Mundo Homem esfaqueia segurança em consulado francês na Arábia Saudita

14:45  29 outubro  2020
14:45  29 outubro  2020 Fonte:   ansabrasil.com.br

Opep+ sob pressão para mudar plano de aumentar produção

  Opep+ sob pressão para mudar plano de aumentar produção Quando a Opep e aliados se reuniram no mês passado, o ministro de Energia da Arábia Saudita desafiou especuladores de petróleo a testarem sua determinação em estabilizar os mercados globais. Agora que uma segunda onda da pandemia ameaça a demanda mais uma vez, o momento do acerto de contas se aproxima. A coalizão de produtores de petróleo realiza uma videoconferência nesta segunda-feira para avaliar o estado do mercado. Nenhuma decisão de fornecimento é esperada até 1º de dezembro, mas Arábia Saudita e Rússia, líderes do grupo, já intensificam os contatos.

(ANSA) - Um homem esfaqueou um guarda no Consulado-Geral da França em Jidá, uma das principais cidades da Arábia Saudita, nesta quinta-feira (29).

Segundo comunicado da Embaixada francesa no país árabe, a vítima trabalha para uma empresa terceirizada de segurança, e o agressor foi detido pela polícia saudita "imediatamente após o ataque".

"O guarda foi transferido para um hospital, e sua vida não corre perigo", diz a nota da sede diplomática, que também pede para os cidadãos franceses na Arábia Saudita terem "vigilância máxima".

Além disso, a Embaixada expressou sua "confiança nas autoridades sauditas para jogar luz nesse ataque e garantir a segurança da comunidade francesa no país".

Para onde os brasileiros podem voar?

  Para onde os brasileiros podem voar? Destinos como Estados Unidos, Argentina e grande parte da Europa seguem com restrições a entrada de brasileiros. Locais liberados pedem testagem negativa ou quarentena na chegadaA maioria das empresas aéreas cortou rotas internacionais para o país e as poucas ainda em atividade, com algumas exceções, estão sendo usadas em sua maioria por brasileiros que estão no exterior para voltar ao Brasil. Segundo uma lista publicada na página da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), existem cerca de 50 países e territórios que não têm restrições expressas a entradas de viajantes brasileiros a lazer, em voos que partem do Brasil.

O crime ocorre em meio à crescente tensão entre a França e nações muçulmanas por conta das charges do profeta Maomé publicadas pelo semanário satírico Charlie Hebdo.

Um discurso do presidente Emmanuel Macron em defesa da liberdade de expressão nas caricaturas gerou protestos no mundo islâmico, inclusive na Arábia Saudita, monarquia sunita conhecida pela repressão a outras crenças e a opositores.

Também nesta quinta-feira, um suposto jihadista matou três pessoas a facadas na Basílica de Notre-Dame, em Nice, na França.

O caso é investigado pelo braço antiterrorismo do Ministério Público. (ANSA).

'Toda a comunidade brasileira na França está em choque': o desabafo de amigo de brasileira morta em atentado em Nice .
"Ela era uma pessoa muito querida por todos, feliz e batalhadora. Muito batalhadora", resume amigo de brasileira morta em atentado na França nesta quinta-feira (29)."Tô abalado até agora, muito emocionado, arrasado. Uma brasileira tão querida por todos, que fez uma grande história na Europa.

usr: 0
Isto é interessante!