Mundo Trump registrou sua marca em Cuba em 2008 para construir hotéis

03:10  23 setembro  2020
03:10  23 setembro  2020 Fonte:   msn.com

Caribe: 5 resorts perfeitos para viagens em família

  Caribe: 5 resorts perfeitos para viagens em família Caribe: 5 resorts perfeitos para viagens em família - Estrutura na praia, complexo de piscinas, espaços dedicados às crianças, monitores de plantão, bares, restaurantes e atividades ao ar livre. Esses são alguns dos serviços inclusos nas diárias de resorts do Caribe. Espalhadas por destinos como México, República Dominicana e Curaçao, os hotéis são per . 1/34 SLIDES © James Willamor on Visual Hunt / CC BY-SA As Ilhas de Turks e Caicos ficam no arco das Antilhas, na região de Cuba e da República Dominicana.

Se inscreva neste canal e ative o sino para receber notícias do Brasil e do Mundo. Curta , comente , compartilhe e ajude no crescimento deste canal. Assista aos nossos vídeos anteriores. Seja um Colaborador e envie o seu vídeo : Seja um Patrocinador ou divulge a sua marca

♥ RECURSOS PARA TE AJUDAR: ▶ Se quiser conquistar clientes e aumentar seu faturamento usando o instagram, assista ao Curso ▶ Pare de reclamar que não tem tempo investindo em método de organização e produtividade. Para isso criei um Planner com uma aula passo a passo de como

O presidente dos EUA, Donald Trump, fala com a imprensa ao deixar a Casa Branca em Washington, DC, em 22 de setembro de 2020 © SAUL LOEB O presidente dos EUA, Donald Trump, fala com a imprensa ao deixar a Casa Branca em Washington, DC, em 22 de setembro de 2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, registrou sua marca em Cuba em 2008 para construir hotéis, cassinos e campos de golfe. É o que afirmou a imprensa local de Miami nesta terça-feira (22), que identificou documentos disponíveis online de um departamento estatal cubano.

O presidente, que baseia sua campanha eleitoral pela reeleição na Flórida em um duro discurso anti-socialista, registrou a marca "Trump" em Cuba para dezenas de empresas e serviços vinculados ao mercado imobiliário, hotéis, restaurantes e eventos esportivos e de beleza, apurou o jornal Miami Herald.

'Fúria', novo livro de Bob Woodward, traz um jornalista e um presidente de universos diferentes

  'Fúria', novo livro de Bob Woodward, traz um jornalista e um presidente de universos diferentes Livro revela cartas entre Trump e Kim Jong-un e mostra que presidente sabia da gravidade da covid-19 quando ainda a minimizava em públicoNeste ponto, em meio ao entusiasmo por livros sobre a Casa Branca de Donald Trump – após o relatório Mueller, um processo de impeachment, e agora a pandemia do coronavírus - que outra revelação sobre o presidente poderia ser realmente uma surpresa? Saber que ele detesta dinheiro e sonha em se aposentar e ter uma vida mais contemplativa, como a de um monge?

O público precisa confiar em você, conquistar essa audiência é o passo principal, mas para isso você deve saber como cativar o público-alvo. Comenta aqui embaixo, respondendo: + Dessas 4 DICAS o que você está fazendo para construir sua autoridade?

Está precisando desenvolver um projeto de Identidade Visual, mas não sabe ainda como funciona? Vamos mostrar como podemos criar a sua marca em 5 passos.

Uma pesquisa no site do Gabinete Cubano de Propriedade Industrial mostra, na guia "Marcas", o pedido de registro em nome de Donald J. Trump no endereço de Nova York da Trump Organization. A solicitação foi realizada em 2008 e aprovada em 2010. Ela expirou em 2018, dois anos após Trump ter conquistado a presidência.

Segundo o Herald, o magnata do mercado imobiliário não violou o embargo que Washington impõe a Havana, mas em 1999 havia garantido em um discurso perante a Fundação Nacional Cubano-Americana que não faria negócios com Cuba enquanto Fidel Castro ou seus seguidores estivessem no poder.

Ao falar de negócios que lhe foram oferecidos na ilha comunista, disse na época: "Eu os rejeitei, argumentando que irei quando Cuba for livre". E adicionou: "investir dinheiro em Cuba agora não vai para o povo cubano. Vai para o bolso de Fidel Castro".

Donald Trump diz que indicará sucessor de Ginsburg “sem demora”

  Donald Trump diz que indicará sucessor de Ginsburg “sem demora” Pode escolher 1 conservador. Para substituir juíza que morreu 6ª“Fomos colocados nesta posição de poder e importância para tomar decisões para as pessoas que nos orgulharam com seu voto, e a escolha dos juízes da Suprema Corte dos Estados Unidos é considerada como uma das mais importantes”, disse Trump, pelo Twitter. “Temos esta obrigação, sem demora!”.

Neste vídeo ensino as 6 ações mais importantes para você criar a sua Marca na Internet e conquistar seguidores e audiência constante

Uma para cada tipo de necessidade. Nesse vídeo, Carlos Sampaio fala sobre a reserva de emergência, que deve ser construída e utilizada apenas em Além disso, no vídeo fica claro também qual a melhor opção de investimento para construir sua reserva de emergência, um que tenha

O presidente anterior, Barack Obama, havia iniciado uma reaproximação comercial e diplomática com Cuba que culminou com uma visita à ilha em 2016, o que foi interpretado como uma traição por cubanos anticastristas na Flórida.

Desde que assumiu o cargo, Trump endureceu a postura de Washington contra a ilha, o que lhe rendeu o apoio incondicional da comunidade cubano-americana, importante grupo eleitoral que pode definir o voto no estado.

Em resposta à reportagem do Herald, o candidato democrata à presidência, Joe Biden, afirmou em nota que "é claro que o presidente Trump não se preocupa com a liberdade do povo cubano, ele só tem interesse em si mesmo, mesmo que isso signifique fazer negócios com os Castro".

A noção de que uma vitória de Biden levaria o país por um caminho socialista é um dos principais argumentos da campanha de Trump para atrair o voto dos latinos na Flórida.

lm/lp/ic/am

A 40 dias da eleição, piores cenários preveem risco de 'apocalipse eleitoral' nos EUA .
Atraso nos resultados, dúvidas sobre transferência pacífica no poder, alta taxa de recusa de cédulas ameaçam a democracia americana.Os piores cenários projetados tanto na imprensa dos Estados Unidos quanto por parte dos próprios eleitores incluem atraso e incerteza no resultado, judicialização da eleição, candidatos que não reconhecem a derrota, ou que reivindicam vitória sem ter vencido e o risco de que tudo isso degringole em conflitos entre os próprios cidadãos do país em uma versão mais violenta dos confrontos vistos até agora entre apoiadores do presidente Donald Trump e manifestantes por justiça racial.

usr: 0
Isto é interessante!