Mundo Argentina e México vão produzir possível vacina de Oxford contra Covid-19

04:06  13 agosto  2020
04:06  13 agosto  2020 Fonte:   reuters.com

O que aprendi como voluntário de vacina de Oxford

  O que aprendi como voluntário de vacina de Oxford Um dos voluntários de um dos testes clínicos mais avanaçados de vacina contra a covid-19, o da Universidade de Oxford, conta como tem sido experiência de participar do estudo.Estou na sala de espera de um hospital e minha respiração deixa meus óculos embaçados por causa da máscara de proteção. Minutos antes, corri pela rua em um dia muito úmido para evitar chegar atrasado para o compromisso. Médicos e enfermeiros me deixaram para trás com seus passos apressados — ​​e isso me fez notar que minha condição física não é lá essas coisas.

Substância ativa será produzida na Argentina e etapa final e distribuição ficarão a cargo do México ; intenção é de que vacinação Imagem retirada de vídeo mostra voluntário recebendo injeção durante teste de vacina experimental de Covid - 19 realizado pela Universidade de Oxford , em 25 de abril

Vacina de Oxford contra a Covid - 19 produz resposta imunitária - Продолжительность: 1:11 euronews (em português) 3 549 просмотров. Constantino comenta a TRETA de Aras contra a LAVA JATO - Продолжительность: 27:53 Pânico Jovem Pan Recommended for you.

Presidente da Argentina, Alberto Fernández © Reuters/POOL Presidente da Argentina, Alberto Fernández

BUENOS AIRES (Reuters) - O presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse que a potencial vacina contra o coronavírus desenvolvida na Universidade de Oxford será fabricada no país e no México.

Depois de uma reunião com representantes da farmacêutica AstraZeneca, que tem um acordo com Oxford, e da empresa de biotecnologia mAbxience, do Grupo INSUD, Fernández afirmou que serão produzidas inicialmente 150 milhões de doses da possível vacina contra a Covid-19.

Governo assina acordo bilionário para fabricação de vacina de Oxford

  Governo assina acordo bilionário para fabricação de vacina de Oxford O governo assinou, nesta quinta-feira (6), uma medida provisória que libera R$ 1,9 bilhão de crédito para a fabricação de 100 milhões de doses da vacina de Oxford.A aprovação desse crédito segue agora para análise do Congresso Nacional, que terá até 120 dias para aprová-lo. Se tudo correr bem e a eficácia da vacina realmente ficar provada,  a expectativa é iniciar uma campanha de vacinação contra a covid-19 em 2021, priorizando profissionais de saúde e pessoas com comorbidades.

A vacina experimental para a Covid - 19 (ChAdOx1 nCoV-19), desenvolvida por cientistas da Universidade de Oxford em conjunto com a farmacêutica Astrazeneca, passou a uma nova fase de ensaios clínicos. Na primeira etapa de testes com humanos, em que participaram

O Brasil está perto de assinar um acordo para produzir aqui a vacina que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford , na Inglaterra. Covid - 19 I Quanto falta para ter uma vacina ? - Продолжительность: 3:47 Brasil de Fato 17 264 просмотра.

"A produção latino-americana vai estar nas mãos da Argentina e do México, e isso vai permitir o acesso oportuno e eficiente para todos os países da região", explicou Fernández.

O laboratório AstraZeneca, que está presente há anos na Argentina, firmou um acordo com a fundação do bilionário Carlos Slim para a produção da vacina. A entrega é prevista para a partir da primeira metade de 2021 em função dos resultados dos estudos da Fase 3 de testes e das aprovações regulatórias.

O Brasil também firmou acordo com a AstraZeneca para produção da vacina no país.

(Reportagem de Eliana Raszewski)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; 55 21 2223-7128))

REUTERS PF

Rússia diz que negocia produção em massa da vacina com o Brasil e que imunidade pode durar 2 anos .
Índia, Coreia do Sul e Cuba também estão em conversas com o Instituto Gamaleya, que desenvolveu a vacina SputnikV

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!