Mundo Homem morre em padaria de Ipanema e estabelecimento continua funcionando

02:41  30 novembro  2020
02:41  30 novembro  2020 Fonte:   catracalivre.com.br

Lojas do Carrefour são alvo de protestos e ataques após assassinato de homem negro

  Lojas do Carrefour são alvo de protestos e ataques após assassinato de homem negro Lojas do Carrefour são alvo de protestos e ataques após assassinato de homem negroPORTO ALEGRE (Reuters) - O assassinato por espancamento de um homem negro em uma loja do Carrefour Brasil em Porto Alegre na noite de quinta-feira, véspera da data em que várias cidades do país comemoraram o feriado do Dia da Consciência Negra, provocou protestos e ataques a lojas da rede em vários locais do país e gerou pedidos de boicote contra a rede varejista, além de manifestações contra o racismo.

O Morro de Ipanema ou simplesmente " Morro Ipanema ", também conhecido como Serra ou Morro de Araçoiaba, é uma proeminente elevação topográfica com cerca de 5069 hectares situada na região de Sorocaba.

Um homem morreu e outros dois ficaram feridos após um deslizamento de terra, em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte. Eles trabalhavam na obra

Um morador de rua morreu por volta das 8h da última sexta-feira, 27, em uma padaria em Ipanema, no Rio. Plásticos pretos foram usados para cobrir o corpo por aproximadamente duas horas, quando finalmente foi recolhido. Durante todo esse período, o estabelecimento continuou aberto e recebendo clientes.

Rio De Janeiro - August 23, 2015: People sunbathe on Ipanema beach. Ipanema is a neighborhood located in the South Zone of Rio © Getty Images Rio De Janeiro - August 23, 2015: People sunbathe on Ipanema beach. Ipanema is a neighborhood located in the South Zone of Rio

O caso foi contado pelo jornalista Joaquim Ferreira dos Santos, e publicado em “O Globo” deste domingo, 29.

Segundo Santos, a morte súbita ocorreu em uma das vezes que o homem pedia comida.

A padaria, além dos sacos pretos, teria improvisado um cercadinho de cadeiras para isolar o cadáver dos clientes que comiam na padaria.

Veja também: Tudo sobre o caso de racismo e homofobia na padaria Dona Deôla, em SP

Mulher que fez ataques homofóbicos em padaria de São Paulo vira ré .
Mulher que fez ataques homofóbicos em padaria de São Paulo vira ré+ Mulher dá “show” de homofobia em padaria de São Paulo e agride jovem

usr: 18
Isto é interessante!