Mundo Nota do Enem pode ser usada para estudar em universidades internacionais

13:06  08 abril  2021
13:06  08 abril  2021 Fonte:   poder360.com.br

Enem 2020: veja como e onde usar sua nota

  Enem 2020: veja como e onde usar sua nota Estudantes podem ingressar em universidades públicas através do SiSU ou em instituições privadas por meio do Prouni e do Fies; algumas universidades portuguesas também aceitam a notaO adiamento do Enem provocado pela pandemia de covid-19 fez com que os candidatos ficassem impossibilitados de participar da primeira edição do Prouni, que concede bolsas em universidades privadas, e do Fies, programa de financiamento estudantil. No entanto, o MEC garantiu que a nota do Enem 2020 poderá ser usada em outras edições dos programas previstas para o segundo semestre.

A nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) pode ser usada por estudantes na busca de uma vaga em universidades fora do Brasil. Atualmente, instituições em Portugal, Estados Unidos, Canada, Reino Unido, Irlanda e França recebem alunos com as notas do teste brasileiro.

Saiba como usar a sua nota do Enem para estudar no exterior © Unsplash Saiba como usar a sua nota do Enem para estudar no exterior

Cada pais e cada instituição tem uma forma especifica para selecionar alunos a partir das notas do Enem. Em comum, todos exigem a solicitação de um visto de estudante, que será valido pelo período do curso desejado.

Portugal e o pais que oferece mais oportunidades. Sao 49 instituições de ensino superior, com cursos em diversas áreas. Alem da possibilidade de morar na Europa, o idioma facilita a compreensão dos conteúdos e retira a necessidade de proficiência em outra língua. Nos demais países, e obrigatório entender o idioma para poder assistir as aulas.

Mulher enfrenta 'maratona' pela mãe, internada em BH com COVID-19

  Mulher enfrenta 'maratona' pela mãe, internada em BH com COVID-19 Empregada doméstica, Miriam Eliane, de 44 anos, acompanha a mãe desde quinta (8/4), às 14h, quando começou a passar malE isso era apenas um momento de uma “maratona” vivida por Miriam Eliane.

Receba a newsletter do Poder360

Na lista de universidades portuguesas, ha instituições publicas e privadas. Por se tratar de instituições que cobram, há uma série de valores que precisam ser observados pelos estudantes. Há taxas de matrícula, adesão e os valores das anuidades, que é, especificamente, o valor que se paga pelo curso escolhido.

“Os requisitos mínimos para estudar na Universidade de Lisboa podem depender de cada faculdade da Universidade, que estabelecem requisitos próprios para os estudantes internacionais”, explica Isabel França, diretora de Relações Externas e Internacionais da instituição.

Veja abaixo a lista de exigências gerais em cada pais

  • Portugal – 49 instituições – Ensino medio completo, nota mínima de 500 pontos e passaporte
  • França – 4 instituições – Ensino medio completo, documentação traduzida, teste de proficiência em francês, ter sido aprovado em curso similar no Brasil e passaporte
  • Estados Unidos – 3 instituições – Ensino medio completo, documentação traduzida, teste de proficiência em inglês e passaporte
  • Reino Unido – 3 instituições – Ensino medio completo, documentação traduzida, teste de proficiência em inglês e passaporte
  • Irlanda – 1 instituição – Ensino medio completo, documentação traduzida, teste de proficiência em inglês e passaporte

Veja a lista completa das instituições e as exigências especificas das universidades

Betim confirma prazo de chegada da Sputnik V até 30 de abril

  Betim confirma prazo de chegada da Sputnik V até 30 de abril Apesar do imunizante russo ainda não ter sido aprovado pela Anvisa, prefeitura diz que compra foi realizada e que as doses chegam até o final do mêsApesar desses entraves, a prefeitura de Betim afirma que aguarda a chegada deste imunizante até 30 de abril. A vacina russa segue sem previsão de ser usada pelo Ministério da Saúde.

Bolsas de estudo

É possível cobrir os gastos anuais das universidades, ou parte deles, por meio de bolsas concedidas por algumas instituições. No Brasil, a Fundação Estudar e o banco Santander concedem bolsas parciais e integrais para estudos internacionais.

Muitas das instituições de ensino também oferecem bolsas integrais e parciais, algumas cobrem, inclusive, gastos com moradia e com materiais didáticos. Neste caso específico, é preciso consultar em cada instituição e encontrar aquelas que oferecem esse tipo de bolsa.

Também é possível conseguir apoio financeiro pelos editais da Capes e CNPq, do governo federal, que abrem frequentemente editais para financiar estudos da graduação ao doutorado em países parceiros.

Caso o estudante não consiga uma bolsa, há a possibilidade de financiar os estudos ou conseguir um empréstimo para pagar os custos. A empresa Remessa Online, em parceria com a financeira Creditas, por exemplo, oferece um financiamento para estudos no exterior.

Doadores internacionais oferecem quantia abaixo da meta para ajuda aos sírios

  Doadores internacionais oferecem quantia abaixo da meta para ajuda aos sírios Doadores internacionais prometeram nesta terça-feira (30) um total de 6,4 bilhões de dólares em ajuda humanitária para os deslocados e afetados pelo conflito na Síria, uma quantia consideravelmente distante da meta de 10 bilhões estabelecida pela ONU. “O compromisso total chega a 5,3 bilhões de euros, ou 6,4 bilhões de dólares”, anunciou em Bruxelas o comissário europeu para Gestão de Crises, Janez Lenarcic, no final da conferência, realizada virtualmente. Your browser does not support this video O comissário explicou que este total inclui 4,4 bilhões de dólares para 2021 e 2 bilhões para 2022 em diante.

O Poder360 preparou um infográfico com algumas possibilidades de financiamento, empréstimo ou bolsas de estudos. Confira:

  Nota do Enem pode ser usada para estudar em universidades internacionais © Fornecido por Poder360

Eis os sites das instituições listadas para mais informações.

  • Fundação Estudar
  • Santander Universidades
  • Capes e CNPq
  • Remessa Online

Pandemia

Todos os países listados, com exceção da França, conseguiram conter o avanço do novo coronavírus por meio das diversas ações aplicadas, dentre elas a vacinação em massa. Por causa do momento estável que passam, os Estados Unidos e Reino Unido -dentre os listados, não aceitam, até o momento, voos do Brasil. Os demais aceitam com algumas restrições.

  • Portugal – aceita viajantes internacionais por motivos profissionais, de estudo, de reunião familiar, por razões de saúde ou por razões humanitárias. É preciso ter feito o teste RT-PCR de covid e, certamente, ter testado negativo;
  • França –  aceita estrangeiros, desde que tenha feito o teste RT-PCR valido até 72h da chegada e que tenha, em mãos, declarações exigidas pelo governo francês preenchidas,
  • Irlanda – aceita viajantes no país, desde que tenha preenchido uma declaração do governo e que tenha apresentado resultado negativo para o teste PCR da covid.

Vacinação COVID-19: 578,6 mil não foram tomar a segunda dose em Minas .
Levantamento feito pelo EM demonstra que pessoas dos grupos prioritários com prazo para tomar a segunda dose da vacina não foram aos centros de saúdeO painel com dados da vacinação em Minas aponta que 2,15 milhões de mineiros receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 e apenas 727.451 foram imunizados com a segunda dose. Isso significa que faltam completar a imunização 1,42 milhão de mineiros. Uma parcela desse total ainda aguarda o prazo para tomar a segunda dose, mas, como o levantamento demonstrou, 578,6 mil já poderiam ter recebido a segunda dose.

usr: 2
Isto é interessante!