Mundo Ativista transexual denuncia jornalista da Band por homofobia

21:21  25 outubro  2020
21:21  25 outubro  2020 Fonte:   catracalivre.com.br

Após susto com Covid, Neto volta às transmissões em jogo do Italiano entre Inter e Milan

  Após susto com Covid, Neto volta às transmissões em jogo do Italiano entre Inter e Milan O jogo contará ainda com Datena como narrador e Rafael Oliveira como comentarista . © Fornecido por LANCE! Datena é apresentador de programas policiais na Band (Foto: Reprodução / Band) Afastado da TV há cerca de duas semanas, o apresentador Neto retornou ao programa "Os Donos da Bola", da Band, nesta quarta. Neto foi diagnosticado com o novo coronavírus no final de setembro.

Natasha Ferreira, ativista pelos direitos da comunidade LGBTQIA+, denunciou o jornalista Milton Cardoso ao Ministério Público pelo crime de homofobia. No programa “Live News”, da emissora Band no Rio Grande do Sul, em 17 de outubro, o jornalista teria fez discurso de ódio contra famílias formadas por homossexuais.

  Ativista transexual denuncia jornalista da Band por homofobia © Reprodução/Instagram

Veja também: O que mudou após 1 ano da criminalização da LGBTfobia no Brasil?

O documento encaminhada ao MP pela ativista exige que comunicador seja processado criminalmente por homofobia, conforme a lei 7.716/1989.

“Não vamos assistir caladas ao discurso de ódio sendo proferido em rede de televisão. Quem deseja ser LGBTfóbico precisa entender que suas atitudes terão consequências, já que após a decisão do STF a LGBTfobia passou a ser um crime no Brasil. Espero que o Ministério Público acolha minha denúncia e que esse jornalista seja responsabilizado por sua conduta criminosa”, disse Natasha ao veículo Sul 21.

Lívia Andrade abre o jogo sobre sua saída do SBT

  Lívia Andrade abre o jogo sobre sua saída do SBT Nicola diz que contratação de Felipão é 'espetacular' para o Cruzeiro: 'Chega para ser mais do que um treinador'

Entenda o caso

Durante entrevista com Cinara Vianna Dutra Braga, promotora de Infância e Juventude, sobre o processo de adoção no Estado, Milton Cardoso reagiu à possibilidade de adoção de crianças por casais LGBTQIA+. Neste dia, ao vivo, o jornalista disse:

“Aí a senhora me desculpa, porque aí não é família. É o meu ponto de vista. Homem com homem, mulher com mulher não é a história… Pera aí um pouquinho. O Supremo Tribunal Federal, numa decisão irresponsável, homoafetividade… Resolveu, enfim. Quem é que procria? Que que é a família? O que é o homem, a mulher, a família, constituição da família? Dois homens, duas mulheres juntas criar uma criar uma criança, pegar uma criança de 1 ano, de dois nos?”, falou.

Continuando a destilar o discurso homofóbico, o jornalista pediu para que a entrevistada não levasse ele “mal”. “É meu ponto de vista. Não é gostar. É que isso não existe. Claro que não. Eu te provo, pode pegar psiquiatras, psicólogos, pessoas assim altamente preparadas e qualificadas no planeta. E quem tá falando, sabe quem tá falando disso?”, questiona.

Justiça mineira recebe denúncia contra sócios da cervejaria Backer

  Justiça mineira recebe denúncia contra sócios da cervejaria Backer Com o recebimento da denúncia, 11 pessoas passaram à condição de réus © Fornecido por RedeTV! Sobe para dez o número de mortos de intoxicação por cervejas Backer A Justiça de Minas Gerais informou ontem (16) ter recebido denúncia contra sócios e funcionários da Cervejaria Três Lobos, empresa dona da marca de cervejas Backer, cujo consumo causou a morte de dez pessoas por intoxicação pela substância dietilenoglicol. Com o recebimento da denúncia, 11 pesso . Dessas, três são sócios da cervejaria.

Para tentar justificar suas falas homofóbicas, ele utiliza de seu filho, que segundo ele, é um homem gay.

“Quem tá falando isso é pai de homossexual. Eu tenho um filho homossexual. Eu tô falando que não tem como você formar uma criança… Dois homens ou duas mulheres. Ou é família… Não tem como. O telespectador vai dizer que eu sou um louco, não tem problema nenhum. Eu quero resgatar os valores de família e não é por aí. Não é por aí que nós vamos resgatar valores de família. Não. O politicamente correto não. Ladeira abaixo”, conclui.

Veja o vídeo da entrevista

View this post on Instagram

A post shared by Cinara Vianna Dutra Braga (@cinara_braga) on Oct 17, 2020 at 5:41am PDT

Homofobia é crime

Infelizmente, ainda hoje existem pessoas que têm aversão à comunidade LGBTQIA+ e que renegam a existência da classe na sociedade por puro preconceito. Desde junho de 2019, é previsto por lei que homofobia é considerado crime no Brasil. O ato criminoso é punido através da Lei de Racismo (7716/89), que hoje prevê crimes de discriminação ou preconceito por “raça, cor, etnia, religião e procedência nacional”.

Após escândalo de água contaminada, cidade americana de Flint ainda desconfia .
Seis anos depois de um escândalo sanitário, as autoridades em Flint dizem que a água nesta cidade do Michigan, no norte dos Estados Unidos, agora está em conformidade com os padrões nacionais de saúde pública, mas os residentes não acreditam. No site do estado de Michigan, por exemplo, afirma-se que o abastecimento de água da cidade "atende a padrões muito elevados".Em 2014, o então governador republicano de Michigan, Rick Snyder, decidiu mudar o abastecimento de água da cidade para economizar no orçamento.

usr: 3
Isto é interessante!