Mundo Covid em alta pressiona Reino Unido a seguir lockdowns de França e Alemanha

14:41  29 outubro  2020
14:41  29 outubro  2020 Fonte:   reuters.com

Negociações do Brexit podem ser retomadas para pacto em novembro

  Negociações do Brexit podem ser retomadas para pacto em novembro As negociações comerciais entre o Reino Unido e a União Europeia podem ser retomadas após um contato positivo entre os dois lados, disseram três pessoas a par das discussões. A decisão pode ser tomada nas próximas 24 horas, e os negociadores estariam prontos para se sentar imediatamente com o objetivo de fechar um acordo até meados de novembro, de acordo com as pessoas, que falaram sob condição de anonimato. O negociador-chefe do Reino Unido, David Frost, planeja conversar com seu homólogo da UE, Michel Barnier, na quarta-feira para discutir como pôr fim ao impasse, que paralisou as negociações formais por uma semana.

Por Kate Holton e Madeline Chambers

Pessoas usam máscaras de proteção em Londres © Reuters Pessoas usam máscaras de proteção em Londres

LONDRES/BERLIM, (Reuters) - O Reino Unido resistia nesta quinta-feira à pressão para impor um segundo lockdown nacional depois que França e Alemanha adotaram restrições abrangentes à vida social para conter uma disparada de infecções por coronavírus que colocou os serviços de saúde no limite.

O governo do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, evitou até o momento um lockdown de âmbito nacional, preferindo um sistema escalonado de controles locais concebidos para endurecer as medidas em regiões afetadas e deixando outras menos limitadas.

FIFA The Best: os melhores jogadores de futebol do mundo

  FIFA The Best: os melhores jogadores de futebol do mundo Todos os anos a FIFA premia os melhores jogadores do mundo, conheça todos os vencedores da história Entre 1991 e 2009,  a FIFA manteve sua própria eleição, isso mudou durante os anos de 2010 a 2015, quando a premiação do melhor do mundo foi organizada em conjunto com a France Football. Essa união terminou em 2016, e a partir desse momento, a revista francesa voltou a entregar o famoso Ballon d’Or e a FIFA retomou seu tradicional formato com um novo nome: The Best FIFA Football Awards.

Um novo estudo do Imperial College de Londres sublinhou a situação aflitiva enfrentada pelo Reino Unido, país com o maior número de mortes de coronavírus na Europa, mostrando que os casos da Inglaterra dobram a cada nove dias.

Steven Riley, o autor do estudo, disse que o governo deveria decidir rapidamente se quiser seguir o exemplo de França e Alemanha.

"E cedo é melhor do que tarde", disse Riley, professor de dinâmica de doenças infecciosas, à rede BBC.

Mas o ministro da Habitação, Robert Jenrick, disse que não acha inevitável o Reino Unido copiar França e Alemanha e impor restrições nacionais.

"O julgamento do governo hoje é que um lockdown nacional generalizado não é adequado, faria mais mal do que bem", disse ele à Rádio Times

As lições que Brasil pode aprender com segunda onda de covid-19 na Europa

  As lições que Brasil pode aprender com segunda onda de covid-19 na Europa Números de casos explodiu em países do outro lado do Atlântico; quais são os fatores que contribuem para esse aumento? E o que podemos fazer para evitar esse mesmo cenário daqui alguns meses?Mais recentemente, porém, a situação fugiu novamente do controle e o continente acumula números cada vez mais alarmantes: nos últimos 14 dias, a França, por exemplo, confirmou 421.799 novos casos e 2.193 mortes pela enfermidade. Os dados são do Centro Europeu de Controle e Prevenção de Doenças.

As economias europeias mergulharam na recessão mais profunda já registrada devido aos lockdowns generalizados adotados no início da crise, em março e abril, e as restrições mais recentes apagaram os sinais tímidos de recuperação vistos durante o verão.

Os mercados financeiros se reergueram em parte nesta quinta-feira depois de uma liquidação brutal no dia anterior, devido a perspectiva de uma recessão de mergulho duplo.

Os governos estão desesperados para evitar uma repetição dos lockdowns da primavera, mas foram forçados a agir devido à velocidade das infecções novas e a uma taxa de mortalidade que cresce continuamente em todo o continente.

Os lockdowns francês e alemão estão mantendo as escolas e a maioria dos negócios abertos, mas limitam severamente a vida social ao fechar bares, restaurantes, cinemas e estabelecimentos semelhantes, assim como a movimentação de pessoas.

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou que "o inverno será duro".

Europa: ao menos 14 países anunciaram restrições por causa da 2ª onda de covid .
O último foi o Reino Unido . Anúncio feito neste sábadoA mais recente decisão foi do primeiro-ministro do Reino Unido, o conservador Boris Johnson. Ele anunciou neste sábado (31.out.2020) 1 novo lockdown depois de o país superar a marca de 1 milhão de casos da covid-19.

usr: 0
Isto é interessante!