Vacina teuto-americana contra coronavírus entra em fase final de testes

  Vacina teuto-americana contra coronavírus entra em fase final de testes Estudos com participação de 30 mil voluntários serão realizados em 120 centros de estudo em todo o mundo, incluindo o Brasil. Caso seja bem-sucedida, a vacina será submetida à aprovação regulatória já em outubro. © picture-alliance/dpa/F. Hoemann Alemã Biontech desenvolve vacina em conjunto com Pfizer americana A empresa alemã de biotecnologia BioNTech e a farmacêutica americana Pfizer receberam permissão das autoridades dos Estados Unidos nesta terça-feira (28/07) para iniciar a fase final de testes de uma vacina contra a covid-19.

A Pfizer e BioNTech reforçaram que planejam fabricar 100 milhões de doses da vacina em estudo até o final de 2020 © Getty A Pfizer e BioNTech reforçaram que planejam fabricar 100 milhões de doses da vacina em estudo até o final de 2020

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram nesta quarta-feira, 5, um acordo para fornecimento ao Canadá da vacina contra a covid-19, ainda em processo de desenvolvimento pelas empresas, ao longo de 2021. O valor do contrato e a quantidade de doses acordada, contudo, não foram divulgados.

Em nota enviada à imprensa, Pfizer e BioNTech reforçaram que planejam fabricar 100 milhões de doses da vacina em estudo até o final de 2020 e aproximadamente 1,3 bilhão de doses até o final de 2021.

Os Estados Unidos já acordaram a compra de 100 milhões de doses, o que, na prática, significa a transferência de todas a doses previstas para 2020 ao governo americano.

O Japão, recentemente, também fechou um acordo com as farmacêuticas para fornecimento da futura vacina ao longo de 2021, mas, como no caso do Canadá, os detalhes do contrato não foram divulgados, após a repercussão negativa do contrato firmado junto aos Estados Unidos.

Vacina russa desperta mais desconfiança que otimismo entre os cientistas .
Falta de transparência dos resultados da vacina, registrada nesta terça-feira, deixam dúvidas sobre sua eficácia . © Wilton Junior/Estadão No caso de imunizantes em teste para a covid, pesquisadores estimam que eles possam estar licenciados menos de seis meses após o início da fase 3. O Ministério da Saúde da Rússia informa que as pesquisas estão na fase 3, a última e mais importante das etapas de produção de uma vacina, mas não divulgou estudos em nenhuma revista científica sobre os resultados e a duração e os detalhes das fases anteriores.

usr: 1
Isto é interessante!