Mundo Espanha se prepara para declarar estado de emergência que permita toques de recolher

23:05  24 outubro  2020
23:05  24 outubro  2020 Fonte:   msn.com

Covid-19: toque de recolher na França pode se estender até final de dezembro, anuncia premiê

  Covid-19: toque de recolher na França pode se estender até final de dezembro, anuncia premiê Em sequência ao anúncio do presidente francês, Emmanuel Macron, nesta quarta-feira (14) sobre o toque de recolher imposto à grande região parisiense e a oito cidades do país, o primeiro-ministro Jean Castex relevou mais informações sobre as novas medidas para conter a segunda onda de contaminações na França, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (15). Após expor um panorama do agravamento dos casos de contaminação e de internações pela Covid-19, Castex ratificou a informação dada na véspera por Macron sobre a urgência e a obrigatoridade de bloquear a circulação de pessoas e fechar locais públicos entre 21h e 6h a partir da meia-noite da próxima sexta-feira (1

A Espanha se prepara para declarar um novo estado de emergência a nível nacional para permitir a imposição de toques de recolher, depois que várias regiões pressionaram neste sábado (24) por uma ação do governo central para impedir o aumento dos casos de covid-19.

Uma mulher passa em frente a um hotel fechado em Madri, 16 de outubro de 2020 © Gabriel Bouys Uma mulher passa em frente a um hotel fechado em Madri, 16 de outubro de 2020

Diante dos crescentes pedidos de um ambiente legal que permita às autoridades regionais impor restrições mais rigorosas, o gabinete do presidente Pedro Sánchez realizará uma reunião especial às 10h do horário local (06h de Brasília) no domingo para debater o assunto.

Maioria dos franceses é favorável ao toque de recolher contra a Covid-19

  Maioria dos franceses é favorável ao toque de recolher contra a Covid-19 O toque de recolher para frear a propagação da Covid-19 entra em vigor à meia-noite desta sexta-feira (16) na região metropolitana de Paris e em mais oito cidades da França. Uma pesquisa de opinião indica que 64% dos franceses são favoráveis à medida, mas o governo está na berlinda. O tema está estampado na capa dos jornais de todo o país. Vinte milhões de franceses - quase um terço da população - serão afetados pela medida. Le Monde informa que o governo foi obrigado a decretar o toque de recolher porque a maioria dos canais de contaminação não é detectada no país.

Os ministros “devem estudar as condições para um novo estado de emergência”, disse um comunicado do governo, indicando que tal proposta foi “bem recebida pela maioria das comunidades autônomas da Espanha, que a solicitaram”.

Poucos dias depois que a Espanha ultrapassou um milhão de casos de covid-19, as autoridades regionais, que têm autonomia em questões de saúde, acentuaram a pressão sobre o governo para ter o poder de impor toques de recolher, como os já aplicados em vários países europeus.

Até agora, nove das 17 comunidades autônomas espanholas solicitaram formalmente esta medida.

Na capital, o estado de emergência, que o governo central decretou há duas semanas para permitir o fechamento de seu perímetro, chega ao fim neste sábado às 16h47 (11h47 de Brasília).

Fórum dos Leitores

  Fórum dos Leitores Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. PauloMesmice

Depois disso, novas restrições decididas pelas autoridades de Madri entrarão em vigor. Assim, serão proibidas todas as reuniões, públicas ou privadas, entre pessoas que não dividem uma residência entre a meia-noite e as seis da manhã.

Os bares e restaurantes terão que fechar à meia-noite (antes era 23h) e sua capacidade ficará restrita a 50%.

- Toque de recolher -

O poder Executivo espanhol pode impor o estado de emergência por quinze dias, mas precisa da aprovação do Parlamento para prorrogar o prazo.

O governo central não se opõe ao toque de recolher, mas considera que este regime de exceção exige, do ponto de vista jurídico, a proclamação prévia do estado de emergência. Para isso, pede o aval de todas as regiões.

"Talvez não seja o momento de tomar essa medida, deveria ter sido tomada há mais tempo, ou talvez outras medidas como restringir o número de pessoas no transporte público”, defendeu Patricia Vázquez, uma estudante de 22 anos, em declarações à AFPTV.

Governo da Espanha estudará toque de recolher para conter covid-19

  Governo da Espanha estudará toque de recolher para conter covid-19 O governo da Espanha informou, nesta terça-feira (20), que está disposto a estudar a implementação no país de um toque de recolher para impedir a propagação acelerada da covid-19, depois que as autoridades de Madri se mostraram abertas a tal medida. Liderada por uma coalizão de direita com o PP à frente, a região de Madri, que mantém a disputa com o Executivo central de esquerda no âmbito das medidas anticovid, evocou nesta terça-feira a possibilidade de um toque de recolher. Também reconheceu que sua aplicação "teria de ser uma decisão do governo da Espanha", segundo a autoridade de saúde regional, Enrique Ruiz Escudero.

“Na Espanha as restrições são muito diferentes de acordo com cada região. Em Madri me parecem insuficientes porque, se você observar a evolução das infecções, parece mesmo que o que é necessário não está sendo feito (...). Gostaria que houvesse um pouco mais de harmonia e responsabilidade”, acrescentou Eduardo Debiasi, de 42anos , que trabalha no setor de marketing.

Por sua vez, o presidente da região de Castilla y León (norte), Alfonso Fernández Mañueco, não esperou por uma ação do governo central para anunciar que irá impor o toque de recolher aos cidadãos entre as 22h00 e as 18h00 deste fim de semana. A região de Valência (leste) e a cidade de Granada, na na Andaluzia (sul), farão o mesmo.

A Espanha, um dos países mais atingidos pela pandemia, com cerca de 35.000 mortes, ultrapassou oficialmente um milhão de casos de covid-19 na quarta-feira.

O presidente Pedro Sánchez, porém, afirmou que o "número real" de infectados desde o início da pandemia "ultrapassa os três milhões".

hmw/tgb/at/ode/bc/mis/am

Espanha volta a declarar estado de emergência .
Governo espanhol segue mesmo caminho da França e decreta toque de recolher. Itália também impõe novas restrições devido ao rápido aumento no número de casos de coronavírus. © Cesar Manso/AFP/Getty Images Espanhóis não poderão sair mais de casa depois das 23h A explosão no número de casos de coronavírus levou neste domingo (25/10) o presidente do governo (premiê) da Espanha, Pedro Sánchez, a declarar estado de emergência em território nacional. É a segunda vez que a medida é tomada desde o início da pandemia no país.

usr: 0
Isto é interessante!