Mundo UE adverte seis Estados-membros por fechamento de fronteiras e restrições de viagem

15:45  23 fevereiro  2021
15:45  23 fevereiro  2021 Fonte:   afp.com

Opinião: Fechar fronteiras na UE não é solução contra o coronavírus

  Opinião: Fechar fronteiras na UE não é solução contra o coronavírus A covid-19 representa um desafio para o espaço Schengen e as suas fronteiras abertas. Uma das maiores conquistas da UE está novamente em xeque, opina o ministro das Relações Exteriores de Luxemburgo, Jean Asselborn. © Matthias Balk/dpa/picture alliance Policiais alemães isolam fronteiras com a República Tcheca e o Tirol. Alemanha introduziu controles mesmo após críticas da UE Quase um ano atrás, a Europa entrou em pânico e decidiu fechar suas fronteiras na esperança de conter a propagação do coronavírus.

A Comissão Europeia anunciou, nesta terça-feira (23), que enviou um comunicado formal a seis países alertando-os que os fechamentos de fronteira implementados pela pandemia de coronavírus podem prejudicar a livre circulação de pessoas e produtos no interior do bloco.

Um policial federal alemão para um veículo para o controle em um posto de fronteira com a Áustria, perto de Zinnwald © Odd ANDERSEN Um policial federal alemão para um veículo para o controle em um posto de fronteira com a Áustria, perto de Zinnwald

As cartas foram enviadas para a Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Hungria e Suécia, destacando o risco de "fragmentação e interrupções da livre circulação e das redes de abastecimento", disse o porta-voz da Comissão Europeia, Christian Wigand.

UE vai manter restrições a viagens não essenciais entre medidas caóticas em fronteiras

  UE vai manter restrições a viagens não essenciais entre medidas caóticas em fronteiras UE vai manter restrições a viagens não essenciais entre medidas caóticas em fronteirasBRUXELAS/BERLIM (Reuters) - Líderes governamentais da União Europeia irão acertar na quinta-feira a manutenção de restrições a viagens não-essenciais dentro da UE apesar do Executivo do bloco ter pedido a seis países aliviarem as restrições de fronteira na terça-feira.

A Comissão admitiu sua preocupação de que as medidas ultrapassem as recomendações adotadas há quatro meses no bloco, que buscavam um equilíbrio "proporcional" entre frear a propagação do coronavírus e restringir os movimentos de pessoas.

Por conta disso, Bruxelas deu aos países um prazo até o fim desta semana para responder às cartas. Caso não receba uma resposta, pode teoricamente iniciar procedimentos por violação das leis da UE.

A Alemanha, no entanto, rejeitou energicamente a afirmação de que suas restrições ao tráfego para a região do Tirol, na Áustria, e da República Tcheca e Eslováquia contradizem as recomendações da UE.

"Rejeito a acusação de que não cumprimos com a legislação da UE", disse em Bruxelas o ministro alemão de Assuntos Europeus, Michael Roth.

Covid-19: Alemanha pode adotar novas restrições em fronteira com a França

  Covid-19: Alemanha pode adotar novas restrições em fronteira com a França A Alemanha está preocupada com a situação na região de Moselle, na fronteira com a França, uma das mais atingidas pela pandemia de Covid-19 no país. A chanceler alemã, Angela Merkel, se reúne nesta nesta segunda-feira (22) com representantes do governo para discutir a adoção de novas medidas de precaução na fronteira para evitar a propagação da doença. A região francesa é classificada atualmente como "área de risco" e contabiliza 283A região francesa é classificada atualmente como "área de risco" e contabiliza 283 contaminações por 100.000 habitantes, contra 175 para a região leste e 190 em nível nacional. A taxa de incidência do vírus na Alemanha está abaixo de 60, um terço da registrada na França.

A carta da Comissão à Alemanha, consultada pela AFP, dizia que esse país não estava aplicando todas as isenções de proibição estabelecidas pelas recomendações da UE, e alegava que a propagação de variantes do coronavírus na República Tcheca e Eslováquia não era pior do que em outros países do bloco.

O objetivo da UE, segundo a carta, é "a preservação do funcionamento do mercado único em um período econômico volátil, assim como a proteção da vida familiar em uma época de contatos sociais significativamente reduzidos fora do núcleo familiar".

Os líderes da UE debaterão a situação do vírus no bloco na quinta e sexta-feira, em uma cúpula virtual.

rmb/ahg/mar/aa

Reino Unido anuncia reabertura após queda de casos de covid com lockdown e vacinas .
Economia vai reabrir em etapas após semanas de lockdown severo e em meio a um programa acelerado de vacinações. A meta é vacinar todos os adultos do país até o final de julho. Até agora, mais de 17,5 milhões de pessoas no Reino Unido receberam uma dose de vacina.A ordem de prioridade para os menores de 50 anos receberem as vacinas ainda não foi definida pelo Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI).O professor Adam Finn, membro do JCVI, disse à BBC no domingo que esperava um anúncio a ser feito sobre as prioridades da vacina em algum momento desta semana.

usr: 2
Isto é interessante!