Mundo Regulador alemão mantém limite de idade para vacina da AstraZeneca

15:27  08 abril  2021
15:27  08 abril  2021 Fonte:   reuters.com

Dinamarca decide abandonar o uso da vacina da AstraZeneca

  Dinamarca decide abandonar o uso da vacina da AstraZeneca Diz ter outras opções de vacinas. Adota medida por precaução . Por causa de efeitos colaterais. 6 países limitaram a aplicação“Com base nas descobertas científicas, nossa avaliação geral mostra que existe um risco real de efeitos colaterais graves associados ao uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca. Portanto, decidimos removê-la do nosso programa de vacinação”, disse o diretor-geral da Autoridade de Saúde Dinamarquesa, Soren Brostrom, em comunicado.

BERLIM (Reuters) - O órgão regulador de vacinas da Alemanha afirmou nesta quinta-feira que manterá sua orientação de limitar a aplicação da vacina da AstraZeneca contra Covid-19 para pessoas com mais de 60 anos de idade.

Frasco da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca em centro de vacinação em Ronquieres, na Bélgica © Reuters Frasco da vacina contra Covid-19 da AstraZeneca em centro de vacinação em Ronquieres, na Bélgica

O órgão regulador da União Europeia anunciou na quarta-feira que deixaria para cada país decidir sobre como lidar com o risco do surgimento de coágulos sanguíneos raros por causa da vacina da AstraZeneca.

O Instituto Paul Ehlrich disse em comunicado que suas recomendações são baseadas em análises intensivas da situação atual dos dado, assim como na situação atual da pandemia.

(Reportagem de Caroline Copley)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447759)) REUTERS ES

Dinamarca abandona uso da vacina de Oxford .
País é o primeiro da Europa a retirar de seu programa de vacinação o imunizante contra a covid-19 da AstraZeneca, devido a possível ligação com formação de coágulos sanguíneos. © Yui Mok/empics/picture alliance Segundo a Dinamarca, pesou o fato de o país ter outras vacinas disponíveis e a epidemia estar sob controle A Dinamarca decidiu nesta quarta-feira (14/04) suspender o uso da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca e a Universidade de Oxford, devido a uma possível ligação entre o imunizante e a formação de coágulos sanguíneos em vacinados.

usr: 0
Isto é interessante!