Mundo Halep e Pliskova vencem e fazem final em Roma; argentino pega Djokovic na decisão

04:05  21 setembro  2020
04:05  21 setembro  2020 Fonte:   estadao.com.br

CBDA divulga avanços na gestão e acredita que pode lutar por verbas

  CBDA divulga avanços na gestão e acredita que pode lutar por verbas Gestão comandada por Luiz Fernando Coelho fez balanço de um ano e destacou aumento de nota dada no quesito governança pelo COB. 'Temos como garantir que somos austeros'O presidente Luiz Fernando Coelho destacou os objetivos de equilibrar financeiramente a entidade, parar de produzir dívidas e organizar a casa. Um ano depois, ele acredita que a missão foi cumprida.

Pela terceira vez em sua carreira, Halep avança à final em Roma . Derrotada em 2017 e em 2018, a romena de 28 anos segue em busca do título inédito no Foro No ano passado, a romena perdeu ainda na segunda rodada em Roma e agora já garantiu 585 pontos e pode fazer 900 se for campeã.

Pela terceira vez em sua carreira, Halep avança à final em Roma . Derrotada em 2017 e em 2018, a romena de 28 anos segue em busca do título inédito no Foro No ano passado, a romena perdeu ainda na segunda rodada em Roma e agora já garantiu 585 pontos e pode fazer 900 se for campeã.

As duas maiores favoritas ao título chegaram à final do Torneio de Roma. Neste domingo, a romena Simona Halep, atual número 2 do mundo, e a checa Karolina Pliskova, quarta colocada do ranking da WTA, venceram seus jogos pelas semifinais e lutarão nesta segunda-feira pela taça da competição que é disputada em quadras de saibro na capital da Itália e só perde em premiação para os quatro Grand Slams do circuito profissional.

Pela terceira vez em sua carreira, Halep avança à final em Roma. Derrotada em 2017 e em 2018, a romena de 28 anos segue em busca do título inédito no Foro Itálico. Neste domingo, venceu um duelo de ex-líderes do ranking da WTA contra a espanhola Garbiñe Muguruza, atual 17.ª colocada, por 2 sets a 1 - com parciais de 6/3, 4/6 e 6/4, em 2 horas e 17 minutos.

Stefani vence mais uma e vai à semifinal das duplas no Torneio de Roma

  Stefani vence mais uma e vai à semifinal das duplas no Torneio de Roma Tenista brasileira e a americana Hayley Carter venceram a checa Lucie Hradecka e a eslovena Andreja Klepac por 2 sets a 1 , com parciais de 6/7 (7/5), 6/4 e 10/8, em 1h42min. Hradecka já foi número cinco do mundo. Com o resultado, a brasileira alcançou a semifinal da competição, de nível Premier no calendário da WTA. Trata-se do seu melhor resultado num evento desta categoria, logo abaixo dos Grand Slams. Até então sua melhor posição tinha sido as quartas de final em Dubai, em fevereiro. "Descreveria este jogo como uma briga de gato e rato, muitos altos e baixos para os dois lados.

Depois que Halep venceu o primeiro set, Pliskova parecia melhor no segundo. Ela tinha acabado de ganhar o primeiro game quando se dirigiu à romena para anunciar que não poderia continuar. A número dois do ranking, que havia mostrado estar em forma em Roma

Com apenas 32 minutos de jogo na final , Simona Halep garantiu o título do WTA de Roma nesta segunda-feira. Diante da tcheca Karolina Pliskova (4ª do ranking), a romena dominou o primeiro set e contou com a desistência da adversária, que já entrou no confronto sentindo uma lesão na coxa

"Mentalmente estou um pouco melhor que nos últimos anos, mas será um jogo duro. Mas agora estou mais madura. Então espero estar melhor amanhã (segunda-feira) e vencer", disse Halep em sua entrevista coletiva, que ainda brincou com o fato de ter perdido duas finais para a ucraniana Elina Svitolina em Roma. "Graças a Deus eu não vou jogar com a Svitolina porque já perdi duas vezes para ela aqui. Quero muito ganhar este título, mas é sempre difícil", acrescentou.

Sua rival na final é justamente a atual campeã. Pliskova passou nas semifinais pela compatriota Marketa Vondrousova, 19.ª do ranking, por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/4, em 1 hora e 22 minutos. Vencedora de 16 torneios da WTA, a checa disputará a 29.ª final de sua carreira no circuito profissional. Este ano já foi campeã em Brisbane, na Austrália.

Djokovic e Nadal vencem e avançam às quartas em Roma; Bruno Soares cai nas duplas

  Djokovic e Nadal vencem e avançam às quartas em Roma; Bruno Soares cai nas duplas Número 1 do mundo derrotou o compatriota e amigo Filip Krajinovic por 2 sets a 0Mesmo sem mostrar um grande tênis, Djokovic ganhou por 2 sets a 0 - com parciais de 7/6 (9/7) e 6/3, em 2 horas e 9 minutos de confronto. O próximo obstáculo no caminho do sérvio será o alemão Dominik Koepfer, que veio do qualifying e fez mais uma vítima nesta sexta-feira ao bater o italiano Lorenzo Musetti também em sets direitos (6/4 e 6/0). Antes, havia derrotado o australiano Alex de Minaur e o francês Gael Monfils.

Roma (Itália). Não foi a final que se esperava. A vice-líder do ranking vencia por 6/0 2/1 em apenas 32 minutos quando a rival optou por abandonar. É o 22º título da carreira de Halep que soma seu terceiro troféu seguido, segundo após a quarentena onde venceu também em Praga, na República

Esta segunda-feira, em Roma , Novak Djokovic vai procurar um inédito 36.º título da categoria Masters 1000. Nas meias-finais dos Internazionali BNL d'Italia, frente a Christian Na final , a romena defronta a campeã em título, Karolina Pliskova (4.ª), vencedora de Marketa Vondrousova (19.ª), por 6-2, 6-4.

Mesmo que não consiga defender o título, Pliskova vai manter os 900 pontos conquistados no ano passado. Isso porque a WTA modificou o cálculo do ranking e irá considerar os 16 melhores resultados em 22 meses, entre março de 2019 e dezembro de 2020. Como esse período compreende duas edições do torneio, apenas a melhor campanha é levada em consideração.

Por sua vez, Halep tem boas chances de reduzir a diferença para a atual número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty. No ano passado, a romena perdeu ainda na segunda rodada em Roma e agora já garantiu 585 pontos e pode fazer 900 se for campeã. Vale destacar que Barty é a atual campeã de Roland Garros e não vai disputar o Grand Slam francês, que começará no próximo domingo. Ainda assim, a australiana mantém seus 2 mil pontos obtidos na última temporada.

MASCULINO

Um dia depois de eliminar o espanhol Rafael Nadal nas quartas de final, o argentino Diego Schwartzman conseguiu outro grande resultado no Masters 1000 de Roma. O tenista sul-americano venceu uma batalha de 3 horas e 15 minutos contra o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 5/7 e 7/6 (7/4) - para chegar à final da competição.

Aos 28 anos, Schwartzman chega pela primeira vez a uma final de Masters 1000. No ano passado, ele havia sido semifinalista em Roma. Atual número 15 do mundo, tem a chance de chegar ao Top 10 se for campeão.

Mas o adversário de Schwartzman na decisão é o sérvio Novak Djokovic, o número 1 do mundo, que mais cedo havia batido o norueguês Casper Ruud. O líder do ranking da ATP venceu todos os quatro duelos anteriores entre eles.

Hélio Meirelles e Robson Caetano anunciam propostas para o COB .
Presidente da Confederação de Pentatlo Moderno e medalhista olímpico no atletismo lideram a chapa Vem Ser. Dupla fala em 'transparência e participação' como pilaresA dupla afirma que a chapa terá como pilares "transparência total e participação de todos os setores do esporte olímpico do Brasil".

usr: 0
Isto é interessante!