Mundo EUA anuncia venda a Taiwan de sistema de defesa Harpoon

06:26  27 outubro  2020
06:26  27 outubro  2020 Fonte:   msn.com

Dirigente do Borussia Dortmund não descarta venda de Jadon Sancho

  Dirigente do Borussia Dortmund não descarta venda de Jadon Sancho Hans-Joachim Watzke, CEO do clube, afirma que atacante pode ser vendido no próximo mercado, apesar do contrato até 2023, mas apenas pelo preço da multa de R$ 790 milhões- Interpretaram mal a situação. Tínhamos uma linha e seguiremos com ela no próximo mercado.

Segundo o Departamento de Estado americano, a venda das armas “serve aos interesses econômicos e de segurança nacional dos Estados Unidos, ajudando ( Taiwan ) a modernizar suas Forças Amadas e a conservar uma capacidade de defesa confiável”. O ministério taiwanês da Defesa destacou que o

O governo dos Estados Unidos anunciou na semana passada a venda a Taiwan de 135 mísseis de defesa com capacidade de alcançar a China. Pequim considera Taiwan parte da China e ameaça regularmente recorrer à força em caso de proclamação formal de independência de Taipé ou de

Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (26) a aprovação da venda de 100 sistemas de defesa costeira Harpoon a Taiwan por 2,4 bilhões de dólares, dias depois de a China protestar contra uma operação similar de venda de armas àquela ilha.

Foto de 15 de julho de 2020, divulgada pelo ministério da Defesa de Taiwan, mostra um navio de guerra lançando um míssil Harpoon, de fabricação americana, durante exercício militar no mar perto de Taiwan © Handout Foto de 15 de julho de 2020, divulgada pelo ministério da Defesa de Taiwan, mostra um navio de guerra lançando um míssil Harpoon, de fabricação americana, durante exercício militar no mar perto de Taiwan

A transação "irá aumentar a capacidade de defesa de Taiwan", destacou o Departamento de Estado, ao anunciar a operação, apesar de a China ter decidido aprovar sanções nesta segunda-feira contra empresas americanas envolvidas em vendas anteriores de armas a Taiwan, ilha que considera parte de seu território.

Com impasse sobre pacote fiscal nos EUA, mercados internacionais têm queda

  Com impasse sobre pacote fiscal nos EUA, mercados internacionais têm queda Em comício na noite de quarta, o presidente dos EUA, Donald Trump, acusou os democratas de não estarem dispostos a fechar um acordo aceitável para novos estímulos fiscais , horas depois de relatos sobre novos avanços nas negociações. A expectativa é que a presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, e o Secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, voltem a conversar nesta quinta. Bolsas da Ásia O índice acionário japonês Nikkei caiu 0,70% em Tóquio, a 23.474,27 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,67% em Seul, a 2.355,05 pontos.

De acordo com o Ministério da Defesa de Taiwan , o cruzador USS Antietam navegou através do estreito, em direção ao norte. "Se alguém ousar separar Taiwan da China, o Exército chinês certamente lutará em defesa da unidade soberana e integridade territorial do país", disse Wu Qian

O anúncio dessa possível venda de armas a Taiwan pode colocar mais lenha na fogueira. Uso da força. Nos últimos meses, caças chineses multiplicaram O exército taiwanês estaria preparando sua defesa . Não é por acaso que a venda acontece neste momento de forte tensão entre a China e os

A venda envolve 100 baterias de defesa costeira Harpoon (HCDS), que podem contar com até 400 mísseis RGM-84L-4, com alcance máximo de 125 km. Estes mísseis, fabricados pela divisão de defesa da Boeing, podem ser colocados em plataformas fixas ou montados em caminhões.

O gabinete do presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, divulgou um comunicado agradecendo aos Estados Unidos pela venda e afirmando que a mesma irá "aumentar a capacidade de guerra assimétrica".

Os Estados Unidos consideram prioritário contrabalançar a influência da China na região Ásia-Pacífico. Também pretendem dar a Taiwan capacidade de defesa confiável contra uma possível invasão do Exército chinês.

Washington anunciou na quarta-feira passada uma operação de venda de armas a Taiwan da ordem de 1,8 bilhão de dólares, incluindo 135 mísseis de defesa costeira Slam-ER de última geração, que diferentemente do Harpoon, tem um alcance maior do que a largura do Estreito de Taiwan, que separa a ilha da China.

Huawei se adianta a Trump e estoca chips para rede 5G da China

  Huawei se adianta a Trump e estoca chips para rede 5G da China A Huawei Technologies passou meses silenciosamente armazenando chips de rádio essenciais antes das sanções do governo Trump. Com isso, a empresa garante o fornecimento às operadoras chinesas na implementação da tecnologia 5G, orçada em US$ 170 bilhões, até pelo menos 2021. No final de 2019, a parceira Taiwan Semiconductor Manufacturing Co. (TSMC) começou a aumentar a produção dos chips de comunicação Tiangang de 7 nanômetros da Huawei, o principal componente em estações-base 5G, disseram pessoas a par do assunto.

"A Agência de Cooperação de Segurança e Defesa entregou a certificação necessária notificando o Congresso sobre esta possível venda hoje [19 de A venda serviria como um "impedimento para as ameaças regionais, além de fortalecer a defesa da pátria". Além disso, serviria para ajudar os

A iniciativa de venda acontece em meio a tensões entre Pequim e Washington, que travam uma guerra comercial desde o ano passado. A venda proposta "contribuirá para a modernização da frota de tanques de batalha" e melhorará o seu sistema de defesa aérea, de acordo com um comunicado da

Pequim pediu pela primeira vez desde a semana passada a Washington que "cancele" esta venda "para evitar danificar ainda mais as relações" entre os dois países.

Ao não receber resposta de Washington, anunciou na segunda-feira sanções contra as empresas armamentistas americanas, as "pessoas e entidades que tenham tido mal comportamento" durante a venda.

As gigantes do setor, Lockheed Martin, Raytheon e o braço da defesa da Boeing, manifestaram sua preocupação a respeito.

Taiwan tem uma população de 23 milhões de pessoas e é governada há 75 aos por um regime que se refugiou neste território depois que os comunistas tomaram o poder na China continental durante a guerra civil chinesa.

A República Popular Chinesa considera o território insular uma de suas províncias e ameaça usar a força em caso de uma proclamação formal de independência ou intervenção externa, especialmente americana.

sl/sdu/dg/yow/mvv/lb

EUA aprovam venda de quatro drones armados para Taiwan .
Os Estados Unidos aprovaram nesta terça-feira (3) a venda de quatro drones armados MQ-9 Reaper para Taiwan por 600 milhões de dólares, para reforçar a defesa da ilha em meio a crescentes tensões com Pequim. No entanto, no mesmo ano, os Estados Unidos aprovaram uma lei que estabelece que Washington deve ajudar Taiwan em caso de conflito. Desde então, os EUA forneceram armas a Taiwan.Pequim ameaça recorrer à força caso Taipei proclame formalmente sua independência ou receba intervenção estrangeira. Os Estados Unidos querem garantir à ilha um sistema de defesa confiável em caso de uma possível invasão chinesa.

usr: 1
Isto é interessante!