Mundo Chefe do FMI diz que ação "muito mais decisiva" é necessária para lidar com problema de dívida

19:41  18 outubro  2020
19:41  18 outubro  2020 Fonte:   reuters.com

'Amazônia é como a bolsa de valores: dependendo do sinal do governo, os crimes ambientais aumentam', diz procurador da força-tarefa

  'Amazônia é como a bolsa de valores: dependendo do sinal do governo, os crimes ambientais aumentam', diz procurador da força-tarefa Em entrevista à BBC News Brasil, o procurador Daniel Azeredo, membro da Força-Tarefa Amazônia, falou sobre o perfil dos desmatadores da floresta, garimpo em terras indígenas e a política ambiental do governo Jair Bolsonaro. Azeredo é um dos 12 procuradores que pediram o afastamento do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Pedimos a condenação dele por improbidade administrativa e seu afastamento do cargo.Nessa ação, narramos como suas ações e seus discursos incentivaram o aumento do cometimento de crime.

WASHINGTON (Reuters) - A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu neste domingo medidas significativas para lidar com o peso da dívida cada vez mais insustentável de alguns países, exortando credores e devedores a iniciar os processos de reestruturação quanto antes.

A diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, disse em um evento online organizado pelo grupo G30 de ex-formuladores de políticas e acadêmicos que uma extensão de seis meses do congelamento dos pagamentos bilaterais oficiais acertado pelo Grupo das 20 principais economias na semana passada ajudaria, mas disse que medidas mais urgentes são necessárias.

"Estamos ganhando tempo, mas temos que enfrentar a realidade de que há ações muito mais decisivas pela frente", disse ela, instando credores e devedores a começar a reestruturar sem demora níveis de dívida insustentáveis de alguns países.

(Por Andrea Shalal)

O (quase) consenso da maconha .
Parlamentares de esquerda e direita se unem a militantes e pesquisadores pela aprovação do uso medicinal da cannabisO evento foi organizado pela Green Hub, uma consultoria e aceleradora de startups que atua no mercado da cannabis. Entre os palestrantes, além do ex-presidente, estavam o cientista Stevens Rehen, referência na pesquisa com cannabis, o advogado Emílio Figueiredo, responsável por importantes conquistas jurídicas para os defensores do uso medicinal da planta, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP), entre outros.

usr: 1
Isto é interessante!