Mundo Mesmo com menos testes, Itália bate recorde de casos de Covid-19

19:41  18 outubro  2020
19:41  18 outubro  2020 Fonte:   ansabrasil.com.br

OMS relata aumento diário recorde de casos do novo coronavírus

  OMS relata aumento diário recorde de casos do novo coronavírus Só a Europa notificou quase 100 mil novas infecçõesA Europa relatou 96.996 casos novos, o maior total da região já registrado pela OMS. As mortes globais aumentaram 5.514 e chegaram a 1,05 milhão.

(ANSA) - A Itália voltou a bater um recorde no número de contágios pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) neste domingo (18). Segundo o boletim do Ministério da Saúde, foram 11.705 casos confirmados em 24 horas - mesmo com a realização de 20 mil testes a menos do que no sábado (17).

Desde quarta-feira (14), o país vem batendo recordes diários de contaminações, tendo 7.332 naquele dia; 8.804 no dia 15; 10.010 no dia 16; e 10.925 no dia 17 de outubro. Antes dessa nova onda, o pico de casos diários havia sido contabilizado em 21 de março, quando foram 6.557 diagnósticos positivos.

A maior quantidade de notificações veio da Lombardia - com 2.974 novos casos - e outras três regiões passaram de mil contaminações em um dia: Campânia (1.376), Lazio (1.198) e Piemonte (1.123). Com isso, a Itália contabiliza 414.241 diagnósticos positivos para a Covid-19 desde fevereiro deste ano.

França bate novo recorde de casos de Covid-19 em meio a alta de casos na Europa

  França bate novo recorde de casos de Covid-19 em meio a alta de casos na Europa O número de novos casos de Covid-19 na França bateu um novo recorde neste sábado (10), com cerca de 27 mil diagnósticos positivos em 24 horas, de acordo com dados divulgados neste domingo (11) pela Agência de Saúde Pública do país. No total, 1.456 pacientes estão hospitalizados nas unidades de terapia intensiva, a maior alta registrada desde maio, após o confinamento. No auge da epidemia, no início de abril, mais de 7.000 pacientes estavam hospitalizados nas unidades de terapia intensiva dos hospitais públicos franceses. Esse número caiu bastante até o final de julho, e em seguida se manteve estável entre 350 e 400 pacientes até o final de agosto.

O número de casos ativos, que descarta as curas e os óbitos, aumentou 8% na comparação com o sábado, sendo 9.302 em números totais. Ao todo, são 126.237 pessoas que lutam contra o novo coronavírus na Itália atualmente - o maior número de toda a crise sanitária.

Destes, 118.356 estão em isolamento domiciliar, 750 em unidades de terapias intensiva (UTIs) - 45 a mais do que no sábado - e 7.131 internados em outros departamentos hospitalares - 514 a mais do que ontem.

O maior incremento no número de pacientes em UTI ocorreu na Lombardia, com uma alta de 14 pacientes em apenas 24 horas. "Aumentam as internações nas UTIs e estão em constante crescimento os casos positivos. A situação na Lombardia está crítica, mas em particular, em Milão e na cidade metropolitana.

Precisamos da ajuda dos cidadãos para parar a disseminação do vírus", disse o diretor-geral da Agência de Tutela da Saúde (ATS) de Milão, Walter Bergamaschi.

No mesmo período, foram registradas 69 óbitos - 22 a mais do que ontem. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos sete dias passou de 48 para 54 vítimas.

Neste domingo, o governo italiano irá anunciar uma série de novas restrições para tentar conter o avanço da segunda onda do coronavírus no país, que devem incluir determinações que atingem o setor de bares e restaurantes. (ANSA).

Chuva encurta a etapa 19 do Giro da Itália. Diferença de 3s separa o Top3 .
Com a fuga vencendo com o tcheco Cesny (e direito a fim de jejum da equipe CCC) líderes chegam em bloco e a decisão fica para hoje. Kelderman, Hindley e Geoghegan na brigaOs cliclistas que brigam pelo título formaram um pelotão que não forçou nada e chegou 12min dos vencedores. Com isso, não ocorreu alteração nos primeiros lugares.

usr: 1
Isto é interessante!