Mundo Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline

17:49  30 novembro  2020
17:49  30 novembro  2020 Fonte:   gooutside.com.br

Brasil cria estética de integração racial e na prática é segregador, diz ativista

  Brasil cria estética de integração racial e na prática é segregador, diz ativista Ronilso Pacheco acha que sistema de discriminação no País é pior do que nos Estados Unidos; ele afirma que preconceito não é prática individualizada "O mundo gira, os negros continuam morrendo e isso não faz qualquer diferença. É um grande ponto a ser pensado. Ver como as coisas estão conectadas. Enquanto um homem negro é assassinado, enquanto há milhares de negros na rua clamando por justiça e práticas mais justas, tem um mercado aleatório, completamente desconectado da realidade, da vida. É importante fazer a discussão de racismo que não fique só no que afeta a população negra, mas no tipo de país que a gente quer, nas empresas que a gente quer que opere no país.

Um jovem de 21 anos morreu ao cair de uma altura de aproximadamente 50 metros quando praticava slackline , em um vale perto de Sobradinho, a 30 quilômetros de Brasília. Jonas Pereira da Silva estava treinando com três amigos ontem, por volta das 14h30, quando se desequilibrou e caiu.

De acordo com Corpo de Bombeiros, Jonas Pereira da Silva, de 21 anos, caiu de altura de aproximadamente 70 metros . O jovem de 21 anos morto, neste sábado (28), enquanto praticava slackline em Sobradinho, no Distrito Federal, será sepultado nesta segunda-feira (30), no cemitério

Um jovem de 21 anos morreu no sábado (28), enquanto praticava Slackline Highline em Sobradinho, no Distrito Federal. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), a vítima caiu de uma altura de aproximadamente 50 metros e não resistiu.

  Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline © Fornecido por Go Outside

Segundo os militares, o jovem, identificado como Jonas Pereira da Silva, sofreu trauma cranioencefálico (TCE) grave, além de múltiplas faturas. Além disso, os bombeiros informaram que o corpo da vítima estava no fim de um despenhadeiro da região, local usado para a prática esportiva. O jovem estava acompanhado de mais outros dois amigos e praticantes de slackline.

Bodyboarder morre após mais um ataque fatal de tubarão na Austrália

  Bodyboarder morre após mais um ataque fatal de tubarão na Austrália Um bodyboarder de aproximadamente 50 anos foi morto por um tubarão em Broome’s Cable Beach, West Austrália, na última sexta-feira (21). Segundo relatos, a vítima surfava a cerca de 40 metros da praia quando ocorreu o ataque. Veja também: Tubarão de quase 4 metros ronda caiaque na Austrália Um casal nadando nas proximidades percebeu o […] The post Bodyboarder morre após mais um ataque fatal de tubarão na Austrália appeared first on HARDCORE.

Jovem de 21 anos morreu após cair durante prática de slackline , no DF. Há quatro modalidades do slackline : longline, em que o praticante usa uma corda de nylon bem mais longa do que a de costume, com mais de 20 metros de comprimento; highline , em que o esportista amarra a fita a uma

Inicialmente, os militares estimavam que a queda havia ocorrido de uma altura de 15 metros , porém, confirmaram 70 m posteriormente. O corpo do praticante de slackline foi encontrado em um local com profundidade de 50 metros . Os bombeiros precisaram usar técnicas de rapel para resgatar a vítima.

Leia Mais:

O insano highline entre as ondas gigantes de Nazaré

Estudo revela que selfies têm levado a mortes e acidentes

O local onde o corpo foi encontrado é de difícil acesso e os militares precisaram usar técnicas de rapel para o resgate.

De acordo com o Jornal Correio Braziliense, o CBMDF informou que Jonas Pereira não usava todos os equipamentos de segurança no momento do acidente. Segundo relatou uma testemunha à Polícia Civil, apesar de estar com a cadeirinha para evitar quedas, o rapaz se esqueceu de conectar uma argola à corda.

O caso está sendo investigado pela 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2). Em nota oficial, a Polícia Civil informou que se trata “de ocorrência de morte acidental ainda sem causa definida, sabendo-se apenas que um praticante de esportes radicais faleceu após queda de grande altura. (…) A ocorrência foi registrada em princípio como ‘homicídio culposo’, com natureza em apuração, para melhor esclarecimento do acidente”. Agora, a perícia determinará as causas do acidente.

Casagrande se emociona ao falar de Maradona e da dependência química

  Casagrande se emociona ao falar de Maradona e da dependência química O comentarista Walter Casagrande se emocionou e chorou ao comentar a morte de Diego Maradona e falar sobre a dependência química , a qual ele também sofre. © Reprodução/TVGlobo “Eu estou muito chocado. Não só pelo Maradona, mas pelo Vanucci ontem. Está muito difícil este ano, essa semana. Eu joguei na mesma época que o Maradona na Itália, joguei com o irmão dele, então tive bastante contato com ele, sempre me tratou muito bem, sempre tratou minha família muito bem.

Em Rio Claro grupo pratica uma das modalidades do esporte, onde a fita fica a muitos metros do chão. Atividades são controladas e seguras, garantindo

A estudante morreu cinco dias após a cirurgia de lipoaspiração e implantação de prótese de silicone.

O que é o Slackline Highline

O Slackline Highline, ou também conhecido somente como Highline, é uma das modalidades de Slackline, sendo uma das vertentes mais desafiadoras. Neste caso, o objetivo é equilibrar-se em uma fita ancorada a mais de 10 metros de altura e pode ser feito entre formações rochosas, canyons e prédios.

O post Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline aparece primeiro no Go Outside.

Reino Unido importou toneladas de soja fruto de desmatamento de florestas do Brasil; país acaba de banir a prática .
Uma investigação realizada pelo jornal inglês The Guardian em parceria com o Greenpeace e outras instituições de jornalismo investigativo, revelou que no ano passado o Reino Unido importou mais de 1 milhão de toneladas de soja ligadas a práticas de desmatamento irregular nos seus países de origem – Argentina, Paraguai e Brasil. A commodity foi importada para ser utilizada na produção galinhas e outros alimentos em fazendas britânicas e, segundo a reportagem, mais de 40% dessa importação de soja veio de tais países para o Reino Unido sem qualquer exigência ambiental pelo governo britânico – e seria responsável por imensos desmatamentos em solo paraguaio, argentino e

usr: 10
Isto é interessante!